13 agosto 2013

Resenha - Jardim de inverno

Nome: Jardim de inverno
Original: Winter garden
Autor(a): Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Compare preços
Sinopse: Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são. 

O livro foi pego sem grandes expectativas em meio à tantos outros livros aguardando para serem lidos, eu nunca iria imaginar o quanto essa leitura me afetaria, de uma forma que apenas outro livro tinha me afetado; Jardim de inverno foi mais do que surpreendente, foi algo maravilhoso, transcendente até, algo sem definição certa sobre a sua leitura e sobre todas as emoções que um 'simples' livro poderia despertar em alguém.

O livro fala sobre duas irmãs completamente diferentes e sua mãe, Anya. Meredith, é a dona de casa exemplar, preocupada sempre com os outros e não muito consigo mesma, perfeccionista em seus deveres e afazeres, mas a que sempre quis chamar atenção da mãe, e a que mais parece ter se decepcionado com essa figura materna idealizada que nunca teve. Nina é aventureira, aprendeu cedo à não esperar muito da mãe, tornou-se uma fotógrafa renomada, viajante em vários países onde ocorria alguma tragédia; seu ponto de refúgio na volta para casa era seu pai, que era o que interligava as duas irmãs à mãe, sempre fria e distante, mesmo muito presente fisicamente. Com a morte do pai, a vida dessas três mulheres muda drasticamente e o ponto-chave para toda essa mudança acaba sendo um conto de fadas inacabado, que sempre fora contado por Anya, a mãe misteriosamente fria que se tornava alguém delicada e transcendental quando contava suas estórias.

Jardim de inverno não fala somente um drama familiar; a mãe e suas duas filhas que nunca a compreenderam muito bem e que até tentaram deixar de amá-la por tantas decepções que a mãe as proporcionou. Nem somente sobre uma história antiga que fez parte da vida de uma figura que não demonstra ser totalmente quem é ou quem foi. Ele é a mescla do que falei acima e mais alguns elementos. Durante a leitura não pude deixar de tentar achar palavras para conceituar a obra. Jardim de inverno é intimista, emocionante, profundo e impactante.


Nesse enredo parece não haver personagens secundários; por mais que o trio de mulheres seja o foco principal de toda a história, os outros que aparecem ao longo do enredo têm sua importância junto às outras personagens e não são superficiais em suas aparições. O pai sonhador e amável de Meredith e Nina, o marido de Meredith que a conhece tão bem por estar com ela desde pequeno, a mãe de Anya, que lutou bravamente como sua filha. É um enredo carregado de personagens marcantes, estórias que se entrelaçam e te conduzem para um desejo enorme de continuar a leitura e não parar, por não querer deixar de lado o que está sendo contado ali.

Me emocionei várias vezes enquanto lia Jardim de inverso, e toda a riqueza dessa obra só me fascinava cada vez mais, não só nos personagens, na história dentro de outra história narrada, mas também nos cenários descritos, nos detalhes mantidos, nas cenas necessárias para a construção em nossa mente sobre cada personagem importante para entender a trama. Em toda leitura que faço imagino os lugares e as pessoas das histórias, mas com esse livro algo foi além e quis fazer parte dela, quis estar ali, vendo de perto algumas cenas marcantes ou algumas paisagens descritas, como o jardim de inverno de Anya.

É um livro sobre mulheres fortes, determinadas, confusas, magoadas, mas principalmente guerreiras. É um livro sobre amor mas também sobre perdas, milagres, segredos que nunca deveriam ser escondidos e famílias reconstituídas através de suas descobertas.

A capacidade desse livro te emocionar é grande e parece que todas as descrições das qualidades que ele tem são poucas para realmente descrever o que Jardim de inverno é. Recomendo muito à todos que amam uma leitura intimista, emocionante, tocante, que irá te fazer chorar como uma criança quando terminar a leitura e que irá perdurar em sua memória por um bom tempo, por que livros bons marcam, quem sabe para sempre.

29 comentários:

  1. Oie :)

    É tão bom quando livros nos marcam assim não é ? eu dei a bobeira de não ter comprado esse livro quando tive a chance e agora estou doido nele, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menino! Que bobeira mesmo. haha' Espero que o tenha em mãos logo :} Beijos

      Excluir
  2. Sua resenha me deixou com muita vontade de ler o livro. Não achava que a história poderia ser tão impactante na primeira vez que li a sinopse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sinopse também não me fez ficar tão interessada assim, me surpreendi com a leitura ><

      Excluir
  3. Eu devo confessar que quase comprei esse livro, mas ao olhar a capa direito e ler a frase próxima da imagem, pensei, a não deve ser tão legal. Mas eu pude ver por sua resenha, que é sim um livro razoável. Gostei, quem saiba depois eu leia. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não só um livro razoável, um livro lindo <3 rs

      Excluir
  4. Oi Jeni!
    Que bacana que o livro te surpreendeu!
    Pretendo lê-lo logo logo e espero não me decepcionar. Já li outro livro da autora, me surpreendi e amei!
    Acredito que as protagonistas sejam guerreiras mesmo. Parecem ser personagens inesquecíveis e que ficam guardadas no coração do leitor por muito tempo.
    Gostei de saber sua opinião. (':
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Leandro *_* E também espero que não se decepcione com o livro <3 Quero ler mais livros da autora \o

      Excluir
  5. Já estive com esse livro na mão! Mas, por fim, acabei escolhendo outro. Agora, tô com muita vontade de ter oportunidade de comprá-lo de novo! <3

    Um beijo
    www.kvcomvoce.com

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto bastante das ruas resenhas, porque elas são bem detalhadas e nos mostram aquela visão da história que não adianta só ler um comentário ou outro mais superficial.
    Gosto mesmo é da opinião sincera sobre o livro, curti muito o post; acho que a minha mãe ia adorar esse livro!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que bom que gosta das minhas resenhas <3 Também gosto mais de opiniões sinceras sobre os livros.

      Excluir
  7. Puuuuuuuutz, Jeni, estou louca para ler esse livro! Já vi muita gente falando bem dele e sua resenha me fez ter mais vontade ainda de ler *-*
    Beijãoo!!!!

    http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, bom saber que tem outras pessoas gostando do livro e falando bem dele *_* espero que tenha oportunidade de lê-lo em breve :}

      Excluir
  8. Eu quero muito ler livro, ele parece lindo e a capa é encantadora. *O*

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda e condiz muito com a história, amei <3

      Excluir
  9. Me lembrou muito O Guardião de Memórias, até por causa da capa de inverno também. Essa questão das intrigas de família são bem parecidas nas duas obras, embora o enredo não seja tanto. Essa questão do mistério me lembrou muito também...
    Gostei da resenha, bem completinha e bem escrita!

    O Vitrô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário da resenha >< Não li O guardião de memórias, mas pelas semelhanças, talvez seja um livro que me interesse, quem sabe?!

      Excluir
  10. Olá! Estou aqui para avisar que o Breno Torres ganhou 2 marcadores lá no blog. Breno, por favor enviei seu endereço completo para o email:
    maressaupgrade@hotmail.com

    Parabéns!

    OBS: Recebi esse livro da NC e estou louca pra ler! Parece ser lindo demais *-* e particularmente gosto de livros que tocam fundo o leitor.

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YEY, avisei na hora em que recebi seu comentário pra ele, ele ficou super feliz. rs

      Ah sim, leia logo, é lindo mesmo <3

      Excluir
  11. Só pelo título me interessei muito por esse livro, aí quando li a sinopse fiquei morrendo de vontade de ler. Adoro livros que mesclam atualidade com a história real (guerras e afins), sabe? E adoro livros que me emocionam, que me fazem sentir todo o sentimento das personagens. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto de livros que mesclam histórias atuais com passadas *_* E livros que emocionam são sempre marcantes pra mim <3

      Excluir
  12. Nossa que resenha maravilhosa, super tocante! Se eu já estava entusiasmada para ler este livro agora estou ainda mais. Pelo que vc disse ele tem tudo que me agrada em uma leitura, e lá no fundo sinto uma pequena semelhança com A Casa das Orquídeas, mas só lendo pra mim descobrir.

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem suas semelhanças sim com A casa das Orquídeas, por isso gostei tanto, leia e me diga o que achou ><

      Excluir
  13. Excelente sua resenha!!!! Infelizmente ainda não tenho esse livro
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Jenny.

    Saudade do seu blog. Peço até desculpas pelo meu sumiço, final de semestre na faculdade, sabe como é, né?

    Ai, que bom esse livro ser tão surpreendente. Estou com uma pilha de livros da NC para ler, pois eles não mandaram nos primeiros meses do ano e chegou tudo de uma só vez. Mas eu comecei a ler um faz três semanas e só terminei hoje. O.o Uma leitura tão presa, tão sem graça. Enfim, espero chegar logo a Jardim de Inverno. ;)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei MUITO BEM como é final de semestre na faculdade, Isie. Te entendo.rs E também peço desculpas pelo sumiço no seu :/ Mas enfim, eu também tô pra receber uma caixa de livros atrasados de Julho e Agosto da NC, vão acumular com os que já tenho aqui para ler D: #SOS. haha'

      Beijos

      Excluir
  15. Nossa! amei sua resenha! vc me convenceu a ler esse livro, estou empolgada agora. Mais um para a lista de desejados.

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo