04 setembro 2012

Amor literário

Da página no facebook: Rascunhos e Borrões.

Muitas vezes me pego entre a leitura de livros e me pergunto: Por que mesmo eu leio?! 
Sério, costumo questionar quase tudo que falo, penso, o que penso em fazer e principalmente das coisas que digo que amo fazer, como ler. Por que sempre somos influenciados pelo meio em que vivemos e sim, eu tenho medo de achar que amo uma coisa e na verdade não amar, só estar sendo levada por pessoas e pelo que vejo sendo comentado/divulgado por aí. Esse ano mergulhei na leitura mais ávida de livros que não são didáticos, sim, por que antes eu lia e muito, mas eram matérias escolares. Enfim, questionando o que digo que gosto de fazer pra saber se realmente gosto daquilo, eu me vejo lembrando de livros que de uma certa forma me marcam/marcaram e que eu posso com certeza afirmar meu gosto pela leitura e Literatura em si, por isso mexer tanto comigo e realmente me fazer ir a outros mundos desconhecidos. Eu não gosto de reafirmar meus gostos, principalmente atualmente. Se você gosta de rock britânico é hipster, se já leu algum clássico super renomado por críticos literários é cult e parece que tudo é falso e forçado para expressar uma imagem cool de você mesma.
Meu amor por leitura começou no colegial quando me vi amando História e Literatura e me dando super bem em Português e Geografia, depois vieram as poesias, prosas e poemas que me vi fascinada, tentando desvendar o que aquele autor escreveu subjetivamente ali. Depois vieram os livros, primeiro os clássicos: Lucíola e Memórias Póstumas de Brás Cubas, José de Alencar e seu romance com uma prostituta que até me emocionei lendo, Machado de Assis, sua crítica à sociedade e sua ironia genial que invejei.
A saga Crepúsculo mexeu muito comigo. Sim, eu me vi fascinada por um Edward Cullen da vida, pelo vampiro misterioso, "perigoso" e irresistível, e enquanto lia Lua Nova, nos dias de chuva me imaginava em Forks, como Bella e suas introspecções (Tosco eu sei, mas e daí, eu era mais nova). Não me muito envergonho disso. Depois veio Diários do Vampiro, mais uma saga vampiresca, que via mais características humanas do que sobrenatural nela e todos os sentimentos exagerados e ao extremo nos vampiros, via em mim. Estranho, eu sei.
Alguns livros foram puro divertimento, entretenimento fácil, rápido e super leve, ótima leitura de momento. Outros mexeram comigo, me emocionaram, me deixaram com raiva ou angustiada. 
Recentemente li Pollyanna, um clássico que nunca tinha lido e que foi uma experiência linda, assim como quando li A Princesinha. Nesses dois livros existem duas meninas otimistas, inocentes, que nos ensinam através de seus atos e pensamentos que a vida pode ser mais fácil se olharmos pro lado bom, se tivermos a coragem de pensar em coisas boas e aproveitar as situações da melhor forma possível. Me emocionei com os dois livros, quis ser como Pollyanna e Sara na vida, que apesar das dificuldades são sempre otimistas, corajosas e que não pensam só em si mesmas, mas muito mais nos outros.
Sim, eu amo ler, amo me aventurar nas estórias, suspirar com os romances, me angustiar com os mistérios e suspenses e me descobrir e me identificar ali, naquelas palavras escritas por uma pessoa que nem sequer sabe/soube da minha existência mas que me entende melhor do que eu mesma, como aconteceu com Clarice Lispector e  algumas vezes com Florbela Espanca.
Não leio livros desde pequena, estou me descobrindo ainda nesse mundo literário, Romeu e Julieta e clássicos de Agatha Christie foram lidos por mim só esse ano, eu não nasci com referências literárias vindas hereditariamente da família, eu mesma fui descobrindo todo esse mundo e me aventurando e descobrindo meus gostos nele. 
Toda a subjetividade, confusão e dramaticidade em mim se transformam no prazer que tenho em ler. É definitivo: Eu realmente amo tudo isso ♥

56 comentários:

  1. Polyanna ta na minha lista... A princesinha.. Esse filme era meu consolo de criança.. Preciso ler o livro urgentemente.

    ResponderExcluir
  2. Ah que lindo Jeh! Amei demais o texto.
    Eu nunca tinha me interessado muito pelo mundo dos livros até que conheci Harry Potter por meio dos filmes e pelo meu primo que me emprestou os livros mais tarde. Demorei um ano para terminar de ler o primeiro e então quis ler o segundo e depois o terceiro e o meu amor por livros ficou cada vez maior a medida que eu avançava as páginas. Essa é a minha história, haha :)
    Beijos!
    http://thebooksthief.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi! Também morro de medo de seguir modinhas e passar a gostar delas apenas pela pressão social. Não me deixar levar e ser o que não sou. Assim como você gosto muito de História. Mas sempre gostei de ler, sempre tipo, há alguns anos...
    Amei ler Pollyanna! Gostaria muito de ser otimista como ela...
    Ainda estou quebrando os meus preconceitos em relação a leitura da literatura brasileira. Mas sempre tive curiosidade de ler Memórias Póstumas de Brás Cubas, ouvi falar muito bem desse livro. E tenho Lucíola, mas nunca li. Sempre olhei para esse livro e torci o nariz, mas você falando me deixou curiosa. Quem sabe né?! Amei o post e a mensagem da imagem no
    início.
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sempre gostei de ler, lia qualquer coisa mesmo, achava amor quando recebia meu livro de português do ano e ia logo caçando as tirinhas ou coisas do tipo. Também me vejo questionando tudo o que faço, penso, etc, até chegar a uma resposta que me venha a calhar, poucas vezes consigo, mas sempre tento fazer as coisas com imparcialidade, sabe? Isso mesmo que você falou aí, pra ver se eu gosto mesmo ou gosto porque é a coisa do momento. Da leitura eu sei que realmente gosto, que não é coisa de momento, porque realmente marca, principalmente pra mim, que sempre gostei de ouvir estórias, histórias, de inventar coisas e conhecer lugares diferentes, pessoas distintas. A Princesinha eu já li, e sei bem como é isso, da gente querendo ser como ela, ou pouquinho melhor, morro de vontade de ler Pollyanna, também falam muito bem dele, a vontade só aumenta. Também não tenho referências familiares, minha mãe vez ou outra briga comigo porque "gasto demais com livros", acredita? Também custo a acreditar nessa frase toda vez que a ouço. Também amo tudo isso e me identifiquei horrores com o post, Jenni. <3

    ResponderExcluir
  5. Aii eu tenho os 2 Pollyanna e Pollyanna moça, foi por causa desses livros que eu tenho esse nome! *----*

    Eu também amo ler, leio desde pequena. Com 9 anos eu comia livros, era a única e tinha a biblioteca sempre aberta exclusivamente para mim,
    descobria um mundo fantásticos página por página.
    Beijoos

    ʚĭɞ.:: Meu Jardim Secreto ::.ʚĭɞ

    ResponderExcluir
  6. "O universo é composto por minúsculas histórias." Esta frase é muito legal.
    Eu me questiono sempre, às vezes acho que passo muito tempo presa na minha cabeça.
    Também gostei de Twilight e não é tosco se imaginar em Forks, ou em Narnia, Hogwarts... :)
    Me identifiquei com este trecho: "Sim, eu amo ler, amo me aventurar nas estórias, suspirar com os romances, me angustiar com os mistérios e suspenses e me descobrir ".

    ResponderExcluir
  7. Nunca me dei muito bem em Português e Geografia, mas a paixão pela leitura herdei dos meus pais.
    Minha mãe e professora (aposentada) e meu pai músico, então tenho esse amor já cravado nas minhas veias.
    Amei esse post viu? Adorei!
    Preciso da sua opinião lá no blog. É muito importante.
    Passa lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. '' Não leio livros desde pequena, estou me descobrindo ainda nesse mundo literário''

    Em um sentido mais amplo, não lia ''regularmente'' . Li alguma coisa,livros típicos da infância mesmo.

    Mudando de assunto...

    Já escrevi sobre isso lá no blog uma vez, mas a leitura no meu caso é tão imperfeita como os seres humanos. Eu to amando , como você, entrar nesse novo universo da leitura. Nossa; semana passada consegui ler um livro de mais de 100 páginas em 3 dias. Isso foi uma vitória, tendo em vista que larguei muitos livros na metade, como Pollyana que você leu e citou . A falta de tempo tomou conta de mim, e nem terminei de ler o livro : tenho raiva até hoje por isso. Mas conheço é história e é uma maravilha mesmo, vou ler ele todo ainda esse ano, assim espero. EU amo autores nacionais, como Thalita Rebouças , Pedro Bandeira e Gustavo Reiz. Os internacionais ainda não são meus favoritos. Mas com o tempo, a gente descobre novos horizontes , né?! Amei a postagem, estava pensando em escrever sobre o assunto essa semana , porem estou lotada de trabalhos, mal está dando para vir nos blogs, porém mais pra frente irei relatar esse amor literário que também sinto! Arrasou!

    Beijão!
    Att, Sabrina. (www.spiderwebs.com.br) ♥

    ResponderExcluir
  9. Eu tento não impor regras para minha literatura. Esse ano, entretanto, decidi me render às novidades do meio literário e acabei gostando, apesar da lista de livros no aguardo parecer nunca diminuir. Terrível, não?
    E detesto essas rotulações. Detesto quando nos colocam em frascos e nos adornam na estante. Vamos ler/ouvir/fazer tudo que quisermos. Sejamos independentes quanto a isso. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Ler sempre foi minha paixão, das histórias de conto-de-fadas, gibis, até os livros recheados de Literatura como hoje. Mas eu nunca paro pra pensar nas coisas que me influenciam. Eu preciso buscar minha identidade, as coisas que eu gosto, independente se a moda do mundo está de acordo, ou não. Enfim, ler é bom demais e eu gosto muito dos seus textos pessoais.
    Ah, diários de vampiro *-*
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o texto! Tenho costume de ler desde pequena, com gibis, depois passei pra biblioteca da escola (que era MUITO boa). Comecei a ler algumas coisas que minha mãe gostava, e a partir daí fui moldando meu gosto pessoal. Que, por sinal, ainda muda bastante!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, Jenny, que texto sensacional! Meu amor pela leitura vem de déééécadas, desde que era pequeno, tanto que comecei a juntar as sílabas sozinho pra ver se conseguia ler sozinho as histórias de Monteiro Lobato que mamãe contava hahahaha E você faz supercerto em continuar amando muito tudo isso, porque se há um prazer maior do que o de ganhar um livro é ler esse livro! haha Queria ter mais tempo pra ler, confesso, mas eu creio que não há nada que eu goste mais de fazer do que ler. Vivo palavras, vivo livros, vivo letras, vivo literatura... Somos superparecidos, Jenny! Nos aventurarmos nas estórias é nosso hobby predileto! hahaha Anyway, não mude nunca isso! Seu amor literário só tem a crescer mais e mais e mais com o tempo <3

    Beijão!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Ler sempre é bom, é complicado até falar por que acho que desde de pequeno achava fascinante uma livro te levar para outro lugar. Te dar a impressão de uma nova história de uma nova vida. texto ótimo curto muito ler teus textos.

    ResponderExcluir
  14. Eu também não nasci com referências literárias vindas hereditariamente da família, mas não consigo me ver sem os livros agora. Parece que faz tanto tempo que eles estão na minha vida, mas faz o que, um ano e pouquinho?
    Eu li Pollyanna no início de 2012, e realmente mexeu comigo. Tento sempre lembrar dele quando eu acho que as coisas não vão bem.
    Ah, e não é tosco você se sentir assim em relação a Lua Nova. Acho que todos que se sentem sintonizados com Bella se sentem de algum modo assim.
    E eu também amo tudo isso, hahá.
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu amo ler! É muito bom e cada vez aprendemos mais com isso... http://lelusantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ler é uma coisa indescritível , são as melhores sensações que a gente pode ter, quando leio esqueço do mundo e é tão bom.

    Beijo

    www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  17. Olá Jeniffer,
    De fato o ato de questionar tudo sempre é muito bom, e rever certos valores melhor ainda, mesmo aqueles que já estão cravados em nosso ser há muito tempo. Foi bacana saber como foi a descoberta desse amor, a leitura, por você. E lendo o seu blog podemos verificar como toda essa trajetória foi e é importante.

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  18. Que texto incrível, me identifiquei em algumas partes, li alguns desses livros citados. Mas enfim, como ela meu amor pela leitura começou a pouco tempo, nunca fui motivada a ler que foi uma pena. Mas a partir do momento que conheci o mundo literário, pude ver o quão fantástico ele ler. E que o amor pelo mesmo não tem como explicar.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Adorei! Acho maravilhoso isso que cada um de nós, apesar de termos em comum gostar de livros, gosta por motivos diferentes, começou a gostar de maneiras diferentes. Gostei bastante do texto!

    ResponderExcluir
  20. Imagine só, o mundo com bilhões de pessoas e todas com sua própria história, que legal isso não?

    @littlepistols

    http://portifoliodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. oi querida,
    lindo demais este texto. E muito verdadeiro. A leitura proporciona em cada um, viagens unicas e inesquecíveis. Pollyana é bom demais, tenho até que reler.
    Já tem post lá no RB contando tudo do show do Maroon 5 :D
    boa semana
    ;*

    dudsparrow.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Essa sensação de que estamos sendo "controlados" está bem presente ultimamente, né?
    Sempre gostei de ler, desde clássicos até os livros da "moda". O que importa é o prazer da leitura! :)

    Beijos,
    Gaby
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. já li alguns desses livros que você citou, mas meu amor pela leitura tá meio apagado ultimamente :/
    é uma pena pois eu adoro aquela sensação de terminar um livro em 3 dias e ainda querer mais.

    bjs
    http://quaseatoa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Ah, que lindo o que você escreveu! Eu costumava questionar sobre tudo o que eu fazia também, mas me irritava quando eu não chegava em alguma conclusão. Aí eu desisti. asuhahsau
    Então, eu também estou me descobrindo no mundo literário. Essa é uma paixão que eu só adquiri de uns 2 anos pra cá e de verdade: eu amo muito isso! Dou graças de ter encontrado isso. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  25. Amei o layout novo do blog ;)
    Deu uma cara nova e só aumentou a minha vontade de visitá-lo mais vezes.
    Bom, eu já tive minha época viciada em várias séries e não tenho vergonha de dizer... eu li todos os livros da saga Twilight e sério, me apaixonei, ri, chorei, em todos os volumes. Adorava aquela sensação da Bella não ser que nem as outras protagonistas. Ok, muitos questionam o romance dela com o do Edward, mas é algo meio fora do comum mesmo, do tipo "não posso viver sem você." E que deixem, né? Afinal, no mundo literário, a imaginação pode sair do lugar comum.

    ResponderExcluir
  26. Meu blog: http://elasdisseram.com!

    ResponderExcluir
  27. que lindo Jenni *-* penso assim como você, cada dia aprendo mais e me descubro a cada leitura :)

    beijos,
    Letícia - http://umceudeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Nossa, que post profundo! Acho que tudo isso também acontece comigo, mas posso, com certeza, dizer uma coisa: li desde pequena, e isso não muda o fato de que continuo me descobrindo a cada página e a cada livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Às vezes me pego pensando nisso, mas cheguei à conclusão que todos temos uma paixão, a nossa, felizmente, são os livros. Além de nos fazer viajar, nos traz uma caminhão-pipa de conhecimento.

    Amo amar os livros! Redundante, mas verdadeiro.

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  30. Oie Jeniffer =D

    No meu caso a literatura entrou muito cedo em casa. Meu pai era vendedor de livros então eu aprendi a ler muito cedo.

    Não consigo expressar o meu amor pela leitura em palavras rs... é grande d+

    Lindo post!

    bjus;***

    anereis
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  31. Achei magnífico o pequeno texto que você postou junto a foto lá em cima.
    Adorei mesmo!

    ResponderExcluir
  32. Eu também não tive essa coisa da família, quer dizer, minha família me instigou a ler, mas não foi porque eu via meu pai ou minha mãe lendo, isso era raro. Mas ainda assim, peguei gosto por esse mundo.
    Me encantei mais ainda quando comecei a ter aulas com uma certa professora de literatura, cuja sua paixão pelo que fazia era tão grande que me deixou ainda mais apaixonada por esse mundo dos livros.
    Com essa coisa de faculdade, confesso que a muito não lia um livro por diversão, se resignava a ler os livros que tinha quem ler por obrigação. Mas há pouco, voltei a ler os livros que tenho vontade, de fato e vi o quanto isso me faz bem e me relaxa. É algo que realmente amo fazer.
    As pessoas deveriam experimentar um pouco dessa nossa fascinação. Elas não imaginam o quanto estão perdendo, né?
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  33. Ah, eu estava lendo bem empolgada o post até que você citou Crepúsculo...Haha, brincadeira XD Eu sempre gostei muito de ler e achei interessante o que você falou sobre "se você lê um livro clássico é cult", enfim, sobre os esteriótipos. Para mim, não importa se o livro é clásico ou é modinha, importa se ele é bom ou ruim. Crepúsculo por exemplo, eu falo mal e até brinquei com isso no comentário, mas tenho os quatro livros da saga na minha estante XD Bem, incentivo a continuar lendo e buscando mais leituras, porque é essa que nos faz conhecer outros mundos.

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  34. Nossa acho que te entendo Jeniffer nessas questões, também tenho isso e penso muito sobre tudo e quando vou ler ou comprar um livro novo, me pergunto se não é por influencia e depois vejo que se é por ter visto tal pessoa comentando não foram horas perdidas e sim, muito prazerosas.

    Ler para mim é uma viagem para um lugar desconhecido ou aquele que você ter vontade de conhecer um dia, também, é ser personagens bem diferentes de você.

    Nossa, acho que me empolguei demais nesse comentário. Beijos Jeniffer

    ResponderExcluir
  35. eu amo ler, é cada emoção, cada mundo diferente. É simplesmente muito bom

    Parabéns pelo blog, ele é muito lindo, bem a cara de cada blogueiro, e parabéns também não apenas pelo blog, mas pela sua criatividade por que faz tudo isso aqui ser demais . Eu adorei e irei voltar todos os dias hahaa

    Obs : já está salvo nos meu favoritos uashuas

    http://dearkings-and-queens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Hey
    Aii que texto mais fofo!
    Te confesso que as leituras da época de escola não me atraiam muito...
    Dificilmente eu lia algum livro dos que indicavam... alguns eu lia.. outros olhava resumo por aí HAHA e me dava mal nas provas.. óbvio.

    O primeiro livro que li se chamava O coelhinho que não era de Páscoa HAHA muito fofo

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  37. Acho que te entendo bastante, linda! Já me questionei uma vez, e sempre respondo para mim mesma: "Porque não há nada melhor do que ser de um mundo diferente todos os dias." (:

    http://shake-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Gosto muito da página e curto...sempre compartilho as imagens deles...muito fofas!^^
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  39. desde pequena sempre gostei de ler. sempre teve muitos livros aqui em casa e eu passava tardes lendo, nem via as horas passando. cresci e esse amor pela leitura só aumentou.
    bjs

    ResponderExcluir
  40. Costumo me questionar sobre essas coisas, assim como você.
    Sempre amei escrever, mas não conseguia, ou melhor, achava que não conseguia ler algo que os outros escrevessem. Só que resolvi tentar, e aí me apaixonei, de verdade, por livros e pela leitura.
    Acho que eles são a melhor rota de fuga que já criaram! Esqueço totalmente a vida toda ao meu redor quando começo a ler, e isso me faz bem.

    Beijo
    Mariana | Sem querer me intrometer

    ResponderExcluir
  41. Que isso nao é tosco nao linda
    ; D.. eu sonhava em ser a pitty, hehe.. Bom enfim eu tbm amoo diarios de um vampiro, por causa do damon sim , ai ele é tao lindooo, aiai..rsrs.. Enfim amei o post, e realmente dá pra percebr seu grande amor pela leitura!
    rockdeverdadeeatitude.blogspot.com/ bjs

    ResponderExcluir
  42. Me identifiquei DEMAIS com esse texto, eu mesma já parei milhares de vezes pra me perguntar se eu não dizia que gostava de uma coisa apenas para parecer legal, teve uma época da minha vida que eu parei e me politizei dizendo a mim mesma que mesmo que eu gostasse de alguma coisa muito criticada por todo mundo, eu assumiria, ainda não gostei de nada que seja como Restart ou Rebeldes, mas se eu gostasse eu diria sem vergonha alguma. A literatura me pegou na época de Harry Potter e lendo esse texto eu senti vontade de reler a saga Crepúsculo, porque assim como você eu adorava ler nos dias chuvosos e me imaginar em Forks e quando eu ia pra escola e estava chovendo, eu adorava, porque a minha escola tinha um ar meio Vampiresco nesses dias. Adorável. Estou fascinada e concordo realmente com tudo, meu gosto pra leitura está cada vez melhor, mas só começo a me interessar por clássicos agora, pois antes eu lia pela obrigação do vestibular e não é a mesma coisa. Quero ler livros que me façam ter prazer em ler não para parecer bem na frente dos outros.

    Falei de monte né? ;x Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  43. Eu não sabia disso. Mas,acho que quase todos os novos leitores (como eu) começaram a amar livros na adolescência. Deve ser algo natural. Talvez,seja a nossa vontade de descobrir as coisas. Depois os livro didáticos que só nos mostram fragmentos. Não sei explicar ao certo.

    ResponderExcluir
  44. Adoro me perguntar sobre essas coisas também,também não fui daqueles que lia desde criança,para falar a verdade isso tudo é muito recente para mim,e me descobri de repente como uma grande leitora agora *-* e realmente estou amando tudo isso! Belo texto,parabéns.

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  45. Posso dizer que identifiquei com cad caractere do seu texto?
    Eu sempre me pergunto porque eu gosto de tudo,sério! Geralmente eu não consigo odiar um livro, mesmo os que menos gosto, eu não me arrependo de ter lido, porque cada livro me faz crescer: vocabulário, visão de mundo... Não sei! É uma coisa tão mágica que nem sei se dá pra explicar, né?
    Só sei que eu, você e todas bookaholics amamos ler e começamos por alguém - alguns da minha família lêem mas não tanto quanto eu, posso afirmar, rsrs -,por alguma história, por algum autor (comigo, o "preciso do próximo livro" foi com a J.K. Rowling ♥) mas enfim rsrs

    Como assim, digo eu! rsrs Brinks! O pior é que eu comprei uns livros início de série, assim não dá ná? KKK

    Enfim!
    Um beeijo, fofa
    interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  46. Desde que eu aprendi a ler eu leio, bem eu gostava de pensar assim. Eu entrei no ensino fundamental e parece que eu esqueci esse amor que eu sentia pelos livros! Sei lá, comecei a achar que era careta (ou, verdade verdadeira, estava sendo influenciada a NÃO ler). Voltei a ler só depois que li Pollyana, serio! Eu me encantei por ela! E a minha mãe tem o Pollyana moça aqui, então eu enlouqueci! E desde então comecei a me questionar sobre minhas atitudes e pensamentos... Acho que o erro das pessoas é gostar ou não gostar, fazer ou não fazer sem ter o por que, ou sem saber o porque né? TRISTE ISSO u_u

    Enfim, eu super me identifiquei com seu post, amei mesmo!!

    rascunhosdasuuka.com/

    ResponderExcluir
  47. Ei Jenn!

    Que texto lindo! Eu leio desde que aprendi a juntar as sílabas. Minha mãe me levava à livraria do shopping todo final de semana (eu sempre fui meio viciada em shopping hahaah) e eu passava horas lá virando as páginas dos livros, me deliciando com aquele cheirinho de livros, que eu amo até hoje; minha madrinha me presenteava com aqueles livros de contos de fadas, que eu insistia em ler toda noite para meus pais (coitados! hahaha). E depois eu fui descobrindo os livros da Aghata na biblioteca municipal e os lia com gosto. Então desde sempre eu gosto de ler, e quando Crepúsculo foi lançado, eu também me perdi em Forks - ok, dá um pouco de vergonha sim UHSUAHSHUA.
    Hoje em dia eu curto clássicos, e leio com prazer, mas antes eu os odiava por algum motivo que eu ainda não identifiquei hahaha Acho que eu preciso ler mais livros didáticos e tudo o mais, mas ainda não sinto gosto por isso :/
    Adorei o post, sério mesmo!

    Bjoos'
    Lets

    ResponderExcluir
  48. Comecei a me interessar pela leitura aos 09 anos, queria começar com um livro de 600 páginas, daí não dava, né...
    Me identifiquei muito com o texto, lindo!

    Beijos
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  49. Jeniffer lindo seu post, adorei, quando falou de Polyanna, li esse livro na 6a série do colégio e no momento nem me interessei tanto, depois de um tempo li de novo e adorei esse livro, por muito tempo era meu preferido, a leitura fascina muito e gosto de sempre ter um bom livro do lado :* beijos

    ResponderExcluir
  50. Oi!
    Nossa, adorei o texto! Entendi cada palavra sua. Há pessoas que de fato, pensam que gostam de ler, mas na verdade, não é bem isso. Eu, particularmente, adoro isso e desde pequeno, sempre buscava ler alguns livros.
    Enfim, gostei mesmo. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  51. Lindo texto sem mais <3
    Não li clássicos, mas pretendo.
    Nunca gostei de literatura por ter professores ruins e gramatica menos ainda, mas historia no ensino médio amava.
    Eu odiava ler e sempre achei besteira oh quanta coisa eu aprendi lendo e quanto tempo eu desperdicei achando que era besteira, comecei lendo algo "bobo", crepúsculo em 2009 com 14 aninhos, era apaixonada pelo Edward, depois veio House Of Night, Harry Potter e parei de ler, acredita? Minha mãe tinha medo de comprar livro e eu não ler. Até o começo de 2012 eu não tinha lido quase nada - só os que ganhava no natal e aniversario - mas esse ano comprei vários e estou amando me aventurar em diversas historias diferentes e ainda me pergunto o que eu fazia antes de começar a ler, não me vejo mais sem livros.

    Beijos Bruna.
    Sweet Shyness

    ResponderExcluir
  52. Não sei exatamente porque gostava de ler. Começou por influência de meus pais: ganhava um livro em todas as datas comemorativas (aniversário, dia das crianças e natal). Hoje em dia é por mim mesmo... Me causa um prazer inexplicável, sabe? Me aventurar pela vida alheia sem sair da minha casa...

    ResponderExcluir
  53. Me identifiquei muito com o texto, sério. Já lia Harry Potter, mas a minha paixão pela leitura realmente começou com a saga Crepúsculo - e acho que a de muitas garotas também. E, mesmo sem me interessar muito por História e Geografia, confesso que essa paixão me ajudou - e muito - nessas matérias durante o colégio.
    E é engraçado como a gente começa a "refinar" o nosso gosto literário, né? Hoje, leio muitos livros que eu dizia amar mas que agora não me prendem mais.

    Beijos, Carol
    Thousand Worlds

    ResponderExcluir
  54. Adorei demais e me identifiquei eu não sou muito de le livros não, mas já não consigo viver sem le nada sabe, já faz parte de minha vida, e isso é uma coisa que depois não consegue largar ne, é viciante mas adoro ♥
    bjinhos
    conversando-com-a-lua. blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  55. Amei *-* Primeiro a imagem que é ótima, e combinou perfeitamente com o texto.
    Eu sempre paro para pensar isso, se realmente gosto da coisa, ou não, as vezes é tão confuso saber se realmente amamos algo, com a leitura eu não tive esse problema, desde pequena sou apaixonada por livros, acho que minha infância eu passa mais tempo lendo, culpa do meu pai.
    Bom espero que cada vez mais você mergulhe no mundo dos livros *-* No mundo onde tudo que você imagina pode ser real.

    Beijos,
    pepperlipstick.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  56. Que texto inspirador, e cativante. Entendo você, seus pontos de vista, e comentários. Me identifico inteiramente, eu achava que era doida por ficar me imaginando ao lado dos personagens ou até vivendo as historias que lia, imaginando as terras de As Crônicas Nárnia, ou as cidade Nova Iorque por onde as garotas de Gossip Girl faziam compras. Mesmo agora já adolescente, as vezes me pego fazendo isso (e rio de mim mesma também, :P).
    Também me emocione com a história de Pollyanna, e queria ser positiva com ela! Eu até hoje não entendo com me apaixonei pelos livros, no momento estava lendo Pequeno Príncipe obrigada para a escola e no outro estava lendo A saga crepuscúlo,seguido da serie O Imortais por puro prazer! E, não sei como, descobri lendo que eu desenhava rostos muito bem (estava lendo A Hospedeira, completamente apaixonada por Ian, tentei desenhar o seu rosto e modéstia a parte, saiu perfeito, tenho o desenho até hoje. Minha mae não acredito que foi mesmo eu).
    Este blog e um máximo, eu descobri ele ontem e amei! Seus comentários sobre os filmes são ótimos, e as resenhas então, são fantásticas! Continue assim!

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo