19 outubro 2012

Carta ao ex


Hoje ouvi a música. Não 'aquela', nem 'uma' música, foi 'a' música que marcou aqueles dias em que eu pensei estar completamente decepcionada com você, em que eu pensei estar sofrendo por alguém que já estava com outro alguém. É, eu pensei estar magoada, e estava, de verdade. Eu apostei minhas fichas em você, não em nós, mas em você e perdi.  
Não, você não foi meu grande amor, não foi o cara que deixava as borboletas no meu estômago agitadas; você só foi legal e efêmero. E a efemeridade não combina muito bem com amor, aquele de verdade sabe?! O que você sente agora por ela. 
Mas ouvindo aquela música hoje, depois de um bom tempo do que já aconteceu, eu me vi ali, no passado, ouvindo-a e pensando no que o nós representou de verdade pra você e remoendo o que você tinha me falado, algo que eu não acreditava ser verdade, mas no fundo, bem lá no fundo, mesmo vindo de você, eu queria que aquela frase tivesse sido dita com verdade. 
É, hoje eu sei que eu não te queria, mas queria o sentimento que você trazia consigo e que não era por mim, hoje eu tenho certeza. Não sinto mais raiva, mágoa nem ressentimentos. Já passou, não é?! Foi um incidente que veio em uma boa hora e eu fiz drama depois do rompimento sim, foi idiota da minha parte na verdade, como uma criança birrenta que mesmo não brincando com tal objeto quando o vê em outras mãos chora e grita para tê-lo de volta.
Eu não TE superei, por que sendo sincera, eu nunca realmente senti algo completo por você. Eu superei o querer ter aquele sentimento que eu tanto suspiro por aí. E eu sinto uma ponta de inveja, sabe?! Não, algo parecido com isso mas não necessariamente inveja, e dela. É, dela. Por que ela tem o seu amor, alguém que realmente a ama e que vai atrás por que a quer por perto, de qualquer maneira; e bom, eu não tenho isso. Mas não me entenda errado, eu não quero que você faça isso por mim, eu queria que alguém sentisse isso por mim. E ela tem isso, ela sempre, no fundo, teve você. Eu não. Mas eu não te queria muito, já disse, eu queria o que você sentia.
Bom, eu sorrio pra você e desejo que seu amor não te dê grandes decepções e não te faça infeliz por muito tempo. Acredite, estou sendo sincera. E peço desculpas pelo meu dramalhão mexicano desnecessário. É só essa mania de querer sentir demais que me consome às vezes.

87 comentários:

  1. Que texto lindo Jeni *u*
    Eu já te disse isso muitas vezes, mas não canso de repetir, menina, como você escreve bem *-*
    Eu me identifiquei com tanta coisa, sempre tem 'a' musica e as coisas que ela nos faz pensar, lembrar e escrever...

    Beijos,
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  2. Eita menina talentosa.
    Músicas, e até cheiros me transportam para outras épocas, não necessariamente românticas, mas que tiveram grande significado para mim, sejam bons ou ruins.

    Beijokas e continue escrevendo esses textos lindos!

    ResponderExcluir
  3. que lindo Jeni!
    amo todos os textos que você escreve, um mais lindo que o outro, e com um misto de sentimentos que se parecem com os meus, mas que acho que eu não saberia expressar em palavras tão bem escritas.

    beijo,
    Letícia - Céu de Letras

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do seu texto, como de costume. Você escreve muito bem, pretende ser escritora ou jornalista? Beijos <3

    P.S: é inspirado em fatos reais?

    ResponderExcluir
  5. Eu também sinto demais, e acabo sofrendo demais. Acho que todo mundo passa por isso um dia. Querer ter o (alguém) que não se pode ter.
    Um beijo Jeni.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jeniffer!
    Que texto lindo, cara! Me identifiquei com bastante coisa do texto (:

    Beijos,
    Bianca - www.epilogosefinais.co.cc

    ResponderExcluir
  7. caraaamba, adoreei o texto! você escreve muito bem, e enquanto lia fui acompanhada pela aquela sensação de deja vu kkkkkkk, sim, me identifiquei bastante! :D
    tá de parabéns, beijos :*

    http://vaidesalto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que lindo, sempre tem aquela música que faz os momentos voltarem.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Também já me vi pensando nisso: O que eu quero é ele ou o sentimento que eu sinto que está ao alcance dele- ou algo assim-? É muito estranho. Ainda não encontrei a resposta, na verdade.
    Adorei seu texto- fazia tempo que eu não vinha aqui! Tava com saudades♥
    Beijos beijos,
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Jeniffer, eu gostei demais desse texto. Da sinceridade, da nostalgia e da afirmação que tinha de ser feita. Não sei se a história é verídica, mas realmente pareceu ser. Ouvi um desabafo, uma ligeira libertação.
    Parabéns.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Era essas palavras que queria ter dito pro meu ex, mas coragem me faltou.
    Me vi agora nesse seu texto e fiquei arrepiada.
    Livros em Série.
    Passa lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. ui! será que ele leu? tomara que sim!! hehehe

    ResponderExcluir
  13. Você sempre arrasando nos textos. Tu escreveu tudo o que eu estou sentindo :s

    xoxo
    http://www.chovendoalgodaodoce.com

    ResponderExcluir
  14. menina, adorei sua sinceridade nesse texto! você se expressou muito bem, disse tudo!

    TRASH ROCK

    ResponderExcluir
  15. Nossa, Jeniffer, que texto lindo. Mas os sentimentos são assim, mesmo aqueles que sabemos que não o temos mais, ou que depois de um determinado tempo percebemos que não eram exatamente o que pareciam ser.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  16. Jéh,eu não sei se esse texto é pessoal.Mas,ele tem mô jeitão de ser,então vou comentar como se fosse:

    Olha,o mais estranho e complicado é que a gente não supera inteiramente as pessoas. Elas deixam marcas na gente.Um amor nunca é esquecido.Talvez,com o tempo a lembrança fique menos nítida,mas ele fica sempre ali,tal qual recordação. Eu gosto de pensar que as coisas que fiz ou deixei de fazer ficaram no passado, e só me resta seguir sem arrependimentos ou amargura (apesar de não ser fácil seguir sem amargura."Faz parte").
    ~Emilie Escreve~ FanpageTwitter

    ResponderExcluir
  17. Nossa JEN, que texto lindo. É bem o que estou sentindo agora. Porque dois dias atrás eu estava super mal e escrevi um texto super melancólico. Mas agora? Tô igual a esse texto. Acho que superei.

    Beijos :)
    http://itgirl-sweet.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Concordei muito com a Emilie. Acho que, as pessoas deixam suas marcas em nós, umas em maior e outras em menos intensidade, mas sempre deixam. Mas é bem verdade que, a ânsia de sentir nos faz atropelar e por vezes, confundir os sentimentos.
    Só acho que você não deveria pedir desculpas pelo seu "drama". É normal e sabe, exagerado ou não, era o que você estava sentindo na hora então acredito que seja válido.
    Beijinhos

    hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Nossa, que texto mais lindo. De verdade, cada palavra aspira uma sinceridade incrível. E eu realmente acreditei estar lendo um texto que tratasse sobre a minha vida. Lembro muito bem do meu "drama mexicano" quando tudo acabou e é fato, o que resta hoje é um certo ressentimento, inveja, alguma coisa desagradável que não é por ele, é por ela. É exatamente o que você disse: "Por que ela tem o seu amor, alguém que realmente a ama e que vai atrás por que a quer por perto, de qualquer maneira; e bom, eu não tenho isso. Mas não me entenda errado, eu não quero que você faça isso por mim, eu queria que alguém sentisse isso por mim."
    Esse pequeno trecho resume tudo o que eu poderia comentar. Excelente esse seu texto, sério.

    Beijos,
    http://perolairregulaar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi :)
    Obrigada por visitar meu blog ^^ Já estou seguindo o seu, que, aliás, é muito lindo *-*
    Eu amei seu post... Foi lindo, foi pessoal e foi meio triste, mas fico muito feliz de saber que você superou isso. E eu entendo muito bem do que você sentia falta porque eu também sempre fui muito intensa, com ânsia de sentir aquilo tudo que falam nos livros...
    Beijo

    http://mysatelliteheart.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. OMG MIL VEZES!!! Gente, senti como se você fosse eu ao ler tudo isso, OMG, me identifiquei muito! Parabéns, por escrever de forma tão sincera e linda!
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oii!
    O texto é lindo e é algo que realmente acontecesse né? Às vezes criamos uma ilusão de que amamos a outra apenas por querer sentir aquilo e por querer que ela nos ame, nos cuide e nos dê carinho.
    Gostei mt flor, beijO!

    ResponderExcluir
  23. Adorei seu texto. Me identifiquei com algumas partes, porque já meio que aconteceu comigo algumas coisas e tal. Você escreve muito bem!

    Beijos!
    Larissa

    http://bagacodelaranja.com

    ResponderExcluir
  24. Oi Jeni, interessante esse texto, acho que, mesmo que nem todos admitam, sempre já se sentiram assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi Jeniffer! Poxa, me identifiquei tanto com teu texto, muito bom por sinal. Aliás, você escreve bem!
    Acho que no fundo, quase todas nós garotas já nos sentimos assim. Desejando algo que já foi, - e muitas vezes nem foi - nosso mais que agora pertence a outro alguém. E sobre músicas, sempre vai ter "a" músicas que nos marca.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Lindo, as vezes a gente adora fazer um drama mexicano, não é mesmo? Adorei a carta, encantadora.

    ResponderExcluir
  27. Eu adoro quando escreves. Me identifico.
    E modifico: É essa mania de sentir demais, profundo demais que me consome as vezes.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Oi Jeniffer,
    como até está marcado o post, "baseado em fatos reais". Acho que quase todo mundo já passou por isso, se não vai passar com certeza. Porque é assim que a vida real é, muitas vezes não tão bonitinha como nos livros. Lindo texto! ^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Você escreve com uma delicadeza e sinceridade encantadoras. Esse amor platônico é muito comum, mas poucas são as pessoas que percebem a hora de "superar".

    Beijos,
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Voce andou lendo meu diario? haha, estou sentindo isso... Adorei o texto como sempre!

    ResponderExcluir
  31. oi querida,
    muito bom o texto. Por mais que se sinta pouco ou muito por um ex, ou até mesmo nada, acho que sempre se passa por esse momento :)
    boa semana
    ;*

    dudsparrow.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Muito bom colocar pra fora esses sentimentos que nos consomem e se compartilhar é melhor ainda, assim todo mundo divide contigo e fico tudo bem de novo =)
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  33. Oi! O texto ficou bem legal, e quem é que nunca sentiu uma pontinha de inveja por querer sentir o que o outro sente? Parabéns pelo ótimo texto :)

    Jéssica - Strawberry de livros e filmes

    ResponderExcluir
  34. Nossa, que tocante isso. Nem sei como é se sentir assim, mas tive amigas que passam/passaram por essas coisas. Ás vezes o amor dói né? E suas marcas são indeléveis. Pessoas deveriam aprender a parar de brincar com os outros, mas é inevitável não sofrer por um amor não correspondido, mesmo que seja sem querer. Lindas palavras, desculpe a ausência,>> ENEM<<< - você sabe como é rs

    Beijão, Sabrina. (www.spiderwebs.com.br) ♥

    ResponderExcluir
  35. Não sei se acho bonito ou triste, mas foi honesto e verdadeiro.

    Parabéns pelo texto acho que todos já passamos por isso pelo menos uma vez na vida.

    ResponderExcluir
  36. Gostei tanto desse texto que já saí divulgando, viu?

    Boa semana
    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  37. Menina ,estou apaixonada por seu texto, mais uma vez!
    Cheiros,toques, imagens sempre nos remetem a alguém... Vou dizer ,esse seu texto me lembrou Belo Desastre e a música nova da Taylor Swift, "Come Back...Be Here" e não me pergunte porquê rsrs
    amei!
    opaaa,vai sim *-*
    um beeeijo, fofa
    Pâm
    interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Nossa, foi bem fundo... me lembrei de pelo menos dois ex meus com esse texto. E olha...li ouvindo a música que costumava ser trilha sonora com o último deles. Mas assim, não era mesmo amor. Como você mesma disse: "Não, você não foi meu grande amor, não foi o cara que deixava as borboletas no meu estômago agitadas; você só foi legal e efêmero."
    Texto muito bom. :)

    ResponderExcluir
  39. Guria você me fez chorar agora, sabe porque?
    Esse texto me fez lembrar em partes do meu último namoro/relacionamento. Principalmente isso: "É, eu pensei estar magoada, e estava, de verdade. Eu apostei minhas fichas em você, não em nós, mas em você e perdi."
    E ao ler voltou tudo, lembranças, talvez algum sentimento.
    É péssimo quando a gente aposta todas as fichas em alguém e a pessoa vai lá e nos decepciona que foi o meu caso.
    Texto super bem escrito, parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Oie Jeniffer =D

    Lindo esse post!
    Acho que o fim de qualquer relacionamento é doloroso e deixa marcar e lembranças que por mais que vc queria não consegue apagar ...

    bjus;***

    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  41. Uau! Você escreve muito bem! Gostei da parte: "É, hoje eu sei que eu não te queria, mas queria o sentimento que você trazia consigo e que não era por mim, hoje eu tenho certeza".
    Você tem talento ;)

    Beijokas flor
    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir
  42. Sabe, posso estar errada, mas a gente nunca quer a pessoa; a gente quer o sentimento, o que ela sente. Porque pra nós, o que tem peso maior é o carinho, a preocupação, o amor, o cuidado, a proteção... Claro que a pessoa em si entra nessa história, porque ninguém é de ferro, mas acho que pra ter só um corpo presente do nosso lado, é melhor que nem haja nada... Acho que é isso; pelo menos comigo.
    Gostei do post!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  43. Ai que lindo seu texto, acho que gostei muito por ter me identificado com ele. Beijos ♥

    ResponderExcluir
  44. nossa, bem profundo ein amor! adorei! Acho que vou fazer uma também viu! Parabéns pelo blog <3 lelusantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Não conhecia seu blog e fiquei encantada logo de cara!
    Na verdade esse teu texto não caiu como uma luva e foi sim um tapa na minha cara!
    Parabéns mesmo!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  46. Oi, Jenny.

    Muito bom o seu texto, menina! Você conseguiu passar as emoções com tanta verossimilhança... Parabéns! =)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  47. Hey Jen
    Adoreii o texto
    Meio triste e alegre ao mesmo tempo... com um certo tom de superação.. haha
    Não sei porquê mas me lembrou a música Rumor has it da Adele.!

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  48. sei como é isso, a gente fica procurando essa pessoa que ame a gente incondicionalmente e fica triste que a pessoa com a gente está não sinta esse sentimento que nós procuramos...
    bjs

    http://crazyggirls.tk

    ResponderExcluir
  49. Esse texto me parece muito sincero e reflete o sentimento de milhares de garotas ao redor do mundo. É triste, mas é o que acontece. Você sabe que adoro quando você escreve um texto né? Mesmo estando em hiatus, eu sempre passava por aqui.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  50. Eu já comentei? Pois lembro de já ter lido esse texto, anyway, vou comentar de novo, ou vou comentar pela primeira vez nele.
    To de TPM e esse texto me pegou sensível demais, a ponto de me deixar querendo chorar até esvaziar a alma!
    Lembrei dele, e da nossa história, e do passado e agora to aqui com uma saudades que mal cabe no peito.
    Não sei se achei bonito, ou se achei triste, ou se achei os dois, mas gostei da carta.

    ResponderExcluir
  51. Nossa, muito lindo o seu texto, muito verdadeiro e honesto.

    Beijos;
    Tici- ObsessionValley

    ResponderExcluir
  52. Que lindoo!
    Parabéns, você escrevo muito.

    Mas fico feliz por ele não combinar com o momento que estou vivendo.

    Beijoos!

    ResponderExcluir
  53. É tão ruim quando isso acontece, né Jenny? Ex é uma praga nessa vida, mas consegue ficar pior quando a gente continua apaixonado por ele :/ A verdade é que eles marcam as nossas vidas, querendo ou não e que é difícil desapegar. Mas uma hora vai! hahaha

    Beijo, sua linda! Saudades!

    ResponderExcluir
  54. Seu texto é maravilhoso! Adoro o seu jeito de escrever, e esse texto meio que me fez arrepiar!

    Beijo
    www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  55. Nossa! Que texto, hein? Fez com que eu me lembrasse de um passado não muito distante. Aliás, malditas (ou benditas?) músicas, palavras, cherios, vozes, lugares, que nos faz lembrar o passado e sentir ou pensar sobre antigos sentimentos (não necessariamente bons).

    ResponderExcluir
  56. Adorei o texto, ele é muito lindo e parece ser muito sincero. Você escreve muito bem.
    Beijos.

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  57. Ei Jenn!

    Meu Deus, você escreve tão bem! Mesmo seu texto não tendo nada a ver com o que estou sentindo e vivendo agora (e espero que nunca tenha, amém rs), me deixou vidrada, e com aquela sensação de não querer que acabe nunca as palavras que eu tô lendo, sabe? Igual quando eu leio um livro muito, muito, bom, igualzinho.

    Bjoos'
    Lets

    ResponderExcluir
  58. Lindo texto. Adorei porque ele foge do normal daquele sentimento puro e tão intenso que a gente sente. Tu tratou o amor de forma diferente e isso realmente me conquistou nesse texto querida! Parabéééns...\Õ/

    Beeijos

    ResponderExcluir
  59. Gostei bastante do seu texto, você se expressa bem, haha. O que uma música não faz certo? Muitas vezes apos ou durante escutar alguma musica refleti sobre os ultimos acontecimentos e coloquei tudo no lugar.

    beijos!
    http://realidade-errada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  60. Adorei, simplesmente, adorei. Acho que todo mundo que lê esse seu texto se identifica, afinal, sempre achamos nos apaixonar por alguém, quando na verdade estamos nos apaixonando por um sentimento que essa pessoa traz. Amei o texto :)

    Beijo
    http://semquerermeintrometer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  61. Hey! Tudo bem?! Já comentei nesse post, mas... tô sentindo sua falta por aqui! Saudades de suas postagens :)
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  62. É, essa mania de querer sentir demais já me consumiu e muitas vezes também. Eu era muito imatura emocionalmente (ainda sou um pouco), e isso de querer sentir demais era uma característica forte em mim. Aos poucos estou me afastando disso, dessa necessidade de sentir algo. É péssimo isso.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  63. Ok,ok. Doeu um pouquinho. Doeu simplesmente porque eu entendi. Entendei e vi que também agi assim, algumas vezes. Querer ser o que sentimos pelo próximo não é de um todo errado, mas é masoquista, às vezes. Posso te agradecer, Jeniffer? Ok,obrigada por me fazer enxergar mesmo quando eu finjo não ver mais nada :)

    http://gabipuppe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  64. Blog novo! Vem comigo?

    http://manuellamontesanto.blogspot.com.br

    beijos

    ResponderExcluir
  65. Gostei do texto, acho que todo mundo que já namoro e termino tem "a" musica né :(
    Mas o que vale é ter superado.
    Beijos
    http://docetimidez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  66. Oi Jennifer! Nossaaaa, quanto tempo não venho aqui em?
    Sorry viu? É que ando tão sem tempo para visitar os blogs que eu gosto, e quando posto no blog só dá tempo de responder quem comenta e tals, então mais uma vez, desculpa viu?

    E quanto ao post, nem tenho que dizer. Adoro seus texto, sempre me identifico. Eu também as vezes sinto inveja de certas pessoas por elas terem quem as ame...Acho que a unica pessoa que me ama de verdade é minha mãe, e só ama por que é mãe mesmo por que se não fosse também acho que não amaria. Eu sinto inveja, mas as vezes penso que é melhor sabe? Eu tenho o dom de machucar as pessoas que realmente gostam de mim e depois me sinto mal, então prefiro ficar assim: sem amar e sem amor....

    http://rascunhosdasuuka.com

    ResponderExcluir
  67. Ai, que carta tão... ahh! Sei lá, acho que todas as meninas já sentiram exatamente o que você disse na carta! Eu pelo menos já senti isso ;)

    Beijos, Milena.
    Livros na Cabeça

    ResponderExcluir
  68. Um belo texto pra refletir u.u

    rockdeverdadeeatitude.blogspot.com/ BLOG ATUALIZADO ja'' bjs

    ResponderExcluir
  69. Que texto bonito. Superação e reconhecimento são marcas de amadurecimento. Por mais que a gente não consiga deixar tudo para trás, é bom refletir sobre o que ficou e sobre o que isso fez a nós.
    Até mais! ;*

    ResponderExcluir
  70. Que texto lindo! Eu já estava com saudades do blog e resolvi visitar aqui novamente, para ler os posts que eu perdi.
    Eu também procuro alguém possa gostar de mim desse jeito e te entendo completamente. Ás vezes não sentimos falta da pessoa e sim do modo como éramos tratados ou como queríamos que fosse. Mas hoje em dia é difícil encontrar alguém com sentimentos verdeiros.
    Beijos
    http://elasdisseram.com

    ResponderExcluir
  71. Oiee sumida, tem um meme muito especial para vc lá no blog: http://www.grobsch.com.br/?p=2732... Acho que vc vai gostarrr..

    Bjos

    ResponderExcluir
  72. Eu também sou assim, Jeni, com essa mania de querer sentir muito, de querer sentir demais, de querer sentir tudo.

    Lindo post.

    :*

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  73. É complicado. Uma canção que recorda, um cheiro que retorna. Eu sinto o mesmo algumas vezes. Há uma canção para cada paixão que tive e todas muito melancólicas, invernais, cinzentas.
    Porque talvez essa seja a cor da saudade. A saudade imperdoável. O fantasma do qual não nos livramos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  74. Como todo mundo já disse, achei seu texto super sincero. Muita gente faz issp(eu já fiz, inclusive) de não querer estar com a pessoa e sim com o sentimento que você idealiza. Não tem coisa pior do que procurar por sentimento onde não existe. Ótimo texto =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  75. Jeniffer, só não pense que esse seu desejo jamais possa ser atendido! sei que é duro se perguntar "pq ela tem e eu não", mesmo que não seja necessariamente o amor do rapaz, mas simplesmente o amor..
    porém, quando esse amor chegar, nem vai mais parecer que um dia você "invejou" essa situação de outra pessoa, pois o presente que te completa cura seu passado!
    e ele chegará, acredite.

    songsweetsong.blogspot.com

    ResponderExcluir
  76. Seria repetitivo dizer que amei seu texto? Que você tem um incrível talento com as palavras? Senti sinceridade em cada palavra e isso é o mais bonito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  77. OMG! Eu amei o seu texto.
    Sinceramente perfeito, e parece muito com uma situação que vive recentemente.
    Parabéns.

    Beijos,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso - @blogmarinah_g - INSTAGRAM: marinahgattuso

    ResponderExcluir
  78. Criei uma página com meus blogs preferidos no nova perspectiva e o seu está lá! <3

    ResponderExcluir
  79. Oiii,sabe .. a vida tem dessas! Fique feliz por ele, ameniza a dor.
    Te linkei no meu blog.

    Bjos

    ResponderExcluir
  80. Nossa, o texto está muito bem escrito. Muito mesmo. E não soou como um "dramalhão mexicano", por que eu odeio textos do tipo "dramalhão mexicano", e não foi o caso. Eu conheço uma garota que, mesmo que não goste do cara, quer que todo mundo goste dela. É estranho, mas existem essas coisas por aí... Mas quem sou eu pra falar de tara estranha.

    ResponderExcluir
  81. E mais uma vez a intensidade das tuas palavras me tocaram na alma. Porque sempre estamos numa situação semelhante, Jeen? rs.
    Amei.
    Beijos.
    Amanda - Doce Diário

    ResponderExcluir
  82. Oi!
    Gostei do texto. É complicado sentir falta de alguém e saber que ele ou ela não pertence mais a você.
    A vida em si é complicada.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  83. Nem tem muito a ver comigo, já que estou ótima em um relacionamento, mas até já escrevi cartas parecidas com esta, e meu bem, você escreve bem demais e quase me fez chorar! hehe
    http://shake-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  84. amei o post, sei como é desejar o sentimento. Vivi um relacionamento só pq queria que ele sentisse por mim...acho que amava a ideia do amor, de estar apaixonada. Por isso, creio q entendo como vc se sentiu, de verdade e parabéns por ter conseguido expressar isso de forma tão clara e simples: eu nunca consegui...bjos e espero que volte logo >.<

    http://pingentesdeilusao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  85. UAU! BEM LEGAL A CARTA. ^^ ADOREI LER O TEXTO E O TEU BLOG. ESTAREI SEGUINDO.
    Percepcaooculta.blogspot.com

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo