19 fevereiro 2014

Resenha - Seis coisas impossíveis

Nome: Seis coisas impossíveis
Original: Six Impossible Things
Autor(a): Fiona Wood
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Compare preços
Sinopse: Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...

Seis coisas impossíveis me chamou atenção logo quando li a sinopse no site da Novo Conceito. Claro que não deixaria de pedi-lo para cortesia e não me arrependi. O livro é ironicamente engraçado, mas como assim ironicamente engraçado? Vocês irão saber ao longo dessa resenha.

Dan Cerreill (Se pronuncia “Surreal”, não “Cereal”, tá?) acaba de mudar de casa após saber que seu pai é gay, seus pais se separaram após terem falido e que o único teto onde sua mãe e ele podem morar é numa casa mofada que a tia de sua mãe deixou de herança. E só até sua mãe morrer. Sua vida não podia estar pior, mas com certeza Dan consegue todo o azar do mundo para si na nova escola, quando tentava não ser o centro da atenção dos alunos valentões e ignorantes, onde acaba acontecendo exatamente isso. Além da ‘paixão da sua vida’, sua vizinha Estelle, o achar estranho, Dan ainda precisa arranjar um emprego para ajudar sua mãe e poder comprar aquilo que deseja, já que sua vida de não preocupações terminou definitivamente.

Dan é um típico personagem nerd, melodramático (por ser adolescente) e irresistivelmente irônico. O típico personagem que amo, claro. Logo quando li a sinopse de Seis coisas impossíveis esperava encontrar um personagem assim, que faz chacota de si próprio e tem em sua ironia um humor quase negro, mas consigo próprio. Definitivamente Dan é apaixonante por isso. Mas ao mesmo tempo irritante. Por ser adolescente seus dramas parecem infantis no olhar de um leitor mais ‘experiente’, mas isso é detalhe.

A estória de Seis coisas impossíveis não tem nada de superficial, os temas tratados são bem próximos à realidade de qualquer um. Pais separados, homossexualidade (e de um pai), falta de dinheiro e os temas mais óbvios para uma comédia juvenil: namoro, paixões platônicas, amizades, descobertas, enfrentar aquilo que lhe causa medo e amadurecimento.

Todo o sarcasmo e ironia de Dan é que traz o humor ao livro, junto a isso, as situações que o garoto vive também nos fazem rir ao longo da leitura. É uma tragicomédia leve de se ler. Seis coisas impossíveis se tornou um dos meus favoritos por ser tão simples, em sua narrativa, mas nada superficial em seu enredo.

Ele traz drama, humor e romance juntos de uma forma que a leitura flui rápida e com muitos risos. Claro que tive algumas irritações, principalmente com a mãe de Dan, ou com o próprio Dan e suas trapalhadas por aí. Mas isso é um sinal do meu envolvimento grande com a estória. O leitor acaba torcendo para que tudo dê certo, pelo menos uma vez, para Dan e sua família.

Os capítulos são curtos (amo ♥) e tem uma diagramação simples, mas com uma ilustração em cada novo capítulo, o que me agrada muito também. Não me lembro de encontrar erros ortográficos ao longo da leitura e a capa é bem divertida, condizente com o que o livro é.

Enfim, Seis coisas impossíveis é mais do que recomendado a quem ama uma leitura leve, rápida e divertida. Para quem ama personagens nerd’s e irônicos e uma tragicomédia jovem e recheada de momentos tocantes.

21 comentários:

  1. Oi Jeniffer, esse livro é uma fofura só. Achei a escrita da autora envolvente e deliciosa. Um livro simples que conseguiu me conquistar de imediato.
    Minha única crítica é com relação ao final. Achei apressado. Depois de uma leitura tão legal eu esperava uma final bem melhor. Num primeiro momento cheguei até a pensar que meu livro havia vindo com páginas faltando, rsrsrs.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  2. Oi Jenni, li esse livro logo que chegou, e fiquei bem encantada por ele também. Não se tornou meu favorito, mas foi uma leitura deliciosa e fácil, divertida por causa de Dan.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ultimamente estou precisando de uma leitura leve, e quando penso em comprar um livro com esta pegada, penso em "Seis coisas impossíveis" já vi algumas resenhas nada positivas sobre o livro, mas acho que o mesmo é bom. Gostei de sua resenha, deixou claros alguns pontos que eu não tinha entendido ao ler a sinopse, achei bacana você gostar do livro, e espero gostar também. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Jennifer,
    Nossa tem um bom tempo que vim no seu blog, um bom tempão mesmo. rsrs
    Quando anunciaram o lançamento desse livro não me interessei muito. Mas a medida que fui lendo algumas resenhas, acabei me interessando. Espero ler assim que tiver uma oportunidade.

    Lucas - Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que incrível! Eu ainda não conhecia. Achei a história bem original, além de tratar de assuntos delicados. Posso ver que vou torcer muito pela felicidade de Dan. E quanto a capítulos curtos, também adoro. Dá vontade de ler ainda mais!
    Ótima resenha!
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Hey lindona!
    Ta lindo o blog, adorei o post, muito sucesso!
    Curti os links;)

    http://isabellalessa.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Jeniffer!

    Sabe, antes esse tipo de livro não me chamava muito atenção, preferia romances fantasia ou policiais, mas há um tempo estou lendo mais livros nesse estilo, e tudo por causa do alvorosso que A Culpa é das Estrelas causou. Ele foi o primeiro fora de um padrão, e agora estou curtindo esse tipo de leitura mais leve.

    Ainda não vi esse por aqui, mas com certeza se ele cruzar o meu caminho, vou dar um jeito de lê-lo.

    Bom restinho de semana. Bjo

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela resenha, me deixou com vontade de ler.

    BLOG: www.junhiimce.com
    FAN PAGE: https://www.facebook.com/blogjunhiimce <3

    ResponderExcluir
  9. Eu acabei não solicitando este livro para resenha e me arrependi amargamente depois que comecei a ver surgirem muuuitas resenhas favoráveis a ele...sniff, hehe.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Já vi que vou me divertir muito com essa leitura!! Adorei sua resenha amiga ;)

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Tragicomédia define bem esse livro rs

    Eu gostei bastante da leitura, é bem levinho e divertido. Eu acho que o livro poderia ter sido ainda melhor se explorasse a relação de Dan com o pai, mas o final da narrativa deu a entender que isso pode ter acontecido (fica a incógnita).

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  12. Uma amiga disse bem desse livro e agora vi a resenha fiquei curiosa.<3

    beijos
    Talita

    Tá rolando sorteio de um Unicórnio do Meu Malvado Favorito:
    Cereja Rocks
    Loja Cereja Rocks

    ResponderExcluir
  13. Oi Jeni!
    Eu gostei desse livro, mas esperava mais.
    Na realidade, mesmo compreendendo os problemas pelo qual o protagonista estava passando, achei o neurótico em determinados momentos. Não consegui achá-lo sóbrio psicologicamente em algumas situações. (risos)
    Mas foi uma boa leitura, no geral.
    Gostei de saber tua opinião e fico feliz que tenhas gostado. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  14. Li esse livro e amei, como vc disse é uma leitura leve e cheio de ironia, coisas que eu amo.
    É um livro que com certeza estarei relendo haha
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Mas quanta coisa acontece na vida desse menino!!
    Já quase comprei esse livro várias vezes, mas nunca levava, agora depois de ler a sua resenha tenho a certeza que preciso comprá-lo.
    Eu também adoro capítulos curtos!!

    Beijos, Bá.

    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu nunca nem sequer tinha ouvido falar no livro, pra falar a verdade. Achei muito legal a sua resenha e me interessei, gosto de histórias assim - Na verdade gosto da maioria das resenhas que leio aqui UHDUEHD :O - e fiquei afim de ler! Vou ler quando der.
    http://www.diarioruivo.com/

    ResponderExcluir
  17. Nossa, acho que faz um tempo que não leio um livro desse tipo, já vi na livraria mas acabei não comprando. Da proxima vez, vou ver se compro para me apaixonar por Dan tanto quanto você com seus capitulos curtos. Adorei sua resenha menina, me deixou ávida haha
    obrigada :D
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  18. Eu não tinha lido a sinopse desse livro, julgando apenas pela capa eu não tinha ficado com nenhum interesse em ler, mas o enredo realmente chamou a minha atenção. Achei o protagonista interessante e eu me encaixo bem na descrição do seu último parágrafo.

    ResponderExcluir
  19. confesso que fiquei mt interessada no livro, me interessei principalmente pelo humor que ele traz, tah na minha lista de leitura
    d-a-r-k-paradise.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oii! Já adianto que estou adorando seu blog...
    Quanto ao livro, fiquei louca pra ler!! Amoo livros assim, que nos levam e nao querem nos trazer de volta...Mas acho que sua resenha também deu uma boa incentivada em nós!! Enfim parabéns pelo blog, gostei mesmo!=D
    www.nemsempreeperfeito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Jeni, eu estou com uma pilha de livros enorme da NC. Perdi a chance de pedir esse livro em cortesia na época em que foi lançado, mas tudo bem. Deve ser um livro bem leve, divertido, mas reflexivo. No momento, não o leria por causa do monte de livros que ainda tenho pra ler (risos). Porém, não o descarto no futuro.

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo