28 abril 2013

Sobre idas e vindas


Sabe o período de finalizações e começos que de vez em quando aparece em nossas vidas?! Eles proporcionam sempre aquele 'frio' na barriga de medo, ansiedade e muita curiosidade com o que está por vir, principalmente. É normal né?! Nós seguimos os caminhos que achamos certos, tomamos as escolhas que achamos as melhores para nós, para quem amamos também e depois é só esperar as consequências. Nem sempre são boas, infelizmente a vida tem essa mania de nos contradizer de vez em quando. Mas sabe, vale à pena todo esse 'tsunami' de coisas novas, sensações novas, pessoas novas e momentos novos. Por mais desconhecidos que sejam. Se são consequências de algo que decidiu, deve valer à pena.
E sabe, nós nunca estamos sozinhos nessas novas caminhadas; sempre tem alguém que está torcendo pra que dê tudo certo, ou alguém que viu toda a sua longa caminhada até esse novo ponto de partida e que pode até te dar a mão e te acompanhar para não se perder muito.
Vão vir novas rotinas, novos costumes, muitas descobertas e muita perturbação, só é preciso foco e disposição pra enfrentar e se adaptar à tudo isso. E falando em adaptação, em períodos assim é o que mais precisamos praticar. Todo o medo e ansiedade do começo não pode permanecer e a partir do que já foi exposto, acostumar-se e ver a melhor posição em que ficar, deve ser o mais certo. Isso são só especulações, a cada período de 'finais e começos' acontece adaptações diferentes. A gente aprende com o tempo. Com o tempo, com as pessoas ao nosso redor e com nós mesmos. Por que parece que a cada dia descubro algo em mim, de uma certa forma algo simples, mas ainda sim importante.
E que venham os 'novos dias', a nova rotina, as novas pessoas.

25 abril 2013

Namore uma garota que lê por Rosemary Urquico.

Oi gente, tudo bem? Não sei se vocês sabem, mas dia 23 de abril (terça-feira) foi dia do livro. Yeaaaaaaaaah, nosso companheiro do dia a dia, a causa das nossas lágrimas e das nossas gargalhadas. Pois muito bem, não sei se vocês conhecem o texto que emprestou o nome para essa postagem, mas eu precisava postar, porque toda vez que alguém me crítica por ser uma leitora assídua, eu corro e leio esse texto maravilhoso.


Namore uma garota que gasta seu dinheiro em livros, em vez de roupas. Ela também tem problemas com o espaço do armário, mas é só porque tem livros demais. Namore uma garota que tem uma lista de livros que quer ler e que possui seu cartão de biblioteca desde os doze anos.

Encontre uma garota que lê. Você sabe que ela lê porque ela sempre vai ter um livro não lido na bolsa. Ela é aquela que olha amorosamente para as prateleiras da livraria, a única que surta (ainda que em silêncio) quando encontra o livro que quer. Você está vendo uma garota estranha cheirar as páginas de um livro antigo em um sebo? Essa é a leitora. Nunca resiste a cheirar as páginas, especialmente quando ficaram amarelas.

Ela é a garota que lê enquanto espera em um Café na rua. Se você espiar sua xícara, verá que a espuma do leite ainda flutua por sobre a bebida, porque ela está absorta. Perdida em um mundo criado pelo autor. Sente-se. Se quiser ela pode vê-lo de relance, porque a maioria das garotas que lêem não gostam de ser interrompidas. Pergunte se ela está gostando do livro.
Compre para ela outra xícara de café.

Diga o que realmente pensa sobre o Murakami. Descubra se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entenda que, se ela diz que compreendeu o Ulisses de James Joyce, é só para parecer inteligente. Pergunte se ela gostaria ou gostaria de ser a Alice.

É fácil namorar uma garota que lê. Ofereça livros no aniversário dela, no Natal e em comemorações de namoro. Ofereça o dom das palavras na poesia, na música. Ofereça Neruda, Sexton Pound, cummings. Deixe que ela saiba que você entende que as palavras são amor. Entenda que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade mas, juro por Deus, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco como seu livro favorito. E se ela conseguir não será por sua causa.

É que ela tem que arriscar, de alguma forma.

Minta. Se ela compreender sintaxe, vai perceber a sua necessidade de mentir. Por trás das palavras existem outras coisas: motivação, valor, nuance, diálogo. E isto nunca será o fim do mundo.

Trate de desiludi-la. Porque uma garota que lê sabe que o fracasso leva sempre ao clímax. Essas garotas sabem que todas as coisas chegam ao fim. E que sempre se pode escrever uma continuação. E que você pode começar outra vez e de novo, e continuar a ser o herói. E que na vida é preciso haver um vilão ou dois.

Por que ter medo de tudo o que você não é? As garotas que lêem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem. Exceto as da série Crepúsculo.

Se você encontrar uma garota que leia, é melhor mantê-la por perto. Quando encontrá-la acordada às duas da manhã, chorando e apertando um livro contra o peito, prepare uma xícara de chá e abrace-a. Você pode perdê-la por um par de horas, mas ela sempre vai voltar para você. E falará como se as personagens do livro fossem reais – até porque, durante algum tempo, são mesmo.

Você tem de se declarar a ela em um balão de ar quente. Ou durante um show de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Ou pelo Skype. Você vai sorrir tanto que acabará por se perguntar por que é que o seu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. Vocês escreverão a história das suas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos mais estranhos ainda. Ela vai apresentar os seus filhos ao Gato do Chapéu [Cat in the Hat] e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos de suas velhices, e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto você sacode a neve das botas.

Namore uma garota que lê porque você merece. Merece uma garota que pode te dar a vida mais colorida que você puder imaginar. Se você só puder oferecer-lhe monotonia, horas requentadas e propostas meia-boca, então estará melhor sozinho. Mas se quiser o mundo, e outros mundos além, namore uma garota que lê.

Ou, melhor ainda, namore uma garota que escreve.

13 abril 2013

Resenha - Aquele verão

Nome: Aquele verão
Original: That Summer
Autor(a): Sarah Dessen
Editora: iD
Onde comprar: Compare preços
Sinopse: Há muita coisa acontecendo na vida de Haven... Primeiro, o casamento do pai com Lorna Queen, a “Mulherzinha do Tempo” da televisão local. Depois, o casamento da irmã Ashley com o chato Lewis Warsher, que não parece combinar com Ashley de jeito algum. Haven também não consegue ignorar o fato de ter quase um metro e oitenta e cinco de altura e ainda continuar crescendo. Ela mal consegue ver quem ela é agora ou onde ela pode se ajustar.
Então, o antigo namorado de Ashley, Sumner Lee, aparece e reacende as lembranças de Haven do verão quando seus pais eram felizes, a irmã era descolada e despreocupada, e tudo era perfeito... ou pelo menos assim parecia.

Mais um livro de Sarah Dessen como cortesia da editora iD e não me decepcionei. Apesar de ser um livro contendo uma estória mais leve, mais 'pré-adolescente', eu ainda sim gostei muito da narrativa de Sarah e dos personagens.

Haven não consegue esquecer seu passado, mais precisamente o verão passado, onde seus pais ainda não eram divorciados e sua irmã estava namorando com Sumner Lee, o rapaz que parecia mudar tudo ao seu redor, fazendo simples coisas ficarem interessantes, mas principalmente, fazendo a irmã de Haven ser alguém legal com ela, já que elas sempre tiveram suas diferenças.

O problema é estar tão ligada ao passado que não consiga aceitar o presente e faz com que Haven além de ter que lidar com a rejeição de sua aparência física (ela é muito alta e magra para sua idade), também precisa lidar com as mudanças ao seu redor, mudanças em sua família, mudanças essas que ela não consegue absorver e se adaptar. 

Aquele verão fala sobre momentos e pessoas que marcam nossas vidas, de uma forma boa ou má, fala de aparências que irão nos enganar por estarmos olhando só para nós mesmos e também fala sobre mudanças de pessoas que amamos afetando a nós. Ainda assim é um livro bem leve, ótimo para ler em dias calmos e quando não queremos uma leitura muito série e densa. 

Sarah Dessen sabe como conduzir o leitor em sua narrativa, por mais leve que seja. Gostei muito da autora por isso e por, às vezes, me identificar com seus personagens também. Encontrei algumas semelhanças 'indiretas' na estória de Aquele verão com O que aconteceu com o adeus, mas nada que deixasse a leitura menos agradável. A edição da editora está impecável, novamente, não encontrei erros ortográficos, as páginas são amareladas e a capa é condizendo com a estória do livro (amo isso na iD).

Enfim, é uma leitura agradavelmente leve e recomendada ás fãs de Sarah(Me tornei uma) e para quem precisa se encontrar entre o passado e o presente.

11 abril 2013

5 filmes que quero MUITO ver!

Todo mundo ama cinema, não adianta dizer que não. Afinal quando o tempo esfria a única coisa que você quer fazer é assistir um filme debaixo das cobertas, né? Sim ou claro? hahaha Esse ano vai ter muito filme bacana chegando nas telonas, e quando comecei a planejar essa postagem tinha, pelo menos, uns 30 filmes. Daí tive que resumir muito a minha lista, então, eis aqui os cinco filmes que eu preciso ver, minha vida depende desses filmes! nossa que exagero Juliana

 
O Grande Gatsby 
Estreia: 07/06/2013 
Sinopse: O Grande Gatsby acompanha o escritor aspirante Nick Carraway enquanto ele deixa o meio-oeste em direção a Nova York na primavera de 1922, uma época em que a moralidade tornava-se menos rígida, o jazz explodia e bebidas ilegais criavam impérios. Em busca de sua própria versão do Sonho Americano, Nick acaba vizinho de um misterioso milionário festeiro, Jay Gatsby, quando vai viver do outro lado da baia com sua prima, Daisy, e o marido dela, o filantropo de sangue-azul, Tom Buchanan. É nesse ambiente que Nick é atraído ao mundo cativante dos super-ricos, suas ilusões, amores e traições. Nick então usa essa experiência para escrever um conto de amores impossíveis, sonhos incorruptíveis e tragédias que espelha os nossos próprios tempos e conflitos 


Percy Jackson e o Mar de Monstros 
Estreia:16/08/2013 
Sinopse: O segundo filme baseado nos livros de Rick Riordan acompanha Percy (novamente Logan Lerman) - o garoto que descobre ser um semideus, filho do deus do Olimpo Poseidon com uma mortal - e seus amigos na busca pelo Velocino de Ouro. 


Jogos Vorazes – Em Chamas 
Estreia: 15/11/2013 
Sinopse: A continuidade da história de Katniss Everdeen , depois que os tributos do Distrito 12 vencem os jogos. Na trama de Jogos Vorazes - Em Chamas, enquanto uma rebelião contra a opressiva Capital é iniciada, Katniss e Peeta são obrigados a participar de uma edição especial dos Jogos Vorazes, o Massacre Quaternário, que acontece a cada 25 anos. 


Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos 
Estreia: 23/08/2013 
Sinopse: A história de Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos mostra a adolescente Clary Fray, uma garota normal até o dia em que descobre ser descendente de uma linhagem de Caçadores das Sombras, sociedade secreta dedicada a expulsar demônios do nosso mundo. Quando sua mãe desaparece, Clary precisa se juntar a um grupo de jovens Caçadores em uma aventura, na qual encontrará fadas, bruxos excêntricos, gangues de lobisomens e outras criaturas 


The Bling Ring 
Estreia: 12/07/2013 
Sinopse: O longa que contará a história real de um grupo de adolescentes de se especializaram em cometer pequenos assaltos em casas de celebridades, como Paris Hilton e Orlando Bloom. 

08 abril 2013

Arte clássica urbana


Figuras renascentistas e barrocas em plena cidade do século XXI, é esse o trabalho de Žilda:
Arte clássica nos cantos feios, é assim que se descreve o trabalho de Žilda, um artista de arte urbana que busca levar a arte renascentista e barroca aos becos e ruas francesas, sua inspiração vem das gravuras e ilustrações do século XVIII ao XIX e alguns temas mitológicos e históricos poucos conhecidos na História da Arte, como a historicista Charles Louis Müller (1815-1892) e o pintor Pere Caso Borrell (1835-1910). Prefere sua arte exposta ao ar livre do que em galerias, as quais ele considera um verdadeiro necrotério de arte. Seu trabalho é fresco é um misto anacrônico, nos remete a tempos remotos não vividos, mas acabam se tornando figuras presentes no cotidiano das cidades. É para isso que a arte urbana existe, para provocar, causar sensações e se mostrar presente na vida das pessoas. Fonte




Amaria se tivesse algo assim aqui no Brasil. Confiram mais da obra de Zilda em seu flickr.

Desculpem-me pela falta de posts meus por aqui, é final de semestre em uma instituição e começo de semestre em outra, ou seja, dias atribulados e cansativos, mas quero sim postar mais por aqui ><

04 abril 2013

Séries de comédia favoritas.

Todo mundo assiste alguma série de comédia, elas foram feitas basicamente para relaxarmos depois daquele dia impossível. A postagem de hoje é sobre as minhas três séries de comédia favoritas, é aquelas séries que vira e mexe estou assistindo algum episódio novamente. 


F.R.I.E.N.D.S 
Quem é que nunca assistiu essa série? Todo mundo já viu pelo menos algum episódio ou sabe qual é a história. Foi graças a essa série que a Jennifer Aniston virou queridinha da América. Eu amo essa série, já vi todos os episódios mais de uma vez e tenho até a minha temporada favorita (é a Quinta para quem ficou curioso). Tenho um amor imenso pela Pheebs e pelo Chandler. E sinceramente NÃO quero uma reunião da série em um filme, a história encerrou de maneira perfeita, não precisa dar continuidade. Se não vai acontecer igual Sex and the City.


How I Met Your Mother 
Todo mundo diz que HIMYM é uma cópia de Friends, mas para ser sincera, toda a série de comédia é uma cópia de Friends. Afinal a maioria conta a história de um grupo de amigos, que se reúnem em algum lugar e que amadurecem juntos. HIMYM é o meu xodó, minha irmã praticamente me obrigou a assistir e foi amor a primeira vista. Também tenho uma temporada favorita (é a Sexta para quem ficou curioso) e não tenho um personagem favorito, ali todo mundo é puro amor.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo