02 setembro 2013

Resenha - Lua das Fadas

Nome: Lua das Fadas;
Autor(a): Eddie Van Feu;
Editora: Escala;
Ilustrações: Carolina Mylius;
Revisão: Josephine Samuelle;
Onde comprar: bancas de revista;
Sinopse: Depois que a melhor amiga Analice desaparece misteriosamente, Bianca recebe estranhas pistas de que ela possa estar no Mundo das Fadas. Buscando ajuda pelo anjo encarregado do reino dos elementais do Ar, Rafael, Bianca acaba conseguindo como guia o anjo Zacariel, que não parece muito confortável nesta missão.
Antes de tudo, eles precisam conseguir o Elixir de Tir Nan Og com a Rainha Paralda, sem o qual Bianca virará pó quando (e se) voltar para seu próprio mundo. Em seu caminho, eles encontram fadas, ninfas, sereias, sátiros, elfos e cidades de humanos desaparecidos, sempre tentando evitar a temida Corte Unseelil, o terror do Reino das Fadas. Mesmo discutindo quase o tempo todo, Bianca e Zacariel precisam unir suas forças para sobreviver e encontrar Analice, enquanto tentam compreender seus próprios sentimentos e descobrir quem afinal está guiando quem e para onde.



Todo mundo que me conhece sabe o quanto sou perdidamente alucinado por fadas e o quanto pesquiso, estudo e escrevo sobre elas. A coisa ficou séria mesmo, após anos de devoção à Sininho e sua franquia (com outro nome, Tinker Bell) no Disney Fadas, quando li O Inverno das Fadas, da escritora da qual sou muito fã Carolina Munhóz. Foi a partir daí, ao conhecer o quanto que estas criaturas podem ser interessantes e muito menos convencionais do que podemos imaginar, que comecei a pirar nas feéricas e me esforçar para me tornar um profundo conhecedor sobre as mesmas e os mitos que as envolvem.

Foi nessa pesquisa que descobri este livro. Lua das Fadas, eu logo viria a descobrir, seria um livro de banca, e que me custaria um irrisório valor de quinze reais para obtê-lo. Mas foi só após compra-lo que tive a mais linda das surpresas: a escritora – a inteligentíssima Eddie Van Feu – era brasileira! E ainda mais: ela é a escritora da famosa e interessante revista Wicca, uma das minhas leituras favoritas dos tempos de Ensino Médio.

Foi como reencontrar uma velha amiga que sempre tem boas histórias pra contar. E Eddie, minha velha amiga, me deu o prazer de me contar mais uma de suas deliciosas histórias com Lua das Fadas – desta vez sobre Bianca. Uma garota que, após ter a melhor amiga levada para outra dimensão durante o uso do mal falado tabuleiro de oui-ja, vive inúmeras aventuras na busca por Analice no suntuoso, encantado e misterioso Reino das Fadas. Isto com a ajuda de um misterioso anjo: Zacariel (ou simplesmente Zac), que poderá lhe causar mais sensações e sentimentos que poderia esperar de sua jornada.

Como estudioso sobre fadas e suas peripécias, me apaixonei logo de cara pela consistência história e mitológica das aventuras de Bianca e Zac com seres mágicos – que não são apenas, como acusa o título, fadas. No mundo de elfos, goblins, fadas, gnomos e dragões de Eddie Van Feu, há muita verdade nas formas com que a mesma retrata as personagens mágicas. Tomei um lindo susto quando me deparei com uma Banshee e uma Leanan Sidhe nas páginas do livro, por exemplo – tipos de fadas que quase nunca são trabalhadas em histórias fantásticas, oriundas da deslumbrante mitologia celta-irlandesa. Mas é o que se espera de uma estudiosa, escritora e praticante de magia como Van Feu.

De um ritmo dinâmico e escrita divertida, inteligente e jovem, Lua das Fadas é um daqueles tipos de literatura infanto-juvenil que não são de ocos de conteúdo e sem qualidade criativa. É um livro espirituoso, cômico e por vezes até um tanto cruel, comedido no que se propôs a apresentar: comedido no romance, na aventura, na comicidade; na fantasia; na narração; nos mistérios: é um livro que segura o leitor e o deixa curioso até o fim – e, sim, o surpreende com um final criativo, leve e digno de filme de Hollywood.

E além de tudo isso, é o livro mais interativo de literatura fantástica que já li! No meio dele, existem imagens de algumas criaturas mágicas que aparecem no decorrer da história e, no fim, ainda tem vários desenhos lindos de pessoas e cenas do livro – e, de quebra, uma gentil e honesta carta ao leitor que fala um pouco sobre o processo criativo do livro e que ainda nos dá acesso a um blog para que nós, leitores, fiquemos sabendo como foi para Eddie Van Feu escrever o livro que diz “FIM”, mas que não realmente termina. Já que a escritora ainda fez questão de colocar pra gente um conto de quinze folhas sobre a história do personagem mais misterioso e cativante da história, o que deu ao livro um complemento maior e só enriquece nossa imaginação.

Tem algo mais legal que isso? Um escritor interessado, carinhoso ao ponto de fazer todo o possível para incrementar nossa leitura e fluxo criativo? O livro só teve um probleminha: sua revisão não é tão bem feita. Há alguns erros de revisão gritantes que, sinceramente, me incomodaram um pouco. Mas nada que destitua a brilhante história de Lua das Fadas. Me diverti muito e quero mais e mais de Eddie Van Feu! E, realmente, como descobri depois desta resenha já estar pronta (esta linha é uma adição posterior à produção), a continuação de Lua das Fadas foi lançada: O Trono Sem Rei já está disponível para compra, e tenha certeza de que muito em breve aqui, no Meu Outro Lado, você conferirá a resenha deste livro de Eddie Van Feu.

“Um bater de asas pra você, iluminadas, doces e com cheiro de maçã!”

Você entenderá o porquê de eu ter dito isso.

Mas só se ler o livro. Haha!

12 comentários:

  1. Hey
    Ah eu amo fadas, não conhecia esse livro!
    Eu devia ter passado no stand da Escala, na Bienal HAHAHAHA

    Ainda com imagens, adoro!! Deve ser super gostoso de ler!
    Parabéns pela resenha

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      AIUSHAIUHSUIAHSAS Pois é, deveria mesmo. :c E eu soube que a Eddie estava por lá autografando todos os livros dela. Já pensou que sonho conhecê-la? *-* É realmente uma delícia de ler, pode confiar! É leitura obrigatória para quem ama fadas e seres fantásticos.
      Obrigado pelo elogio. *-*
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá! Tudo na paz do nosso grandioso Deus? Nossa, que surpresa, a escritora deste livro é brasileira, que legal! A capa é linda.
    O final do post me deixou bem curioso, haha.
    Beijocas! Fique com Deus!
    http://hey-mygod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Tudo na paz, meu bem. ^^ E sim, a capa é linda! E delicie-se com a obra, se realmente ficou curioso. *-* aiuhauish
      Você também! Beijão!

      Excluir
  3. Caramba, que resenha entusiasmante. Deu vontade mesmo de ler. É muito chato quando um livro incrível tem erros de ortografia, pontuação e até mesmo de digitação. :/
    Fiz um post sobre a Bienal do livro. Se quiser dá uma passadinha lá. Beijooos
    http://bloguinhodaspatricinhas.blogspot.com.br/2013/09/bienal-do-livro-eu-fui.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, que bom que consegui fazê-la querer ler! ^^ E é realmente, chato sim. Falando no popular, é broxante mesmo. Mas, como eu disse, ela não prejudica a qualidade do livro. Acredite em mim! ^^
      Beijão! Vou dar uma passadinha sim, pra sentir inveja de quem pôde ir. :c XDD

      Excluir
  4. Tenho que ser sincero que a sua resenha me fez ter muita vontade de ler esse livro, mesmo não tendo nenhum livros que envolvam fadas, acho esse universo bem mágico e legal. E gosto de leituras assim, que nos faça viajar ao mundo pelo qual a história é contada. Até mais.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O universo fantástico é cheio de dimensões criativas, e os que envolvem fadas, pra mim, são, se embasados nas suas reais origens, os mais brilhantes, misteriosos e fascinantes.
      Fico feliz de ter despertado em você a vontade de ler o livro! Se comprá-lo, espero que o aproveite bastante.
      Até!

      Excluir
  5. Adro livros místicos. Esse por vez parece ser realmente ótimo!
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é, Tom! Aliás, adorei o nome do seu Blog. IUAHSIUAHS
      Beijão!

      Excluir
  6. Não conhecia esse livro, mas gostei da dica
    Esse tema de fadas é muito interessante

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Gente, um livro de fadas! Acho que nunca li nada nesse estilo *O* Também amo a sininho/ thinker bell... Ia amar esse livro :)
    Adorei a resenha!

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo