10 julho 2015

[Filme] Cidades de Papel

Título: Paper Towns
Direção: Jake Schreier
Elenco: Nat Wolff, Cara Delevingne, Justice Smith, Austin Abrams.
Sinopse: "Cidades de Papel" é uma história sobre amadurecimento, centrada em Quentin e em sua enigmática vizinha, Margo, que gostava tanto de mistérios, que acabou se tornando um. Depois de levá-lo a uma noite de aventuras pela cidade, Margo desaparece, deixando para trás pistas para Quentin decifrar. A busca coloca Quentin e seus amigos em uma jornada eletrizante. Para encontrá-la, Quentin deve entender o verdadeiro significado de amizade – e de amor.



Normalmente eu não gostaria de escrever sobre uma adaptação de livro, ainda mais por ter me decepcionado tanto com a adaptação de A Culpa é das Estrelas do mesmo autor. Porém, Cidades de Papel me surpreendeu positivamente e não quis deixar a oportunidade de falar sobre ele aqui no blog.

Paper Towns é meu livro favorito do John Green (já li todos dele, menos Will & Willl) e estava com um pé atrás em relação à essa adaptação. Fiquei com receio de transformarem a mensagem do livro em algo banal ou até deixá-la de lado pra enfatizar um romance adolescente. Felizmente, isso não ocorreu e sai satisfeita do cinema.


Margo e Quentin se conhecem desde pequenos e numa saída de bicicleta pelo bairro, eles encontram um adulto morto na pracinha. Após o acontecimento, naquele mesmo dia, Margo surge pela janela do quarto de Q e o convida a investigar, junto à ela, sobre a morte daquele senhor. Quentin nega e ao longo dos anos, os dois afastam-se. Após 11 anos do ocorrido, Q demonstra-se ainda fascinado por essa garota cheia de mistérios, aventuras e histórias fabulosas sobre suas indas e vindas de casa. Margo tornou-se seu próprio mistério e parece apenas inalcançável para o jovem rapaz dedicado aos estudos, amigos e família. Porém, em uma noite inesperada, Margo reaparece na janela de Q, quase o intimando a completar 9 missões com ela, para completar sua vingança contra o ex-namorado e suas ex-amigas. É a partir desta noite que a vida de Quentin muda completamente.


A história do livro é basicamente a mesma do filme. Mudaram algumas coisas? Sim, obviamente, mas não deixa a desejar (pelo menos ao meu olhar). O que me agradou e muito. O romance não é enfatizado no filme, assim como no livro. John Green escreve um Young Adult nada superficial e leva isso às telonas com essa nova adaptação. 

O elenco está maravilhoso, até mesmo Cara Delevingne eu achei com uma boa atuação, mesmo ouvindo tantas críticas à ela. Nat como Quentin está muito bom também e seus amigos mais ainda. Talvez em algumas eu tenha sentido uma certo ar superficial nas atuações, mas nada muito grave. As cenas entre os meninos são as mais engraçadas e cativantes. Com uma linguagem própria, o roteiro não deu um 'ar forçado' nos diálogos entre Q, Ben e Radar. Austin como Ben roubou a cena várias vezes, nos fazendo rir com seus trejeitos e sacadas.


A cenografia não foi exatamente como imaginei, mas ainda sim foi mais ou menos fiel ao que está presente no livro. A trilha sonora está PERFEITA. Ainda mais tocando HAIM (se não ouviu ainda, ouça aqui - urgentemente!) nas cenas finais. 

Cidades de Papel fala sobre amadurecimento, enfoca em valores como amizade, conhecer a si mesmo, descobertas, conquistas e aventuras em uma época em que podemos (quase) tudo e que os arrependimentos e angústias devem ficar de lado.


Em alguns momentos tive uma sensação nostálgica e saudosista quanto à adolescência, querendo voltar um pouquinho no tempo pra me aventurar em certas histórias assim como Q, Ben, Radar, Angela, Lacey e Margo. 

Saia da sua zona de conforto, perca-se antes de encontrar-se, essas são as lindas mensagens que tal produção nos traz, de uma forma bem singela e divertida.

10 comentários:

  1. Que resenha incrível.
    Agora vou assistir sem medo agora.
    Não gostei muito do livros, mas estou aposto alto no filme.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Oii...
    Adoro os livros do Green e gostei muito de Cidades de Papel.
    Amanhã vou no cinema conferir, mas tenho certeza que vou gostar, mesmo com algumas modificações que vi pelo trailer.
    Tenha um bom final de semana.
    Beijinhos ;**

    Leitora Online

    Facebook | Instagram | Twitter

    ResponderExcluir
  3. Gostei de sua resenha. Gostei de Cidade de Papel,e achei que você captou a essencia e mensagem do filme.




    ResponderExcluir
  4. Eu li Cidades de Papel faz um tempinho e amei, aí por isso eu ando com medo de assistir o filme. Eu tenho sérios problemas com adaptações de livros x.x
    Mas seu texto tirou um pouco desse meu medo, fiquei com vontade de assistir o filme.
    Adorei o seu blog =)

    xoxo
    paperdream-s.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, Jen.
    Ainda não vi Cidades de Papel, nem li o livro. Para ser sincero não tô muito ansioso para as duas coisas. Mas quem sabe veja ao filme ou termine lendo o livro e goste, assim como você gostou.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jeniffer!
    Ainda não assisti ao filme, mas estou bem ansiosa. Lembro que gostei bastante do livro, tirando o final apenas, que não curti muito. Andei escutando a trilha sonora do filme e achei bem boa. Também curto HAIM! <3
    Pretendo ir essa semana no cinema assistir. Espero gostar.

    Beijos,
    Leitura da Vez

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante do filme, pra ser sincera gostei mais do que do livro rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Jeniffer!
    Confesso que não li sua resenha na íntegra porque estou curiosíssima para assistir o filme e quero ser pega totalmente de surpresa. Mas vi que você gostou, então minha expectativas já subiram um pouquinho mais :)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie Jeniffer =)

    Não li o livro e confesso que não estou lá muito empolgada para assistir ao filme rs...
    Confesso que depois que li ACEDE fiquei meio com o pé atras com o livros do autor (traumatizada XD).
    Se rolar companhia quem sabe eu não acabe indo conferir o filme no cinema, senão espero passar no Telecine ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  10. Oi Jen,
    Que ótimo que você curtiu o filme, me animou mais para assistir.
    Eu ainda não finalizei o livro, mas parece ter ficado melhor...tipo ACEDE achei que ficou melhor que o livro, apesar que eu gostei do livro mais que desse, Margo é muito infantil.

    Eu escutei a trilha sonora no Spotify, não curti. Só as HAIM, mas também Falling...♥

    Ótima crítica.

    bjs e tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo