29 junho 2014

Resenha - O amor não é para mim

Nome: O amor não é para mim
Original: L`amore non fa per me
Autor(a): Federica Bosco
Editora: Bertrand Brasil
Sinopse: Monica está de partida para a Escócia, onde seu príncipe encantado, Edgar, a espera. Todos os seus sonhos estão prestes a se realizar: vai viver com o homem que ama, seu livro será publicado e a perspectiva de uma nova carreira a deixa bastante empolgada. Mas, de repente, tudo ameaça ruir.
Além disso, a convivência evidencia os “pequenos defeitos” de Edgar, o relacionamento com a sogra é turbulento e, de vez em quando, David, uma antiga paixão, manda mensagens sedutoras… Conseguirá Monica finalmente encontrar o equilíbrio e reconquistar a felicidade?
Em O amor não é para mim, Federica Bosco acrescenta um novo e divertido capítulo à história de Monica, a mesma protagonista de Sou louca por você, e explora toda a sua irreverente e saborosa ironia, elaborando um romance leve e comovente sobre os sentimentos e desejos das jovens mulheres – pelo menos daquelas que não param de sonhar com o grande amor.

O amor não é para mim chegou de cortesia da Bertrand sem eu saber que era uma continuação as aventuras de Monica , sendo este os segundo livro. Porém, isso não dificultou em nada a leitura do livro que foi, além de tudo, muito divertida.
 
Monica se separou de David após descobrir o traíra que ele foi com ela durante seu relacionamento. Agora está indo para Escócia, ao encontro do seu namorado Edgar, que parece ser um príncipe encantador que também irá ser o responsável por publicar o primeiro livro de Monica: O jardim dos ex. Mesmo tendo conhecido ele apenas por alguns meses, Monica está decidida em seguir em frente com a ideia de morar com Edgar e fazer deste relacionamento algo duradouro. Infelizmente, nem tudo são flores no quesito 'amor' e ter conhecido seu 'príncipe' por apenas alguns meses antes de morar com ele é um fato mais do que preocupante no convívio entre os dois.
 
Monica parece ser a típica protagonista dos romances chick-lit que lemos por aí, mas acredito que ela é diferente no quesito da neurose e do humor. Com mais de 30 anos de idade, Monica está desesperadamente querendo um relacionamento sério e se preocupa em todos ao seu redor perguntar quando terá filhos ou como anda a vida amorosa dela. Bem, ao chegar na Escócia, numa pequena cidade de lá, com muitos poucos habitantes, Monica se vê numa situação completamente diferente do que antes vivia em Nova Iorque. Achando que a mudança será mais do que benéfica em sua vida, agora com namorado e livro sendo publicado, Monica não acredita quando tudo começa ir de mal a pior. Principalmente com Edgar, que além de ter uma mãe sempre por perto, tem uma vida e manias que só agora Monica está conhecendo.
 
Nossa protagonista é hilária. Neurótica, ultrarromântica, algumas vezes mimada e muito sortuda, ela algumas vezes pode irritar o leitor que não se agrada com o exagero que ela traz à algumas situações ou a importância que dá aos detalhes que não deveria importar. Porém, ao decorrer da leitura estamos sempre torcendo pelo melhor da moça que tanto quer sua vida num caminho de sucesso e felicidade, principalmente na vida amorosa.
 
Edgar é um caso à parte. Ele é a prova de que não devemos, em hipótese alguma, mergulharmos em uma decisão de ir morar com alguém sem antes ter algum convívio com essa pessoa. Sendo mais velho que Monica, Edgar traz a morte de sua amada e perfeita esposa o assombrando, de uma forma realmente difícil de aceitar, já que agora ele está com Monica e deveria (deveria) estar inteiramente no novo relacionamento. Não é isso o que acontece.
 
O humor está em todo a obra de Frederica, com certeza ela soube trazer uma estória que poderia ser mais um chick-lit banal para uma leitura agradável e instigadora até. Me vi apegada por Monica e pelo que iria acontecer em seguida com ela e as pessoas ao redor e acredite, me surpreendi com alguns acontecimentos.
 
A edição da Bertrand está perfeita, sem erros ortográficos e com uma diagramação bem condizente com o que o livro traz. Monica é um personagem que irá ficar na mente do leitor como um exemplo do que NÃO fazer em um relacionamento ou em sua vida, mas assim como nós, ela também amadurece com seus erros. E o final do livro, sendo mais do que realista, foi algo que realmente me agradou. Não tendo ilusões ou aquele típico final feliz, porém, ainda temos mais um livro da trilogia de Frederica, vou aguardar pelo que vem no terceiro e com certeza pretendo ler o primeiro. A autora tem uma escrita fluida e mesmo com alguns diálogos um tanto 'fora do normal' (não sendo algo que costumamos ouvir em conversas espontâneas), a leitura foi bem agradável, trazendo diversão e até mesmo reflexões sobre alguns pontos de nossas vidas, através de sua protagonista tão única.
 
Recomendo à todos os fãs de um bom romance não romântico, mas divertido e bem escrito.

5 comentários:

  1. Oi :)

    Eu curto muito Chick-Lit, pois me divirto bastante, porém esse livro não me chama a atenção... Não sei se é pela sinopse pouco atrativa ou até mesmo pelo título. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olha! Bom, hein? Um chick-lit que não acaba como se fosse conto de fadas. Gostei!
    Adoro a diagramação da Bertrand, só os preços que me deprimem um pouco. Baixa os preços, Bertrand! hahaha

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Não conhecia o livro. A capa me lembrou os livros da Marian Key. Fiquei com vontade de ler e conhecer mais a história da Monica.

    Beijo,
    Pitada de Cultura

    ResponderExcluir
  4. Hey
    Título do livro = Minha vida kkkkkkk
    Mas gente, de início eu iria achar que a Monica foi precipitada mesmo em querer morar com esse rapaz.
    Creio que me irritaria um pouco, porém dependendo do desenvolver pode ser até divertido.

    Adorei a capa!

    Baixa os preços, Bertrand +1
    bjs e uma ótima quinta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, não conhecia este livro e fiquei curiosa! Adoro livros deste gênero e o enredo deste me pareceu muito interessante, deve garantir muitas risadas mesmo!
    beijos

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo