14 agosto 2015

Resenha - O Oceano no Fim do Caminho


Título: O Oceano no Fim do Caminho
Original: The Ocean at the End of the Lane
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Sinopse: O Oceano no Fim do Caminho - Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos.Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Nunca li nada de Neil Gaiman e só via elogios em relação às suas obras e sua escrita. O Oceano no Fim do Caminho foi minha primeira experiência com a produção literária do autor e gostei muito, mesmo não sabendo definir bem a história e como ela me envolveu.

Um homem de meia idade volta à uma fazenda onde frequentou quando criança. A fazenda se encontra no fim da rua de onde morava e ao adentrar nos fundos da casa depois de falar com a sra. Hempstock, a avó de sua antiga amiga Lettie, a amiga que chamava o lago de sua fazenda de oceano, o seu Oceano, relembra tudo o que aconteceu durante um período de sua infância com as Hempstock em sua história.

É difícil escrever sobre a trama do livro, confesso. O enredo é como uma fábula, com seres imaginários, situações mirabolantes e personagens misteriosos. A história nos traz sensações únicas ao lermos sobre o garotinho introvertido que se afunda nas histórias dos livros que lê e que, ao conhecer Lettie, conhece novos seres e experimenta novas sensações com a menina e sua família. Todo leitor assíduo deve se identificar, pelo menos um pouco, com o protagonista dessa trama em suas cenas de leitura, com palavras apaixonadas divagando sobre as aventuras que gostava de ler.

O personagem principal é quem nos narra a história e a ação se desenrola de acordo com o ponto de vista do garoto, o que nos faz adentrarmos na leitura como se estivéssemos ao seu lado, sendo crianças novamente e vivenciando seus medos "infantis". Como uma fábula, a história parece sem nexo algumas vezes e mirabolante quanto às personagens misteriosas que são as mulheres Hemptock. Mas ao final do livro, parando para refletir sobre o que lemos, podemos perceber algumas lições que a obra nos traz, nos fazendo pensar acerca de nosso passado e de algumas situações da infância.

É difícil escrever sobre a obra de um autor tão aclamado e que, de acordo com alguns comentários, tem um jeito único e diferente de escrever suas histórias. Com referências biográficas ou não, O Oceano no Fim do Caminho é uma leitura singela e diferente, instigante e intrigante a cada página lida.

5 comentários:

  1. Oi Jen.
    Ainda não li nada do autor.
    Achei interessante esse ponto da fábula, espero gostar da escrita.
    É um autor que sou bem curiosa.

    Ótima resenha e dica =D

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oie Jeniffer =)

    Ganhei esse livro de aniversário do meu primo ano passado mais ainda não li. Eu gosto do Nel Gaiman e já li duas obras do autor e esse sentimento de não saber ao certo se a obra me envolveu ou não me acompanhou nas duas vezes.

    O Neil tem um jeito muito peculiar de desenvolver a história que tem em mente assim como o seus personagens. Você fica lendo mesmo sem estar "gostando" muito, mas não consegue parar de ler.

    Quero muito ler esse livro, pois meu primo leu e gostou muito e nós dois temos gostos parecidos rs... Espero não me decepcionar.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  3. Gaiman é mesmo um autor de estilo difícil de se explicar ao certo, as vezes pra mim até de entender bem. São deles as obras Stardust que virou uma adaptação homônima de filme e Deuses Americanos, mas acho que o melhor dele, principalmente para mim que sou muito fão do gênero é a HQ Sandman, que tem uma pegada mais adulta.
    http://www.interruptedreamer.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Jeniffer!
    É como você disse, todo mundo fala bem do autor.
    Fico curiosa, ainda mais com o seu comentário de que é estilo uma fábula. Não sabia que esse era o estilo dele.
    Na verdade, nem entendi muito bem sobre o que é, mas imagino ser aquele tipo de livro que você precisa ler para entender (ou não, hehe).
    :)

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Sou apaixonada por Neil Gaiman, ele é um dos meus autores favoritos, seus livros tem um lugar ultra favorecido em minha estante com e por merecimento.

    Amei "O Oceano no fim do caminho", mas nunca consegui escrever resenha para ele, pois me identifico com o menino/homem narrado e aquela narrativa introspectiva.... aquelas desventuras e venturas! Muito show, uma delícia!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo