03 fevereiro 2013

Resenha - o lado bom da vida

Nome: O lado bom da vida
Original: The Silver Linings Playbook
Autor(a): Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Onde comprar: Compare preços
Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que "é melhor ser gentil que ter razão" e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez.

De primeira esse livro não tinha me interessado muito, aliás, não tinha me interessado. Eu li a sinopse e por se tratar de uma estória diferente das que costumo ler, achei que não iria gostar. Mas confesso que fui levada à pedir de cortesia para editora depois de ler algumas resenhas positivas dele por aí. E não me arrependo.

Pat é um ex-professor que está saindo do 'lugar ruim' onde foi internado depois de um grave acontecimento no seu passado que fez sua mente se debilitar. Sua mãe consegue que ele tenha alta e ele sai invicto de querer reconquistar sua ex-mulher Nikki; ele está tentando 'ser gentil ao invés de ter razão', e agora faz tudo que não fazia antes para agradar sua ex-mulher e ter uma chance de salvar seu casamento.

Não falarei muito do enredo em si por que a sinopse diz bastante. O que preciso enfocar nessa resenha é o quando esse livro mexeu comigo, de uma forma boa e ruim. Como? Em algumas partes da leitura eu tinha raiva de Pat e de toda essa admiração por sua ex-mulher, que percebemos logo de início que não está presente mais na vida dele e por tudo que ele faz ser pensando nela, em como agradá-la; isso me irrita e muito. Além de sua ingenuidade, que pode e deve ser considerada bonita, mas me irritou algumas vezes enquanto lia algumas cenas.

Mas o caso é que Pat é aquele tipo de personagem que me interessa mesmo me enraivecendo por suas atitudes, no final não consegui deixar de gostar dele e sempre torcer para que ele tivesse seu final de feliz no filme que ele acredita estar vivendo. Não só Pat, mas Tiffany, sua amiga também mentalmente debilititada que se interessa por ele, também me cativou, de uma forma diferente, já que ela é uma personagem nada convencional. Aliás, Pat também não é nada convencional, o mocinho que nutre uma ingenuidade de criança, mas por vezes tem atitudes e pensamentos brutos de um adulto.

Os personagens me pareceram tão bem estruturados que cada um me tirou uma reação pessoal ao longo do livro. Como o pai de Pat, que com certeza merece meu desgosto por ser da forma que ele é (Leiam e entenderão). Enfim, foi um livro que me conquistou e estou ansiosa para vê-lo na telona do cinema, ao contrário de muitas pessoas, gosto, às vezes, de ver filmes baseados em livros, sempre dou uma chance para que não seja decepcionante e quase sempre me satisfaço, mas claro, sempre preferindo o livro ao filme no final das contas.

Os defeitos que existem nesse livro são dois: Muitas cenas e comentários sobre futebol americano. Eu já odeio futebol em si e acho que consegui odiar mais ainda depois desse livro, já que me senti perdida em algumas cenas com tanta citação de jogadores e partidas do futebol americano que Pat tanto gosta. E o outro são vários spoilers de livros clássicos da literatura americana presentes nele, mas estranhamente isso me fez querer ler os livros citados urgentemente para saber como é a estória toda. Fora esses dois defeitos, o livro não me decepcionou.

Por fim, O lado bom da vida é super recomendado por mim. Além de ser cativante, vai mexer com você, com certeza, de uma forma boa ou/e ruim, não sei. Mas Pat te ensina a tentar enxergar o lado bom das coisas e que sempre é melhor ser gentil do que ter razão.

30 comentários:

  1. Tô MUITO afim de ler esse livro! Quando soube do filme que teria com o Bradley Cooper (sou apaixonado nesse homem, bjs sociedade) no papel do professor e com a MUSA Jennifer (OLÁ, XARÁS HAHAHAHA) Lawrence no papel de Tiffany, quase tive um siricutico! Ainda vou comprar os dois, o livro e o filme porque sei que vou amar - e vou relevar o futebol americano, porque assim como vocÊ, ODEIO tudo relacionado a futebol. Só aceito quando a magya dos jogadores me faz esquecer o esporte em si. hahaha

    Beijão, Jenny! Saudades mil!

    ResponderExcluir
  2. To louca por esse livro, admito, vou no cinema terça feira dar a minha nota ao filme e já pretendo comprar o livro também haha

    Ei, se quiser dar uma passada no blog e participar da promo valendo box do 50 tons ou extras do HP, é só conferir: http://booksmyloves.blogspot.com.br/2013/02/super-promocao.html

    ResponderExcluir
  3. Ah, ele parece ser bem legal... Fiquei com vontade de ler:) E fala sobre futebol americano?¬¬ Essa parte não é legal. shuas
    Beijos♥
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu até quero ler esse livro, só porque tem um filme, para que eu possa comparar os dois. Acredito que não gostarei desses detalhes sobre futebol americano, assim como você. Mas no geral, acredito que seja uma boa história mesmo.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  5. O lado bom de ser blogueira é isso: ver indicações de bons livros :)

    ResponderExcluir
  6. Estava mesmo querendo saber uma opinião que fosse além de "perfeito", é bom ter uma visão mais ampla dos personagens, continuo me interessando. Se encontrar eu compro. gostei da resenha. beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro, vai ser o próximo que vou comprar, sem dúvida nenhuma. O filme é maravilhoso, com um elenco perfeito.

    Beijos :)
    http://doses-de-desapego.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu não sabia que tinha livro, pensava que era só o filme, eu ate vi o trailer e achei um pouco engraçado. Acho que vou ler o livro, tua resenha me deixou bem interessada.
    my-history-restarted-again.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie Jennifer =D

    Ah!!! Esse livro está me perseguindo rs... hoje é a terceira resenha que leio dele.

    Estou muito curiosa para ler ele *-*

    Bem eu não tenho nenhum problema com futebol, até por que eu adoro rs...

    Ótima resenha!

    bjus e uma ótima semana!
    ;***
    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Estou com muita vontade de ler esse livro depois de tantas resenhas positivas, o meu único medo é criar expectativas demais, mas acho que irie gostar muito de O lado bom da vida tirando claro os comentários sobre futebol.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Nossa, eu assisti esse filme no cinema nesse sábado que passou!
    Não vou falar de cara umas diferenças sutis entre o filme e o livro, para não estragar, mas de resto, me pareceu bem fiel até. Ah sim, mas eu também fiquei com MUITA raiva do Pat por ele LEMBRAR o que tinha acontecido para o casamento terminar e ainda assim, decidir MUDAR para agradá-la. No filme também mostra o futebol americano, mas não com tanta ênfase assim. Enfim, chega de falar se não vou acabar estragando o filme. ><
    Ah, e eu não li o livro, nem sabia que tinha, se não teria lido antes. :(
    Beijos!
    http://perolairregulaar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu quero MUITO ler!
    Fui assistir o filme ontem (já que não posso comprar o livro); E fiquei bem contente com a história.
    Eu sinceramente gosto dessa imersão no universo do personagem (a questão do futebol no caso).
    Não me sinto perdida, me sinto por dentro (mesmo que desconheça).

    Eu também tenho ficado empolgada com as resenhas positivas porque é uma história bem irreverente. E de um tema que é delicado, mas que é tratado dando muitas alfinetadas (ao menos no filme).

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não sei se quero assistir o filme, as resenhas ainda não me convenceram. Mas sei que quero assistir o filme haha. Se eu tiver a chance eu leio!

    ResponderExcluir
  14. Oi Jennifer tive um bloqueio com esse livro. Não achei a capa nada atraente e a sinopse não me instigou também. O engraçado é que apesar de não querer ler, quero ver o filme. Quem sabe mudo de ideia, seria bem mais legal poder ler antes.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  15. Também li várias resenhas positivas, que fizeram com que eu olhasse com maior atenção para o livro. Acho bacana livros que citam outros, e acredito que eu também vou ficar com vontade de ler! haha

    Beijos,
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Cara, quero MUITO, mas muito mesmo ler esse livro. Por quê? Pela sinopse, que dizia que o Pat era ex-professor de história e tinha saído de uma clínica psiquiátrica. Fiquei querendo saber o porquê que ele enlouqueceu. Só enlouquece quem é sensível, ao meu ver. E eu adoro livros com personagens sensíveis.
    Adorei isso de "é melhor ser gentil do que ter razão".

    Gostei da sua resenha, Jeni. ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  17. Uma das coisas que mais me fez hesitar em relação a este livro é saber que ele dá spoilers de livros clássicos. Mas, ainda quero ler este livro, ainda mais depois de ler a sua resenha.
    Beijos

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Taí outro livro que queria ler antes de ver o filme, mas tenho tanto livro para ler que acho que não rolar ( pelo menos não nessa sequência). Mas boa dica e boa resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Achei o personagem Pat sensível e isso me encantou, todo o esforço ao longo de todo o livro é realmente incrível, não me arrependo nadinha de ter lido, agora só falta ir assistir ao filme, espero não me decepcionar :)

    ResponderExcluir
  20. Quando li a sinopse já tinha ficado curiosa e depois de ler a sua resenha, então, fiquei com mais vontade ainda de ler! Já está na minha lista de futuras leituras.
    Beijinhos

    Hipérboles
    @hiperbolismos

    ResponderExcluir
  21. Tô curiosa demais pra assistir o filme. O livro ainda não li. Mas tenho certeza de que vai ser aquilo de: esperar demais o filme e o livro ser mil vezes melhor. Veremos, né?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. eu já disse que adoro essa editora? e foi isso que me fez querer ler esse livro, já que eu não curto muito livros que depois viram filmes, acho que eles distorcem muito a história, mas deste eu curti! Vou ver se acho ele na biblioteca, porque comprar eu não to podendo hauahauha bjjs amor!

    ResponderExcluir
  23. Oi Jenni, li várias resenhas de pessoas que adoraram o livro, e fiquei pensando se esse lado meio infantil do personagem não atrapalhava... Pelo visto, alguém se incomodou. rsrs
    Mesmo assim, quero muito ler esse livro e conhecer por mim mesma esse personagem meio bitolado, como você diz.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Eu ainda não li infelizmente, mas quero muito porque tenho visto boas resenhas. Os pontos que você levantou que são ruins eu acho que levaria na boa, não são tão terríveis assim rs eu gosto de futebol ^^ (não do americano claro) Ah, tem o filme também, que acho que já deve estar em cartaz. Precisooo ver urgentemente!

    desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Eu não tinha me interessado até que o trailer começou a passar insistentemente na tv e eu fiquei curiosa. Gostei da história, achei fofinha e como você disse, deve ser ruim mesmo essa obsessão que ele tem pela ex esposa S:

    Att, Line
    putmerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Eu ainda não li este livro. A historia parece ser boa, tirando essa parte que você falou sobre spoilers, deve ficar meio complicado de encaixar se a gente não conhece esses outros livros.

    ResponderExcluir
  27. acho que futebol americano .no caso, as descrições que você menciona, só interessam àqueles que assistem/entendem. num livro cabe? fiquei um pouco confusa porque não parece combinar com o enredo.
    ~~ Emilie Escreve ~

    ResponderExcluir
  28. Ai que resenha linda <3 Já tinha vontade de ler ler esse livro, mas as críticas positivas não param kkkkk Quero ver o filmes também :)
    Quando eu vejo um last.fm, saio adicionando, ai eu adicionei o seu, ok?

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Concordo com a parte do futebol americano, também fiquei perdidinha, também fiquei com uma imensa raiva do pai do pat. Tirando essas coisas gostei muito do livro, vale a pena ler

    ResponderExcluir
  30. Eu amei o livro,foi um dos primeiros que comecei a comprar.Eu o conheci por meio do meu primo e li nas férias em três dias.Ele é maravilhoso,só me arrependi de assistir o filme,porque não tem nada haver com essa perfeição.Mas mesmo assim,Bradley e Jennifer atuam demais e continuam maravilhosos. <3

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo