29 março 2015

Resenha - Meu Inverno em Zerolândia

Nome: Meu Inverno em Zerolândia
Original: Il Mio Inverno a Zerolandia
Autor(a): Paola Predicatori
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Meu Inverno em Zerolândia - Romance de estreia da italiana Paola Predicatori, Meu inverno em Zerolândia é a história de uma perda, da vida escolar conturbada e dos caminhos desajeitados e incertos que o amor pode tomar. Alessandra tem 17 anos quando sua mãe morre. Sua dor é como uma redoma e quando retorna à escola, se afasta dos amigos e vai sentar junto a Gabriel, conhecido como Zero, a nulidade da turma. Deseja apenas ser ignorada, como acontece com ele. Zero, porém, é mais interessante do que parece. Em sua falsa indiferença, é atento e sensível. É ele quem socorre Alessandra, aparecendo inesperadamente ao seu lado quando ela precisa de ajuda. Viram um par: Zero e Zeta. Aos poucos, um sentimento indefinível ganha forma entre as paredes da classe e a praia de inverno, surgindo uma história delicada e forte que mudará para sempre a vida desse casal de adolescentes. De maneira realista, Meu inverno em Zerolândia mostra a juventude italiana e seu cotidiano, em uma história dura e envolvente, capaz de mostrar que a soma de dois zeros não é zero, mas sim dois.

Meu Inverno em Zerolândia me interessou, principalmente, pela capa linda que ele tem, confesso. Porém, não tive oportunidade de saber mais sobre ele até poder pedi-lo como cortesia da editora parceira do blog. E que ótima escolha eu fiz!

A narrativa já começa com um fato muito triste acerca da personagem principal: Alessandra perdeu sua mãe recentemente. E é tão tocante este fato narrado nas palavras de Paola que logo nas primeiras páginas me emocionei durante a leitura. Ao retornar à escola, Alessandra não deseja mais tornar a falar com suas amigas, andar com elas e tão pouco a sentar-se com elas novamente. Então, ao tomar uma decisão impulsiva, Ale senta-se ao lado de Zero. O garoto que tem esse apelido por ser rechaçado pela turma há um bom tempo e parecer não se preocupar com ninguém que estuda ali. Ale mal sabe o quanto isso irá mudar a sua vida. A vida dos dois.

O romance de Paola Predicatori é algo singelo e único do começo ao fim. Suas palavras nos fazem sentir, a princípio, a dor de Alessandra na perda da pessoa mais importante da sua vida e logo após, seus questionamentos sobre isso e suas mudanças ao longo do tempo decorrido na narrativa. Os personagens não são nada superficiais e o romance entre os dois vai ocorrendo naturalmente, porém de forma bem difícil no começo.

A história não retrata apenas dois jovens se identificando e sendo mudados pelas ocorrências de suas respectivas fatalidades da vida, mas sim retrata de forma realista e sensível dois adolescentes vivendo suas novas experiências e consequentemente fatalidades também. 

De edição muito bem feita, sem erros ortográficos e com uma capa linda, Meu Inverno em Zerolândia foi um dos poucos livros lidos este ano, mas que entra pra lista de melhores leituras, com certeza. Recomendo muito.

11 comentários:

  1. ah, que bom que tu gostou!
    Queria que mais pessoas lessem esse livro. A capa é tão linda, com certeza vai chamar atenção dos leitores. Mas, mais que um "rostinho bonito", Meu inverno em Zerolândia, é uma história que merece ser amada ♥ Eu me emocionei muito no final, com os desenhos e tal. Zero (Gabriel?) é aquele menino fofo que dá pra se apaixonar fácil fácil rs

    Beijo!
    Jana

    ResponderExcluir
  2. Li esse livro no fim do ano passado e me surpreendeu bastante, apesar do clichezão do casal principal. Mas achei bem intenso quando fala da relação mãe e filha.
    Gente, só eu não gosto da capa HAHAHA

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro.
    Como é a primeira resenha que leio não sei se gostaria, mas posso imaginar que deva ser uma estória emocionante.

    Beijo, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  4. Oii Jen! Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa para ler. Gostei muito da escolha do título e a história parece ser realmente tocante.

    Beijo,
    http://www.pitadadecultura.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jeniffer!
    Eu também acho essa capa linda! Eu já reproduzi ela, acredita?
    Eu estava participando de uma promoção do Skoob onde o desafio era reproduzir a capa de um livro. Eu estava passando férias na Alemanha e aproveitei a neve para reproduzir este!
    O maior mico, peguei um pote de vidro, desenhei um peixe, coloquei dentro e esperei começar a nevar pra tirar foto! Depois entrei no photoshop pra escrever o nome e colocar o símbolo da Suma! hahahahhaha
    Tanto trabalho e não ganhei a promoção! hahaha
    Depois apaguei a bendita foto...mas depois me arrependi, tinha ficado engraçado!

    Apesar disso tudo ainda não li ele...mas ele tá na lista aguardando a hora de ser lido! ;)

    Beijo :*
    - Tamires
    www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Concordo com você, só a capa já me deu vontade de ler e depois fiquei curiosa pela história tocante do romance de estreia da autora. Acho interessante livros que tratam de perdas, mas às vezes pecam no modo como o personagem se recupera, ou demora demais ou é muito rápido, entende?

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  7. Oie Jeniffer =)

    Ao contrário de você, esse é o tipo de livro que não me chama a atenção por conta da capa. Na verdade ele meio que passa despercebido por mim rs... porém depois de ler a sua resenha percebi que ele possui elementos que gosto bastante em um história, e acho que vale a pena dar uma chance para ele.

    Ótima resenha!

    Beijos e uma Feliz Páscoa;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  8. Hey Jen!
    Que saudade de vir aqui <3 agora toda vez que olho seu bnner, eu lembro do Mr Darcy hahahaha
    E realmente acho que é o tipo de livro que me ganha pela capa e que me conquistaria, um romance singelo e parece ser muito belo... vou la marcar no skoob :D
    Um beijo!
    Pâm- www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Jen.
    Já tenho certo interesse na obra desde quando foi lançada.
    Sua resenha só me fez perceber o quanto tenho que ler logo esse livro, amo escritos com carga emotiva no modo máximo. Acredito que vou me envolver e muito com esse drama. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Jennifer

    O título do livro me fez pensar em uma história totalmente diferente do que ela realmente é. Nunca dei muita atenção ao livro, mas sua resenha me fez repensar isso. Gosto de livros intensos e que mexem com as nossas emoções, eles sempre deixam algo de importante em nossas vidas e nos ensinam sobre algo.
    Quero ler o quanto antes.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  11. Meu inverno em Zerolândia mostra a juventude italiana e seu cotidiano, em uma história dura e envolvente, capaz de mostrar que a soma de dois zeros não é zero, mas sim dois.

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo