22 dezembro 2013

Resenha - Pela luz dos olhos seus


Nome: Pela luz dos olhos seus
Original: Histoire D'Amour
Autor(a): Janine Boissard
Editora: Arqueiro
Sinopse: Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão.
Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão.
Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia.
Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos.
Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento mais essencial à vida: o amor?

De uma forma esplêndida, Janine Boissard juntou ópera e romance em sua obra Pela luz dos olhos seus. Infelizmente, o livro não cativou tanto assim. Não sei se pelo momento em que estava passando durante a leitura ou se pela narrativa em si.
Laura é uma assessora de imprensa de músicos, não muito conhecida, a caçula de uma família que parecia sempre colocar sua irmã mais velha em um pedestal de vencedora e ela, bem, ela era apenas Laura, um pouco bonitinha, mas sem grandes expectativas de um futuro brilhante. Após ouvir uma conversa entre sua mãe e sua tia sobre a comparação entre sua irmã e ela, Laura decide seguir um rumo diferente do que imaginaram para a garota. Hoje, vivendo na capital entre viagens e reuniões importantes sobre novos talentos musicais, Laura é requisitada para trabalhar com um grande tenor. Sem saber o porquê de tal escolha, já que ela mesma não lhe atribui grandes qualidades, aceita o trabalho e o tem como um grande desafio pela frente, já que o cantor é tornou-se cego após um acidente banal e hoje vive amargurado e ranzinza.
Porém, Claudio também é conhecido pela sua fama de mulherengo, sua ‘deficiência’ não o impede de ir atrás de novas conquistas sempre que pode. E assim temos nosso casal protagonista, Laura, miúda e simples, com pensamentos românticos sobre o cantor que a fez emocionar-se em uma das óperas mais lindas que ela já tinha presenciado e Claudio, o tenor amargurado, descrente sobre sentimentos reais e sobre alguma recuperação de sua visão.
O romance traz uma proposta nova, particularmente, eu nunca tinha lido um romance que mesclasse música (trechos de fato coerentes com a narrativa) e uma estória sobre amor. Confesso que me encantei com a forma que a autora mesclou tais pontos que tanto combinam em diversos momentos.  Após a leitura de Pela luz dos olhos seus, mais do que me interessei pela ópera e suas diferentes interpretações em cantores diversos. Janine soube nos deixar um pouco mais ‘conhecedores’ sobre tal espetáculo (para quem não tem conhecimento nenhum sobre, claro).
Os personagens estão bem construídos e incluídos em seu romance dramático e melódico. Claudio e todo o seu sofrimento após o acidente banal que o deixou cego e impossibilitado de interpretar o personagem que sempre quis atuar e cantar como. Laura e seu ‘trauma’ em achar-se não muito significante, mas ao mesmo tempo querendo fazer algo diferente do que pensaram que ela faria. Os pais de Claudio que não souberam lidar com o filho cego e sofredor. Seu agente e melhor amigo David, descrente de qualquer recuperação da visão de Claudio, mas o apoiando sempre para diminuir seu sofrimento e sempre o protegendo.
O que fez o livro não ser tão agradável foi o exagero que presenciei na narrativa. O exagero nas reações dos personagens, como em uma peça teatral altamente dramática e recheada de ‘frases de efeito’. Não sei se por que, no momento da leitura, eu estava mais do que atarefada com trabalhos e estudos e bastante estressada para ter a paciência e calma que um romance assim pode nos exigir, mas a narrativa não me agradou nesse sentido e a estória perdeu o encanto que pensei ter na expectativa pré-leitura.
O livro é dividido em três grandes partes: A primeira na visão de Laura, a segunda na de Claudio e a terceira narrando sobre os dois. A narrativa em terceira pessoa cativa aqueles que a preferem, conhecendo melhor a estória, seus personagens e o espaço em que estão inseridos. O tempo soou um pouco confuso a meu ver, mas nada que atrapalhe muito a leitura.
Contudo, essa foi a minha experiência particular e não deixo de recomendar Pela luz dos olhos seus a todos os amantes de romance mesclado à ópera e suas belíssimas canções que tanto nos tocam. Um drama que faz você suspirar e chorar junto.

13 comentários:

  1. Diferente ne? Nunca li nada assim :)
    mesmo tu achando que não lhe cativou, quero ler ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me cativou, mas pode te cativar sim ;}

      Excluir
  2. Olá Jennifer, tudo bom?

    Pela luz dos olhos seus não me chamou tanto assim a atenção. Para mim, parece ser um romance bobinho e sem originalidade. Sua resenha me deixou curioso pela leitura, principalmente pela mistura de ópera e romance. No entanto, mesmo assim não seria um livro que me agradaria por inteiro. Apesar de que, nos últimos tempos, tenho me surpreendido com algumas leituras.

    Abraço,
    Lucas
    ondeviveafantasia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, não é um romance bobo, o romance em si tinha tudo para agradar e muito à mim, infelizmente não foi o caso. Mas foi a minha leitura dele, podes mudar de opinião se o leres ;}

      Beijos

      Excluir
  3. Não me interesso muito por esse livro, mas é bom para quem gosta de algo parecido, né?
    Beijos!
    Paloma Viricio-Monólogo de Julieta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, a mistura de música e romance casa bem ;}

      Excluir
  4. Jeni, não conhecia mesmo esse livro, mas gostei da ideia. E fiquei realmente interessada em ler... Talvez, como vc mesma disse, vc estivesse atarefada e não tenha tido a paciência para esse tipo de estória, mas acho que vou ler e ver se eu concordo com vc :)
    Curti muito a sua resenha, flor.
    Beijão!

    http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Jeni, tudo bem? Confesso que esse livro não me interessou não.. :/

    Beijokas da Mylloka
    Blog da Mylloka- http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Aii que lindo. Não conhecia, mas me interessei bastante. Amo romances com drama e pelo que li da sua resenha, tenho certeza que vou gostar de livro.
    Ahhh só pra avisar que mudei a url do blog. Portanto, se você seguia o endereço antigo, acesse o blog e o siga novamente para que as atualizações de posts volte a aparecer no seu painel do Blogger. Por favor, não deixe de seguir. Beijoooos e feliz ano novo!!
    Blog Mais amor, Mais livros
    Página do Facebook
    Canal do Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou seguindo o novo blog \o
      Ah sim, é um romance que pode agradar a muitos, mesmo não tendo me cativado muito ><

      Beijos

      Excluir
  7. Entendo que não te cativou, mas Jeniffer eu amei demais esse livro.
    Acho que porque amo romances exagerados haha, mas esse foi simplesmente encantador.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu?! Não me cativou mas cativou você, e que bom *_*

      Excluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo