27 maio 2013

Resenha - Koko be Good: não é fácil ser boazinha.

Nome: KoKo be good_não é fácil ser boazinha.
Nome original: Koko be good.
Autora: Jen Wang.
Editora: Barba Negra.
Ano de lançamento: 2011









Jonathon Wilgur (Jon) leva uma vida pacata e certinha e está prestes a mudar para Ayacucho no Peru com sua namorada Emily, no entanto, como qualquer jovem, tem dúvidas sobre seu futuro e sobre o que realmente quer fazer com sua vida. É em uma festa que se depara com o furacão ambulante Koko, que, digamos, leva uma vida um tanto alternativa pulando de emprego e emprego (roubando em todos), morando de favor e causando problemas (sua especialidade) é a partir desse encontro que tudo começa a acontecer, conhecemos melhor os personagens (e o quanto encantadores eles podem ser), cada um através do outro e um pouco do mundo que os rodeia.



Engana-se quem pensa que Koko Be good resume-se no encontro de dois personagens com personalidade opostas e que acabam modificando suas vidas, essa Graphic Novel é mais, muito mais do que pode parecer.




Com um traço delicado e muito divertido, Koko be good traz umas questões e diálogos incríveis e persistentes, não dá pra ler sem se identificar ou ficar minimamente inquieto. Jen Wang estreia com primazia essa historia delicada e deliciosa de ler com emoções e descobertas do inicio ao fim.

O detalhe é a coloração toda em sépia que lembra muito uma técnica de pintura com café e a divisão por capítulos sempre traz um dos ursinhos de pelúcia fofos da Koko. =3 Na verdade, é uma imensa bobagem me referir a detalhes, a obra é inteiramente linda e vale muito a pena ser conferida, apesar de a editora Barba Negra não estar mais na ativa, exemplares de Koko be good são, ainda, facilmente encontrados em lojas online.



“A Beleza pode ser definida simplesmente por ‘aquilo que agrada’. Mas há um outro aspecto na arte que é o sublime. Como a nuvem em forma de cogumelo de uma bomba atômica, ou a imensidão do espaço mostrada a nós por um satélite. A grandeza da experiência vai além do seu julgamento ético ou estético, libertando-o do seu ego que o amarra em si mesmo.Com a diminuição do seu ego quanto menos houver de você mais você verá o Sublime.”  


 ___Koko be good (pág:198-199)

11 comentários:

  1. Opa, achei interessante :3
    parece ser legal
    xoxo

    lastday-keep.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O livro deve ser bem divertido.
    Que fofo!! Amei as ilustrações.
    Boa semana pra você <3

    ResponderExcluir
  3. Foi sensação quando o Nato apareceu com essa Graphic Novel lá na sala, anunciando pra Jeniffer e pra mim que resenharia sobre ela. *-*
    Adorei, Nato! Também havia notado a coloração diferente das páginas. Achei bem interessante (além do traço, que é bem incomum e, por isso, interessantérrimo). Nosso lindo Pooh - uma linda estreia! <3

    ResponderExcluir
  4. Poxa, que traço lindo! E a história parece ser muito interessante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Hey,
    Não conhecia essa Graphic Novel, penas imagens que você postou parece ser realmente boa. Os desenhos me chamaram muito a atenção, e sua resenha só aumentou minha vontade de conhecer.

    Beijos
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  6. Fico muito feliz que tenham gostado.
    É minha primeira vez por aqui, resenhando sobre uma coisa diferente do perfil do blog e eu só tenho a agradecer pelo carinho de vocês.
    Beijos do Nato ^.^

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa Graphic Novel, mas os traços são lindos e a história parece ser interessante.

    Beijos,
    Bianca - www.epilogosefinais.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Jenni, eu achei isso fantástico! Lindas as imagens, e a história parece muito boa, acho que quando temos 2 extremos é importante encontrar um equilíbrio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Adoro suas resenhas,ja te falei? rs E essas ilustrações perfeitas? :o adorei,cara
    QUE SAUDADE DO SEU BLOG :O
    <3 mon autre <3
    é perfeito aquele livro :o

    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia, parece bem interessante.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nunca li uma Grafic Novel, pelo menos não completa.
    Talvez seja porque ainda não encontrei uma boa, vou colocar assim.
    Quem sabe, Jonathon Wilgur me chamou atenção.

    Uma boa resenha!
    Seja ousado! ;)
    Parabéns!
    Vlw!

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo