05 abril 2017

Resenha - Relato de um Certo Oriente

Título: Relato de um Certo Oriente
Autor (a): Milton Hatoum
Editora: Companhia das Letras - ed. de bolso.
Sinopse: Após um longo período de ausência, uma mulher regressa a Manaus, cidade de sua infância. Deseja encontrar Emilie, a extraordinária matriarca de uma família libanesa há muito radicada ali. Encontra a casa desfeita - como desfeitas para sempre estão as casas da infância. Situado entre o Oriente e o Amazonas, este relato é a busca de um mundo perdido, que se reconstrói nas falas alternadas das personagens, longínquos ecos da tradição oral dos narradores orientais.
Relato de um certo Oriente, publicado em 1889, por Milton Hatoum, nos revela uma obra memorialística, em que é narrado desventuras e situações de uma família libanesa, residentes em Manaus. Mesclando a narração em terceira e primeira pessoa, o enredo trata, principalmente, de memórias contadas por uma narradora sem identificação, sabemos apenas que fazia parte da família de Emilie, personagem central no desenrolar das lembranças expostas no livro.

Mesclam-se o Oriente e o Amazonas nesta obra, em que as cartas escritas pela mulher que regressa à Manaus, a mesma narradora sem nome, nos apresentam minúcias, detalhes, momentos singelos e trágicos da família libanesa que fizera parte. A trajetória dessa família é focada pela figura da matriarca, Emilie, que se demonstra uma personagem voltada para o bem estar dos seus. A narrativa também revela as diferenças culturais vividas naquela família, como o caso de Emilie e seu marido, os quais praticavam doutrinas diferentes, mas que mantiveram o respeito um para com o outro.

Por meio da volta ao passado à narrativa se condensa e nos explicita algumas passagens desta família, e através desse retorno, podemos ter um vislumbre do que foram as personagens ali retratadas. Relatos que transformam-se em retalhos das vivências em família, presenciadas pela narradora.
A narrativa evidencia-se por meio de evocações, pequenas descrições intimistas, conduzindo os leitores para o universo ali narrado, um universo familiar, particular.

Um comentário:

  1. Oi Jeni,
    Depois que assisti Dois Irmãos, fiquei super curiosa para ler algo do autor, no início da resenha desse, achei até similar, parte do enredo.
    Mais um para a lista. Mais uma dica maravilhosa e amei sua resenha.

    tenha um ótimo final de semana.
    Fizemos algumas mudanças no Obsession Valley, e com isso mudamos o nome. Venha conhecer o Canto Cultzíneo!
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo