14 setembro 2014

Resenha - Quem é você, Alasca?

Nome: Quem é você, Alasca?
Original: Looking for Alasca
Autor(a): John Green
Editora: WMF Martins Fontes
Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

Quem é você, Alasca? foi o quarto livro lido do John Green e o primeiro desejado dele. Esse livro foi recomendado para mim em um antigo texto meu aqui no blog (Não lembro quem recomendou, se foi você que está lendo neste exato momento, por favor, se manifeste através de um comentário) e essa dica ficou marcada em mim. Logo fui atrás de saber aonde poderia encontrar o livro (quando John Green não era tão conhecido assim), infelizmente, não pude comprá-lo antes, até esse ano, quando o ganhei de presente de aniversário ♥ E finalmente, FINALMENTE, entendi o motivo da recomendação do livro. Falarei mais adiante.

Miles está em busca do seu 'Grande Talvez' e por isso está saindo de Flórida e indo para um colégio interno fora dali. A despedida de sua cidade natal não é sofrida, pois o garoto não tem grandes amigos em seu antigo colégio e por mais que ame seus pais, ele sabe que precisa dessa separação para se descobrir por aí. No novo colégio, Miles conhece seu amigo de quarto, o Coronel (apelido), que logo o convida para uma saída em Culver Creek, para conhecer melhor aonde o garoto irá estudar. Mas o que atrai mesmo a atenção de Gordo (apelido dado pelo Coronel), é Alasca Young. Amiga do Coronel, a garota não é só bonita, mas bastante espirituosa e um tanto problemática.

Quem é você, Alasca? é quase parecido com Cidades de Papel: Tem o menino nerd em um novo colégio fascinado por uma garota linda e um tanto misteriosa. As semelhanças são grandes, porém, tem suas diferenças.
Gordo é inserido num mundo totalmente diferente. Aliado ao Coronel, Alasca e Takumi, seus novos amigos, amigos esses que mesmo inseridos num colégio rígido em suas regras, com o Águia sempre em alerta, eles gostam mesmo de sair para fumar, beber, planejar e concretizar seus trotes com outros alunos, aqui, Miles se vê fazendo coisas que nunca fez anteriormente em seu antigo colégio, e na procura por Alasca, o garoto termina por se identificar mais do que imaginava com sua garota dos sonhos.

Novamente, a narrativa do John Green me prendeu do começo ao fim, com suas tiras de humor nerd e seus personagens tão singelos. Não foi uma leitura que me emocionou, como imaginava que seria, mas não decepcionou por isso. O livro entra para a lista de favoritos por eu ter gostado tanto da narrativa e da mensagem que ela me trouxe.

O mistério, as mudanças em Milles, em seus amigos, as descobertas sobre Alasca, todos os elementos que compõem a leitura de Quem é você, Alasca? são instigantes. A leitura fluiu muito bem e o final, mesmo não sendo surpreendente, foi satisfatório. Foi um final que já imaginava, mas foi o que achei melhor para o desfecho dele. O livro ainda traz uma mensagem linda sobre nós, seres humanos, sermos sobreviventes de nossas dores, de nossas perdas. Tudo que surge, um dia desaparece, assim como nossas dores e sofrimentos. E é essa mensagem que, acredito eu, a pessoa que recomendou esse livro queria que eu entendesse ao ler a obra.

Quem é você, Alasca? é altamente recomendado a todos que buscam seu 'Grande Talvez', que pretendem desvendar o outro através de versos de um poema que fala sobre a vida, sobre a morte, sobre o amor e sobre descobertas. Mas principalmente, o livro é recomendado para todos que procuram saber como sair do tal labirinto.

17 comentários:

  1. Ah Je, preciso urgente deste livro tbm! Todo mundo recomenda né *-* minha colaboradora Pri fez resenha no blog, mas eu ainda não li o livro. Estou indecisa com a edição que vou escolher ... kkkk

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Jeniffer,
    Até então, como sabe, só li "A Culpa das Estrelas" do autor, ou seja, não tenho muito propriedade para falar sobre sua obra no geral. Tentei comecei a ler o "O Teorema Katherine", mas não sei se pelo momento, não me prendeu e parei bem no começo, mas ainda pretendo voltar à ele. Este livro resenhado, tem a minha curiosidade, já li diversas resenhas sobre ele, informações, e me parece ser um livro que reitera um padrão de John Green, mas que parecer ser muito interessante e o melhor dele.
    Quero muito ler.

    Jônatas Amaral
    alma-critica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é um tanto complicado para mim... Criei uma certa antipatia pelo John Green, mas ainda acho legal como ele reflete sobre a vida, a efemeridade dela e nossos sofrimentos e dores. Porém, o repetitivo dele e as suas personagens sempre me parecem forçadas, sabe? Por isso não curti tanto. Tanto que em Cidades de Papel, o que eu mais curti foram as reflexões sobre a vida da Margo. Mas não gostei nada da Alasca.

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito do John Green e tenho essa obra em casa, embora ainda não o tenha lido. Ele sabe lidar com a temátia adolescente, só que percebo que vai muito além disso. Seus livros não subestimam a idade do leitor, é para todo e qualquer público. E sempre estimula a reflexão.
    Estou em busca do meu Grande Talvez. Qem sabe agora, com a sua recomendação.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse livro, mais sempre acabo comprando outro
    Sigo de volta
    http://surejustnot.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Jennifer, como vai?
    Eu preciso urgentemente deste livro! Todos falam que é melhor que " A culpa é das estrelas " , espero que seja, porque realmente achei meio fraco o livro em si. Da até pra fazer duni duni tê na hora de escolher a capa desse livro, né? HAHAHA !

    beijos <3
    http://garota-interior.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não sou muito ligada em John Green, talvez por não ter me afeiçoado tanto ao A Culpa é das Estrelas (o filme é beeeeeeeeem melhor que o livro!). Me pareceu bem legal a história ^^

    Beijos, Carol do Aquela Princesa

    ResponderExcluir
  8. Li apenas dois livros do John Green e confesso que fiquei encantada com a sua obra. Esse livro me intriga, afinal tem váaarias edições, né? Gostei muito da resenha e fiquei ainda mais curiosa. Acho que vou pegar emprestado da minha amiga e passar ele na frente das minhas leituras atuais! haha

    Beijo,
    http://www.pitadadecultura.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Jennifer

    Fiquei me perguntando se não fui eu quem recomendei, porque em todo post de algum livro de John que não seja esse, eu sempre indico.
    Faz um tempo que eu li e foi uma história que me marcou bastante, bem mais do que ACEDE. Traz inúmeras reflexões e nos faz questionar algumas coisas.
    Uma grande história.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  10. Ainda tenho minhas dúvidas com relação a esse livro, mas ele está até que barato, já encontrei por 14 reais, então estou tentada a comprá-lo.

    Beijos, até mais

    Raíssa Martins - O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  11. Esse livro mexeu bastante comigo, lembro que na época cheguei a sonhar com as personagens, foi freak AHAUAHAUAHU Eu tenho um carinho muito grande por esse livro, sendo o primeiro do John Green já mostra como o senhor Verde já era do babado HAUAHAU

    http://minhafernweh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie Jeniffer =)

    Confesso que não sou muito ligada no John Green, e acredito que por isso até agora eu não tive curiosidade de ler outros livros no autor.
    "Quem é você, Alasca?" tenho no Kobo a algum tempo e espero conseguir ler ele em breve.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  13. Já peguei esse liro pra ler milhares de vezes e nunca consigo começar rs.
    Sua resenha ficou ótima, e deixou a minha curiosidade aguçada.
    Vamos ver se quando tiver um tempinho livre da faculdade/estágio eu não leia.
    Resenha #166 - A Namorada Do Meu Amigo - Graciela Mayrink.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Comecei a ler esse livro umas duas vezes e ainda não consegui gostar. Achei o começo bem parecido com Cidades de Papel, o qual não tornou um dos meus favoritos. Nas páginas que eu li, tive a impressão que Alasca é como a Margô e eu me irritei muito com a Margô, hahahah. Sua resenha me deu vontade de continuar a ler e ver onde vai parar.

    ResponderExcluir
  15. Oi Jennifer, tudo bem?
    Esse livro mexeu muito comigo quando o li. Pois a mensagem é tão profunda, que é impossível não pensar a respeito de nossos próprios labirintos. Que bom que vocês gostou da leitura, e acredito que esse livro, mesmo sendo semelhante há outro, de certa forma é único.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Jeniffer!
    Eu quero muito ler em breve este livro. Como você viu, já o ganhei. :3
    Adoro a narrativa do Green também e possivelmente amarei aqui também. Espero não me decepcionar.
    Eu sou muito emotivo, pelo o que você disse, acredito que chorarei durante a leitura. Haha
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo