17 junho 2012

Resenha - A filha da minha mãe e eu


Nome: A filha da minha mãe e eu
Autor(a): Maria Fernanda Guerreiro
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Submarino - Saraiva - Lojas Americanas 
Sinopse: Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.

Depois de duas leituras (Viva para contar e Private) meio tensas e de um gênero que não é o meu preferido, estava em busca de um livro, digamos, mais leve e que fluísse bem a leitura, mas de um modo simples e não perturbador, como foi em Viva para contar, então decidi pegar A filha da minha mãe e eu para ler, um livro que realmente me fez refletir como filha, pensar como a vida de uma mãe deve ser, enfim.

A filha da minha mãe e eu, basicamente conta a estória de Mariana e sua família, mais especificamente com sua mãe. Depois de saber que está grávida, vemos Mariana relembrar de toda sua vida familiar, do seu relacionamento 'conturbado' com sua mãe, de tudo que passou junto á ela. E nessa leitura, fazemos parte da família de Mariana, conhecemos os conflitos que ela tinha em relação a ela e sua mãe, os conflitos que tiveram em relação ao seu irmão da mesma idade e o relacionamento íntimo com seu pai.

A narrativa é em primeira pessoa, então a leitura foi como ler um diário de Mariana, ela relembra de vários fatos ao longo da sua vida que tinham a ver com ela e sua mãe, um relacionamento conturbado por elas nunca se darem bem, por Mariana sempre achar sua mãe rígida e distante demais, mas ao longo dos anos e dos momentos vividos junto a sua família, ela vê que não se trata só de sua mãe, mas de como ela age como filha também, ou seja, são duas partes errantes da estória.

Sem dúvida é uma estória bem íntima, mesmo não sendo real, não tem nada extraordinário na narrativa que não nos faça identificar com alguma coisa ali, eu me identifiquei várias vezes com alguns pensamentos de Mariana em relação a sua mãe. É um livro que como já disse no começo, me fez refletir como ajo como filha, será que minha mãe é que está errada mesmo quando faz certa coisa que não me agrada? Ou ela só está sendo mãe do jeito que aprendeu a ser?! 

Mariana me irritou algumas vezes e o irmão dela, Gustavo, também, parece que ele não cresce nunca; mas isso não fez da leitura desagradável. O selo jovem da Novo Conceito está super adequado, acredito que existem muitos jovens por aí agindo erradamente com seus pais, ou com sua mãe, e que lendo esse livro, poderia repensar nas suas atitudes.

A capa é simplesmente linda, não encontrei erros de diagramação e a autora sendo brasileira só me faz querer prestigiar mais ainda a literatura nacional, por que ela fez dessa leitura que parece extremamente íntima, fluir bem e fez com que eu me identificasse em alguns pontos. Recomendo esse livro não só aos filhos e filhas mas também às mães, é um ótimo livro para compreender melhor um ao outro.

Hey, espero que tenham gostado da resenha e queria avisar que talvez eu demore a responder comentários por um probleminha com o tempo que passo em frente ao computador, mas não é certo, só queria avisar logo caso isso realmente aconteça. Obrigada aos memes e selos indicados e aos novos seguidores que aparecem a cada dia, não gosto de agradecer sempre isso por que acho repetitivo, mas enfim, obrigada ><

40 comentários:

  1. AAhh, só pelo título eu já percebi que a história do livro era bem emocionante..e adoreei a narrativa ser em primeira pessoa! Adoro livros que parecem um diário...

    Beeijo
    www.blogmymemories.com

    ResponderExcluir
  2. Eu estou tão ansiosa por este livro, e agora depois da sua resenha só conclui que ele realmente está dentro daquilo que eu estou esperando.
    Ganhei um exemplar no sorteio do dia das mães da Novo Conceito, mas quando chegou o pacote vi que mandaram o livro errado!! Até entrei em contato por e-mail mas não sei se eles vão querer trocar! Adorei sua resenha ;)

    Xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Jennifer!

    Tenho certo interesse nesse livro, é provável que eu goste! Acho que irá me tirar várias reflexões, não faz muito meu gênero literário, mas daria uma chance, com certeza!

    Ótima resenha!

    Beijos
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  4. Oie =D

    Desde o lançamento deste livro eu fico adiando a leitura dele. Sou extremamente apagada em minha mãe e desde que meu pai faleceu nos tornamos mais companheiras ainda, então seu que com certeza por mais "tensa" que seja a relação de Mariana com a mãe este é o tipo de livros que vai me levar as lágrimas no final.

    Acredito que assim com a Mariana nós só vamos entender melhor nossas mães no dia que estivermos no lugar delas rs...

    Ótima resenha!

    bjs

    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  5. A história parece legal. Não mantenho um bom relacionamento com minha mãe e parte disso é culpa de pensar somente no meu lado. Acho que vou gostar, principalmente por ser de uma autora nacional...

    http://blog-vidademenina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse foi um livro que também li e gostei demais! Mari e o guga ás vezes me irritavam tbm!kkkkkkk
    Beijocas!
    http://palomaviricio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Me identifiquei com o livro, nessa questão de relação mãe e filha, tenho uma relação um pouquinho complicada com a minha mãe, apesar de que já melhoramos bastante.
    Estou interessada em ler.
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. oi querida,
    adorei a resenha! Fiquei com vontade de ler por ser um livro sobre família e conflitos super reais e possiveis.
    boa semana :D
    ;*

    dudsparrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Este livro está na minha lista de leitura futura, eu quero ler muito ele por falar justamente de relação familiar. Gostei da resenha e como sempre me despertou mais vontade de ler.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O livro parece ser bem interessante, realmente, como diz a música de Legião Urbana, "Você diz que seus não lhe entendem, mas você não entende seus pais [...]", esse livro serviria para muitos adolescentes que estão nessa fase de ódio contra os pais (nesse caso, a mãe), por mais que eu ache que a minha mãe exagera nos cuidados, sei que as intenções dela são as melhores.

    Beijos, Garota de All Star

    ResponderExcluir
  11. Eu me interessei pelo conteudo, eu e minha mae falamos muito, mas não como amigas, de contar as coisas e tal.

    ResponderExcluir
  12. esse livro parece ser muito tocante e envolvente, com certeza comprarei

    http://himi-tsu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Tô louco pra ler esse livro. Parece ser ótimo. Estou com ele aqui, só não sei quando o lerei.
    Amei a resenha. >.<
    Abraço! :)
    E uma ótima semana pra você!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  14. Minha relação mãe e filha nunca foi das melhores por mais que eu tente sempre fazer tudo por ela, queria ler , parece legal.

    http://fashiondreamsblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito da sua resenha, Jeniffer! Tenho um relacionamento mais que íntimo com minha mãe; não somos distantes. Sei lá, estou acostumada assim e então pra mim, parece meio estranho uma mãe não ter um relacionamento assim com a filha. Mas o livro me interessou bastante. Beijos <3

    ResponderExcluir
  16. Eu quero muito ler esse livro, e já faz um tempinho sabe, só que estou sem tempo! Deve ser super legal esse livro, por tratar da relação mãe e filha e tal...
    Beijinhos ;*
    P.S.: Você é uma fofa, adoro você e o seu blog. ^^
    http://pensamentosda-aline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Parece ser um livro bem reflexivo, interessante também, também achei a capa bem bonita, enfim deve ser uma leitura reveladora em alguns pontos.

    Obrigada pelo comentário deixado no meu blog.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Esse livro é lindo
    Me emocionei bastante e notei que muitas pessoas como eu se identificaram

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu tenho até medo de ler esse livro, porque sei que vou ficar pensativa sobre minha posição como filha, assim como você ficou. Acho super legal que seja um livro bom e de autora nacional. A Novo Conceito investe em autores internacionais e nacionais e isso é ótimo.

    Quando comprar esse livro, vou dar para minha mãe ler também. Acho que isso pode ser super legal.

    Beijinhos <3 Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  20. Eu sou que nem a Ágata: estou com medo de ler esse livro. Eu sempre lembro dos livros que leio, ou levo a lição deles, e fico imaginando como será que ficarei depois de ler esse livro - principalmente eu, que não tenho a melhor relação do mundo com a minha mãe, ou meu pai, ou minha madrasta... e enfim, não importa.
    Gostei da resenha, como sempre. Acho que depois dela até perdi um pouco desse medo, k.
    beijo.
    Amanda - Doce Diário

    ResponderExcluir
  21. Eu adorei a sinopse desse livro desde a primeira vez que eu a li. Ta na minha lista de desejados do skoob a um tempão, estou torcendo pra que me deem um no meu aniversário (tá bem pertinho uhuuul).
    Achei o máximo a protagonista ter o mesmo nome que eu kkkkk sou bem bobinha com essas coisas e sempre fico meio encantadinha quando assisto um filme ou leio um livro que tem um personagem com o meu nome KKKK

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi Jeni, relação familiar é um ótimo tema para um livro, e relação pais e filhos é sempre delicado, cada um pensa de um jeito.
    Eu tenho uma relação muito próxima a minha mãe, nós somos amigas mesmo, as vezes percebo que tem coisas que ela não me conta para não me deixar preocupada, o que é engraçado por que é geralmente o contrário.
    Apesar de estar bem longe da condição de mãe, eu meio que cuido da minha irmã assim, já que moro com ela e meu pai, e ajo com ela de várias formas que eu sempre contestei meus pais quando mais nova, muito irônico.
    Linda sua resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. É, eu gostei da resenha...
    Apesar de não ser o livro que eu leria...
    Mais entendo a importância e a ligação das mães na vida de todos, e como este livro deve explicar esta ligação...
    Gostei! :DD

    Jader Monteiro
    http://cinco-datarde.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Gostei muito de saber que você fez resenha dele, por que eu quero muito ler esse livro. A sinopse me chamou a atenção e a história também fala de um tema que eu pelo menos nunca vi em livros juvenis, não de modo tão aberto, e sem cair no clichê de "adolescente grávida." Interessante ver mais sobre a relação de mãe e filha.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  25. Sendo um livro brasileiro, sua resenha tá show de bola, adorei mesmo. De vez em quando é bom a gente se identificar com coisas simples e tirar da cabeça muito conto de fada que a gente vê por aí. a realidade é sempre bem vinda.

    www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  26. Ah, eu li uma resenha desse livro em outro blog, do qual não me recordo. Admito que não me deixou com tanta vontade de ler assim, apesar de não parecer um livro chato. Apenas não me atraiu =/
    Beijo.

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Fiquei muito interessada. Gosto de livros tocantes assim, que nos fazem refletir sobre quem somos, o que estamos fazendo, como estamos nos relacionando com as pessoas. Espero ter a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  28. Oi Jenny
    eu comecei a ler esse livro ontem e estou gostando. Me identificando um pouco com a Nana, pois sempre senti que minhas irmãs eram as preferidas hsauhshuahs
    Mas a mãe dela é muito ciumenta, e algumas atitudes me irritaram bastante, deu vontade de matar a muié, e isso é porque tô no início ainda rs
    adorei a resenha
    bjos

    ResponderExcluir
  29. Gostei da resenha, é ideal compreender as relações afetuosas quando se diz respeito à família, e que bom que a escrita nacional está cada vez maior. Linda capa, me lembrou a capa de 'a walk to remember' (:
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Olá Jeniffer! Já conhecia o livro, mas não sei se leria. Ultimamente ando lendo muito chick-lit, e livro como este - A Filha da Minha Mãe e Eu - sempre trazem alguma mensagem, bem reflexiva. Ando evitando esse tipo de livro, eles sempre me deixam pra baixo e me fazem perder o sono, rs. Mas a história parece bem interessante. E é legal perceber que autores brasileiros estão mais espaço!

    Beijos, Ma Petit (:

    ResponderExcluir
  31. Adorei a resenha Jeniffer, parece um ótimo livro, a capa já é encantadora e já dá vontade de ler :* beijinhos amiga

    ResponderExcluir
  32. Olá Jeniffer,

    Bem, a resenha está ótima, mas não é o meu gênero preferido de literatura. Apesar que o livro aborda a ideia de rever conceitos, como Mariana em relação a sua mãe Helena por conta da gravidez, e isso acho muito interessante sempre. Acredito que devemos sempre buscar a reflexão dos nossos atos.


    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  33. a sinopse e a sua resenha me chamaram bastante a atenção, parece ser um livro daqueles que te ensinavam e te fazem refletir varias coisas né? ainda mais esse tema que todo mundo vive ou ja viveu que é o relacionamento entre vc e seus pais, com certeza vou ler esse livro, pena que to com QUATRO livros pra ler aqui, e eu espero ler tudo ate o final do ano viu e.e mais KD O TEMPO? HAHA

    enfim, vim aqui pra te convidar a participar de uma tag que fui convidada tbm, espero que participe mas e não der ou não quiser tudo bem tbm viu? hihi
    http://rascunhosdasuuka.com/tag-onze-coisas-sobre-mim-post-parte1/

    bjbj

    ResponderExcluir
  34. Aiii, quero muito esse livro. Adoro livros que, mesmo sendo simples, fogem do tradicional mocinho + mocinha, e esse está bem longe de ser isso.
    Espero poder ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Acho que o mais interessante desses livros, são isso que se colocar no lugar de uma outra pessoa e ver o lado dela, como ela pensa, essas coisas. E refletir não só no livro, mas na vida que a gente leva. ^^

    Boa semana, Jeniffer

    ResponderExcluir
  36. Não li esse livro antes porque estava mega sensível e imaginei que choraria horrores, não estava afim de chorar :).
    A história parece ser linda e muito emocionante e apesar de sempre tentar ser a melhor filha possível, sei que ainda preciso mudar e melhorar muito, minha mãe merece.
    Vou ler esse livro com o coração aberto para aprender o que de bom ele tem a me ensinar.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  37. A capa é bonita mesmo, Jeni, mas não sei se me interessei muito pela estória.
    Pode até ser um livro bom, mas desconfio que não seja uma estória que arrebate profundamente, que nos marque de uma maneira ímpar.
    Digo isso baseada nas resenhas que li. É um livro que nos faz refletir sobre certas coisas e repensar outras, mas parece que fica só nisso. Não sei... acho que não gostei do livro.
    Mas gostei da sua resenha, porque está bem escrita.

    Beijo, querida!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  38. Ola
    Esse livro é lindo a começar pela capa.
    Simples, porém encatadora.
    Eu ainda quero ler esse livro.
    Não tenho dúvidas que é bom!
    Parabéns pela resenha!

    Lucas / Era uma vez...
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Já ouvi muitos comentários bons sobre esse livro, e adorei o que tu escreveu. Vou tentar ler.
    Ótima dica, beiijos:)
    http://cartasp-voce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  40. Oi

    Eu ainda não li esse livro, mas já vi várias resenhas elogiando. A sinopse em si, não me chama muita atenção, mas espero que quando ler acabe me surpreendendo.

    Gabi

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo