23 maio 2013

Resenha - O Inverno das Fadas

Nome: O Inverno das Fadas  
Original: O Inverno das Fadas  
Autor(a): Carolina Munhóz  
Editora: Fantasy - Casa da Palavra  
Onde comprar: Compare preços   
Sinopse: EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais. Existe uma explicação para isso. Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se. 
Causando loucura. 
E MORTE.

Quando minha amiga Mayara chegou com este livro nas mãos, de cheiro delicioso (porque, sim – todos nós sabemos –, isso é tão viciante que poderia ser considerado narcótico) e de tão belamente misteriosa capa, me encantei de cara. Precisei – como todo bom bibliófilo – pegar. Pegar, sentir, abrir, passar o olho pelos parágrafos enquanto, impressionado, absorvia a realidade daquilo: um livro sobre uma fada. Eu estava prestes a ter meu primeiro contato com as obras sobre estas incríveis personagens nórdicas, pelas quais muito em breve após aquele momento eu me apaixonaria (ao ponto de ser chamado na faculdade de coisas como “fada” e “o rei das fadas”) e as considerariam os mais belos seres fantásticos existentes.

Mas mal eu sabia que também me encantaria pelo quão fada a escritora parece (e, como viria a descobrir, é) e – sim – que tal obra não é nem britânica, nem italiana, nem americana, nem francesa, como costumamos atribuir a bons feitos literários.

É brasileira.

O Inverno das Fadas, da paulista Carolina Munhóz (que venceu como melhor escritora jovem no Prêmio Jovem Brasileiro 2011), é um livro que, respeitando uma hierarquia pessoal básica, seria por mim categorizado como bom. A história gira em torno da jovem fada Sophia Coldheart, a qual, exaurida de sua sina de Leanan Sidhe –uma espécie de fada que seduz e inspira grandes e talentosos seres humanos em troca de força vital e sanidade –, luta contra a própria natureza, o tempo e a lógica para, ao lado de William, um jovem escritor que de sua mais recente e excitante vítima tornou-se seu maior e mais puro amor, viver. Viver um amor não-natural e tão impossível que pode ser fatal.

É um livro sensato: de uma escrita acessível e coesa; não possui muito rebuscamento ou encheção sinonímica e/ou mirabolante de linguiça. É claro e objetivo quando quer ser; é criativo, misterioso e surpreendente quando precisa ser. É dono de uma dinâmica leve e relaxante, às vezes até mesmo descompromissada – sem nunca se perder do foco principal do enredo, é claro –, com um ritmo bom, divertido e extremamente sensual (palavra que, aliás, aparece impregnada metaforicamente em quase todas as páginas onde a “fada musa” aparece). Além disso, é um livro corajoso (os que não curtem ou não aceitam homoafetividades que tenham cuidado), com interessantes releituras de realidades e, é claro, um ótimo toque adocicado (e muitas vezes bem apimentado) de romance. Um romance bonito e emocionante, onde há algo que, pessoalmente, como resenhista e escrevedor, considero brilhante: o gradativo crescimento dos protagonistas como casal no decorrer do enredo, ainda que no meio de uma realidade conflituosa e de suspense.

Algo que também me encantou é que a história, finalmente, aborda uma criatura mágica que é pouco ainda vista em livros de sucesso: as fadas – as quais, nesta obra (o que a torna ainda mais interessante) diferenciam-se grandemente da imagem popularizada e Tinker Belliana que temos. Traduzindo: as fadas de O Inverno das Fadas definitivamente não são milimétricas, nem soltam purpurina dourada (sem desmerecer aqui o Disney Fadas, por favor). As fadas de Carolina são as fadas folclóricas, mais precisamente as misteriosas fadas irlandesas, o que nos permite, além de conhecer uma inovadora e apaixonante história, também conhecer, ainda que só um pouco, da encantadora mitologia celta.

Apesar de ter um enredo que possibilitaria muito mais criação se fosse mais explorado do que foi, O Inverno das Fadas conseguiu ser mais do que satisfatório. Um ótimo livro de uma promissora escritora – uma mágica opção para encantar e abrir os horizontes de ficção daqueles apaixonados por fantasia (e, é claro, por uma linda história de amor “impossível”).

14 comentários:

  1. Oie :)

    Eu tenho vontade sim de ler esse livro, só que vou lê-lo com bastante calma e sem expectativa porque sei que posso me decepcionar, beijos :D

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  2. Minha primeira resenha, gente! Eu profundamente espero que aprovem! ^^

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, mas minha opinião do livro é bem diferente... praticamente tudo, menos a capa =X

    ResponderExcluir
  4. Discordamos imensamente. Fiquei muito decepcionada com o livro. Não gostei do modo como Carolina conduziu a história, a minha impressão era que ela tinha uma ideia repentina e decidia incluir no próximo capítulo e não dava prosseguimento com o resto num excesso que não acrescentava em nada.

    Mas enfim, acho muito bom que tenhas gostado, porque eu honestamente prefiro que discordem de mim quando eu não curto um livro (principalmente quando esperava tanto dele).

    O resultado foi que eu acabei trocando por um outro.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ola Breno, tudo bem?
    Ainda não li nada da autora, mas sempre leio elogios. Um primo meu chegou a conhecê-la e disse que a autora é um encanto. Esse livro é mais uma prova do potencial dos nossos escritores. Espero poder ler em breve.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  6. Eu fico muito orgulhosa sempre que vejo uma obra brasileira fazer sucesso. A capa é inquestionavelmente linda. Gosto também da ideia de mostrar as fadas longe dos padrões disney. Acho que a história tinha mesmo tudo pra fazer sucesso! Quero muito ler *-*

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  7. sempre tive aquela curiosidade de ler alguma obra desses novos autores brasileiros. principalmente dos NOVOS. a história me pareceu muito coesa.
    »»» Emilie Escreve Twitter

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da sinopse: que legal isso de atribuir o velho conjunto genialidade e loucura a uma criatura mística! Porém, li algumas resenhas de pessoas confiáveis com críticas ferrenhas ao desenrolar da história, e desanimei bastante. A sua, porém, vem fazer um contraponto, que me fará considerar O inverno das fadas em promoções futuras do Submarino..

    ResponderExcluir
  9. Oie Jeniffer =D

    Ontem durante o encontro do Clube do Livro aqui de Sorocaba, falaram exatamento o que você comentou na sua resenha que o enredo é "fraco". Confesso que desanimei um pouco ... já que tinha grandes expectativas com respeito ao livro, mas vamos ver né rs...

    Beijos e uma ótima semana!
    ;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Oii Breno, obrigada pelo carinho no meu blog =D
    Começando facul, bom, voce precisa organizar seus afazeres para não perder datas e notas !!! Fica atento..
    Eu nunca li nada parecido com esse livro, e adorei a dica :)

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha,já fiquei louca por um rs. Lindo seu cantinho,já estou seguindo.
    Ficaria muito feliz se você participasse do novo quadro do meu blog.
    http://devaneiosdeuma-adolescente.blogspot.com.br/2013/05/entre-blogueiras_22.html

    ResponderExcluir
  12. Maravilhosa a resenha! Super quero ler o livro agora , quase comprei ele ontem e agora estou arrependida de não ter feito isso hahaha!

    Beijos , Anna!

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente o que me fez interessar e atentar precisamente para este livro foi saber por um certo "fadista" que este livro é de uma escritora brasileira.
    Estaria ai um certo esteriótipo de que livros desse tipo só são de escritores estrangeiros.
    Ainda não tive a oportunidade de o ler, mas pela boa resenha, me parece ser algo muito, mas muito interessante. Espero verdadeiramente não me decepcionar, principalmente pela última frase "é claro, "[...}por uma linda história de amor “impossível”). Enfim...
    Parabéns Breno Pela Resenha.
    ;)

    ResponderExcluir
  14. Faz muito tempo que estou desejando esse livro! Cada vez que leio as resenhas sobre ele, só fico na vontade de ler, rsrs.

    Beijos

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo