04 abril 2012

Desabafo de uma prisioneira da vida


Tenho que avisar que vou ser sincera nesse texto, e aos que irão ler (ele todo) e comentar, espero que não se assustem e pensem que eu não tenho uma vida boa, eu tenho, só que ninguém tem uma vida totalmente boa, sempre irá haver coisas que incomodam, e eu, honrando o fato de sempre fazer drama sobre o que acontece comigo, irei dar ênfase nessas coisas.
Eu poderia escrever sobre amor e coisas bonitas, afinal, é disso que todo mundo gosta de ler, e ainda colocar uma imagem de uma série famosa pra agradar uma maioria ou uma foto de algum ursinho carinhoso pra deixar fofo, mas não. Eu não tô nem aí pro amor verdadeiro agora. Quer dizer, tô sim, mas eu já percebi que vou ter que esperar (e muito) até ele aparecer, então pra quê se importar com ele agora quando eu tenho outras mil coisas pra me importar? Vou continuar assistindo os filmes melosos e chorando no final.
E engraçado ou não, estou estudando Relações Humanas num curso, digo engraçado por que, hoje mal falo com meus amigos. Não sei, não acho que tô tendo uma vida interessante, então no meio da conversa ou no começo (depende de com quem está se falando) irão perguntar sobre o que eu tô fazendo da minha vida, e eu vou ter que dizer que não passei naquela universidade pública, que tô querendo um emprego, que vivo em casa sem fazer quase nada (Quase nada por que ainda tenho o blog, mas isso não é considerado uma coisa super importante por aí) e blá blá blá. Então prefiro ficar na minha, até por que me dá preguiça ás vezes de falar com certas pessoas, enquanto que as que eu queria mesmo falar, estão muito ocupadas com suas vidas super agitadas, cheias de novos amigos, sem tempo pra conversas bobas (comigo). Mas eu fico feliz por eles.


E falando em conversas bobas, não é um saco você ser julgada indiretamente por sua própria família? Não, sério, eu não tô paranoica, e sei quando estou sendo julgada indiretamente! As pessoas que vivem com você só esperam o pior, fazem comentários teoricamente sem propósito algum, e quando acontece alguma coisa ruim, a culpa é sempre sua, e se não te culpam, logo citam teu nome do meio da confusão. Por quê? Por que pra eles a pessoa mais provável em fazer algo errado, é você. Não, eu não sou uma pobre coitada que vive reclamando da vida e agora de sua família, mas isso é um saco. E ainda acrescente o fato de nunca entenderem meus gostos ou o que eu faço (como me dedicar a um blog, 'que nem dinheiro me dá', como disseram). 
Eu já tenho fatos suficientes para me drogar, ir a baladas e ficar com 82635433 meninos, a maioria, se tivesse vivendo tudo isso que citei aí em cima, já faria desses fatos desculpas (esfarrapadas) pra fazer coisas erradas. Mas eu não; por incrível que pareça, eu prezo pela minha vida. E muitas pessoas próximas a mim podem me achar pessimista ou muito 'pra baixo', mas ei, eu sempre tento rir no final das contas, por que,  quem não quer felicidade?
Por enquanto vou me agarrando ao que tenho. Me achariam louca se eu dissesse que me importo mais com o blog do que em visitar meus parentes (parentes distantes que eu não tenho um pingo de afinidade,fora o fato de ser família biológica)?! Não vamos ser falsos, todo mundo já teve suas fases materialistas. Infelizmente tô me achando mesquinha nesses últimos tempos, justamente por causa disso mas não se preocupem, já estou mudando essa situação (Odeio mesquinharia). 
Enfim, sou uma prisioneira da vida no final das contas, ela não me deixou ainda entrar numa universidade, eu ainda não viajei ao Rio de Janeiro e nem comprei um notebook pra mim também, sem falar do tal amor verdadeiro que não apareceu pra eu poder escrever textos lindos e cheios de sentimento; parece que tudo tem seu tempo e por isso não estou fazendo exatamente o que queria estar fazendo, então, me sinto uma prisioneira (Com uma vida boa, mas ainda sim, prisioneira).
Eu só espero me libertar logo dessas certas algemas que me prendem e me fazem insatisfeita.

Hey, por incrível que pareça estou muito bem, sério. rs' Só precisava escrever esse texto. Sabe quando te vêm uma inspiração em escrever um texto super a ver com você no meio da rua e você fica doido pra colocar em prática logo? Então, foi assim com esse texto. Espero que gostem. E não esqueçam de participar da PROMOÇÃO do blog, conto com a participação de todos o/

62 comentários:

  1. Ah eu me sinto assim muitas vezes. Às vezes você sorri para esconder sua dor no fundo. Não, não quero bancar a emo. Mas muitas vezes eu prefiro cuidar do meu blog do que sair com essas pessoas que só sabem te criticar. Você acaba se distraindo com as coisas que gosta de fazer e esquece de toda a dor :)

    Garota de All Star

    ResponderExcluir
  2. É, Jeniffer, infelizmente algumas pessoas não entendem que não é porque se tem uma vida boazinha que não se deve reclamar dela nem um pouquinho. Ser insatisfeito é normal. Se entristecer com algumas coisas que não acontecem na nossa vida é normal. Colocar esse sentimento pra fora também é super normal. Tantas vezes me senti assim, cansada e triste, mesmo tendo uma vida "boa e tranquila". É que às vezes o problema, o motivo de estarmos "pra baixo", não é externo, e sim interno, na alma. E nisso só o tempo dá jeito. Esperemos, porque logo as coisas voltam a se encaixar e você sentirá uma alegria intensa lhe tomar.

    Vou participar da promoção do seu blog! ♥

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Fala, dona Jenni.
    Sabe o que é, mulher? É que o ser humano é um eterno insatisfeito! E isso não é ruim, não. Quando a gente se acomoda, se estagna e daí pára de querer crescer, de querer mudar.
    Sendo que, do meu ponto de vista, mudar é o que dá sentido á vida.
    Então seja mesmo insatisfeita! Mas lembre que sonhar é viver com razão e ter fé de que o amanhã pertence a Deus.
    Daí fica tudo muito mais fácil!

    Um beijo e relaxa que família nunca entende, mas ainda bem. Imagina se todo mundo pensasse igual a gente, que chato seria, né? hahaha

    ResponderExcluir
  4. Eu também me sinto assim. No caso, essa foi a razão pra que eu tenha criado o blog. Eu sentia demais, então escrevia demais. Eu estava pra baixo, me sentindo limitada. Como se eu nunca fosse conseguir algo que realmente fosse valer a pena, e isso me fez perder MUITAS pessoas que eu pensava que sempre estariam comigo. Inclusive, hoje, eu e minha melhor amiga na época desenvolvemos uma antipatia que eu não sei nem quando começou, mas queria poder mudar. Não tenho um "ótimo" relacionamento com a minha família. Meus pais se separaram quando eu tinha 6 anos e desde então tem se tornado um tédio viver. Fiquei um bom tempo tentando ignorar isso, mas há uma hora que não dá mais pra esconder nem de si mesma. Gostaria de dizer alguma coisa que te ajudade e pudesse fazer uma diferença significativa, mas não consigo, porque eu também me sinto assim. O que posso desejar a você, é o que desejo a mim: que um dia a vida nos liberte, e tudo isso se torne passado.
    beijos Jeni.
    the-mandie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa, me identifiquei com a sua vida, eu tambem sou uma desocupada, que tem certeza que vai demorar pra encontrar uma amor de verdade. É tão ruim essa historia de te jugarem e colocarem a culpa de tudo em você, principalmente quando é a família que faz isso. As vezes reclamo da minha vida, não acho ela ruim, sou feliz mas as vezes eu queria que fosse diferente, não sei, também tenho algemas que me fazem insatisfeita.

    ResponderExcluir
  6. Jeniffer se você não tivesse falado que está tudo bem com você ficaria preocupada ao ler o post! Mas gostei da ênfase que deu no texto, ficou muito bom amiga, teve uma ótima inspiração :* beijinhooos Jeni

    ResponderExcluir
  7. Seu texto ficou perfeito, ah, espero que vc encontre em breve o seu amor para escrever texto mega românticos. mas que bom que vc esta bem :D

    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Flor mas que desabafo heim?
    Eu só tenho que dizer pra você calma,que tudo vai dar certo.
    Com o tempo as coisas sem encaixam. Amor verdadeiro é tao complicado né? Acho que pra todas nós. Meu sonho tambem sempre foi passar numa universidade e graças a Deus a partir de Agosto vou realizar este sonho e tenho certeza que vai dar certo pra voce tbm. E nao preciso nem falar que estou contando com um dinheiro pra comprar um note esse ano.
    Mas sei la sinto que tudo isso pode esperar,vem com o tempo.
    Deus dá tudo na hora certa.
    http://desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. sabe as vezes do ano vem essas inspirações "loucas" que nos fazem escrever neh?! as vezes isso acontece comigo mais ai eu só escrevo no diário mesmo(sim, é brega mais eu tenho um diário), vai vou voltar ao texto eu amei ele e sabe que as vezes eu também prefiro ficar em casa no blog ou sem fazer nada do que sair na rua e ter que ligar com aquelas pessoas falsas e que te julgam sem te conhecer, que estão tao preocupadas em verem os defeitos dos outros que nem ao menos sabem que são.
    beijos
    lolamantovani.tk

    ResponderExcluir
  10. Hey
    Amei a foto do post...
    Eu confesso, faço drama de muitas coisas da minha vida.. e geralmente coisas bobas, e algumas vezes sérias.
    HAHA eu falo mesmo: gente to pobre, sem emprego.. não me convidem pra sair (mas geralmente o não convidem..é porque eu não iria mesmo :x)

    Esse tipo de comentário que você citou no texto, da família.. já estou acostumada.. meu pai é assim.. finjo que nem escuto...

    HAHA adoro seus textos sempre me identifico com eles... e é bom comentar porque você não está sozinha haha

    beijos e um ótimo feriado pra você
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  11. Oi

    Todo mundo precisa de um desabafo de vez em quando não? Gostei do texto, como sempre, muito bem escrito. A vida as vezes é meio confusa... Não se entende por que certas coisas acontecem e outras não... É difícil, mas vamos em frente né?

    Também estou esperando o tal do amor verdadeiro para poder escrever textos bonitinhos... Fiquemos nessa espera que parece ser insuportavelmente longa e demorada.

    Gabi

    ResponderExcluir
  12. Ei, que coisa mais foda *-* eu me apaixonei por esse texto, e tipo, eu admiro muito isso, porque nao e qualquer um que consegue escrever uma coisa, sem estra sentindo. Mas o texto tá maravilhoso.
    segredos-deumapoeta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Como é bom desabafar né? Eu sempre faço isso nome blog, haha.

    É sim, não tem nada confirmado, mas é o que todos dizem! Eles namoravam à seis meses, foi uma pena ter acabado :(. Ah, amor vou dar uma olhadinha sim! Eu adoro promos ai se eu me enteressar eu participo! Bjs ;*

    ResponderExcluir
  14. por incrível que pareça, eu entendo perfeitamente o que você quis dizer com o texto, me identifiquei 100% nele! Nossa, fiquei sem palavras, nem preciso explicar, simplesmente entendi tudo.

    http://help-adolecentro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Me sinto assim as vezes, tô aqui mofando horrores enquanto todo mundo tem e teve oportunidade de lutar por algo. A gaiola não deixa, infelizmente.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, eu me identifiquei muito com seu texto e pode ter certeza que me sinto muitas vezes assim também.

    >> Promoção da Semana: Promoção Dupla (Blog + FB) - [http://migre.me/8q0w2] - Concurso Literário [http://migre.me/8wpyh] e Não deixe de participar dos TOP COMENTARISTAS!

    Abraços,
    Marinah Gattuso
    Contato: marinahbarcelos@hotmail.com
    Blog: marinahgattuso.blogspot.com
    Twitter: @blogmarinah_g
    Skoob: http://migre.me/8eOdZ

    ResponderExcluir
  17. Oi! Segue meu blog -NNNNNNN
    Me identifiquei com seu texto, quase que totalmente. Não estou fazendo faculdade também, mas foi por minha escolha não fazer agora. Minha família nao me pressiona por isso, mas sempre reclama de alguma coisinha, né?!
    Me sinto entediada e também entediante. Não sei muito o que pensar da vida, na verdade.

    Espero que as coisas mudem para nós :D

    Bjs!

    http://qualquerlink.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Li todo seu desabafo e às vezes (MUITAS vezes) passo pelo mesmo!
    Também me sinto um pouco mesquinha às vezes.
    Mas não se preocupe,fases ruins passam.
    bjs
    http://blogtrashrock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Putz!! Essas coisas acontecem direto comigo. Você escrevendo e parecia que era eu falando. Sabe, também estou nunca fase dessas. Eu tô nem ai tbm para amigos...até porque eu não tenho! Sei que está cheio de pessoas falsas ao meu redor, mas não ligo. Eu vou levando do jeito que posso...não me incomodo em não ter muitoss amigos! Acredito que tenho os suficientes: Meus pais e meus livros! Esses são sinceros e sei que posso confiar! E sabe, tbm escuto muitas pessoas falando: você perde tempo com blog e nem ta ganhando dinheiro. Olha, isso é péssimo....vi que muitos se incomodam com nossos blogs...isso dá odio! E dai que gostamos de blogar? Aqui é um lugar onde podemos expressar nossa opinião, conhecer pessoas bem bacanas, melhor até do que na vida presencial! As pessoas adoram julgar os outros...o negócio é sentir na pele! Sabe, blogs já curaram pessoas que eram super depressivas. Aff...eu tbm me sinto prisioneira da vida...uma escrava mesmo e sinceramente não acredito que terei uma alforria!
    Beijos!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Gostei deste post, ganhou mais uma seguidora.

    Não vejo problema algum em postar sobre o que você realmente sente. Sabe de uma coisa, é preciso coragem para ser sincera.

    E se você precisa por para fora o que te incomoda, faça, falando, escrevendo, cantando, sei lá, da maneira que você achar melhor, só não guarde isso dentro de você

    Bjos

    Cida
    www.moonlightbooks.net

    ResponderExcluir
  21. E só completando, admiro essa coragem de se expor dessa forma.

    ResponderExcluir
  22. Acho que todo mundo se sente meio assim as vezes, não dá pra tudo ser ótimo o tempo todo né?
    Mas o bom é que meus pais, principalmente minha mãe, acha super bacana eu ter um blog e me apoia muito nisso.

    ResponderExcluir
  23. Sei exatamente como é se sentir assim. Na verdade, tenho me sentindo assim nos últimos dias. Afastamento de tudo e todos. Nada é muito interessante, a não ser o blog e meus livros. É como se você visse a vida passar e não entedesse porque vive, se existe realmente algum sentindo em tudo. Mas isso passa, eu espero. Isso passa...

    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Eu estava me sentindo assim tbm!
    Mas decidi deixar os sentimentos de lado, parar de pensar no que não consegui até agora e me tirava o sono e entreguei tudo nas mãos de Deus.
    Fé é o que me move a continuar agora!
    Espero sinceramente que tudo se resolva pra vc! Bjooos

    http://amo-scarpin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Desabafar é sempre bom...
    Eu até achei seu desabafo, um pouco comportado D+, né, porque quando pensamos em algo do tipo, pelo menos na minha cabeça,vêm "PALAVRÃO ATRÁS DE PALAVRÃO"...
    Muito BOM, e "NUNCA" detenha seus desabafos, hein! U.U'
    PARABÉNS! :B

    @Jader_Monteiro
    http://cinco-datarde.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Acho que todos passam por isso um dia, alias várias vezes durante a vida. E eu não sou execeção, as pessoas com quais você conversa, parece está distante de você, que estão te ignorando e tudo isso.
    Mas acho que é momento mesmo, uma fase em que você entra de vez em quando. ahsauhauaha


    Lucas/ Era uma vez...
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Acho que todo mundo no fundo no fundo se sente assim... É como você falou: "Estou bem, mas tem haver comigo." E é exatamente assim, no íntimo sempre parece com todo mundo porque a vida de ninguém é perfeita e nem é pra ser mesmo...
    http://primeirapessoa-dosingular.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. As vezes tambem me sinto uma prisoneira da vida e por mais que tenha uma vida boa , me sinto como se afinal das contas a vida nao fosse minha.

    http://fashiondreams4ever.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Acho que todos nós já nos sentimos assim, tentando esconder a dor lá no fundo, quando isso acontece ou escrevo tudo que sinto em uma folha de papel ou escrevi no blog, mas escrevo.

    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Aos olhos de muitos quando escrevemos desabafos, parecemos revoltados, sendo que todo mundo tem motivos extremamente fortes para deixar-se libertar de sentimentos presos e nostálgicos presentes em nós. Beijo querida.

    http://sabrinanunees.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Quem não se sentiu assim uma única vez que atire a 1ª pedra... O nome disso é vida; as mudanças estão aí pra nos fazer enxergar que nem sempre tudo dará certo, que nem sempre conseguiremos tudo... Estou num momento muito proveitoso da minha vida, mas no final do ano passado me senti mais ou menos como vc Jeniffer... Bola pra frente. Pode parecer chato e clichê, mas isso vai passar :)

    http://gabipuppe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Nossa concordo de mais com você em varios pontos do texto, principalmente na parte de ser julgada indiretamente pela familia, isso ocorre comigo com uma grande frequencia, mas como já sabemos, no final tudo fica bem *-*
    Beijos, Bell.
    http://mundodegarota.com

    ResponderExcluir
  33. Tem uma tag no meu blog pra você :)

    ResponderExcluir
  34. Desabafar é sempre bom, principalmente em texto, costumo fazer isso também. De verdade, não sei bem o que dizer Jeniffer, eu torço para dar tudo certo para vc, e mesmo sabendo que esta bem, desejo que coisas boas aconteçam e que suas algemas venham a quebrar logo.

    Bjs

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  35. As vezes me sinto assim também. Sei que só tenho 11 anos, mas acho que mesmo com essa idade, eu já tive experiências que meninas de 18 nunca tiveram. Bobas, mas tive. As vezes penso que ninguém sequer liga pra mim, para meus gostos e meus sentimentos. Tente não se sentir assim, deve ser difícil, principalmente porque você é bem mais velha que eu e seus motivos são bem maiores. Te admiro por não sair aí se drogando e ficando com todo mundo que aparece, porque mesmo pelos fatos serem muito ruins, devemos sempre tentar conservar nossa vida muito bem. Parabéns pela sua força de acordo com tudo. E que bom que você está bem, espero que esteja sempre melhorando cada vez mais. Gostei do seu texto, mesmo grande, li rapidinho porque não dá vontade de parar, hahah.

    Fernanda Zucolotto ♥
    http://meianoiteequinze.tk

    ResponderExcluir
  36. Own *-* Muitas vezes me sinto assim. Beijos!

    www.thingsofadreamer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  37. Adorei seu texto e me identifiquei. Eu me sinto muitas vezes assim, não dar para ser legal o tempo todo né? Temos os nossos dias de fúria!

    Beijos <3

    http://omgitsluh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  38. Sim, eu já havia ouvido Secrets do 1R, acho linda demais essa música, é a melhor mesmo!

    Fernanda,
    http://meianoiteequinze.tk

    ResponderExcluir
  39. Bom, você sabe que eu te entendo. Também fiquei meio sem rumo a uns tempos atrás. Já menosprezaram meu blog (hoje minha mãe lê tudo que eu escrevo escondido e eu finjo que não sei, bom que dou umas indiretas haha).
    Também já fui "a culpa é sua" ou "você não é capaz". Não tive férias ano passado exatamente por causa disso, estava tão agoniada e me sentindo mal que não consegui relaxar ou qualquer outra coisa do gênero. :x
    Florzinha, isso é uma coisa que vai passando com o tempo. Daqui a pouco tu vai ver que a universidade não é nada do que você sonhou e terá que batalhar muito por ela. :x

    Beijos.

    ResponderExcluir
  40. Concordo com você em vários pontos do texto.As vezes também tenho meu dias de revolta total HAHAHA você está super certa em desabafar.

    Beijo
    http://semquerermeintrometer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Guria a gente ta falando da sua ou da minha? Hahaha porque sério, eu me vi muito aí. Eu tambem to num ócio desgraçado, querendo fazer mil coisas e podendo fazer nenhuma. E eu tambem tento enfiar na minha cabeça que tudo tem seu tempo mas olha, nunca pensei que seria tão difícil assim esperar.

    ENquanto isso a gente escreve né? POrque ficar guardando tudo isso faz mal e dá rugas -rs

    beijos!

    ResponderExcluir
  42. Li seu desabafo e me identifiquei bastante ! Acho que assim, no meu ponto de vista , eu me dedico muito ao meu blog também, meus pais ate apoiam, mas me dizem que eu tenho que passar numa universidade publica e para isso eu terei que largar de mão um pouco o blog ... Eu acho que eles tem razão. Existem coisas na vida que são prioridades, nao digo que um blog não seja uma delas, o nosso blog é como se fosse o nosso espelho, sabe? Mas agente tem que viver... a nossa propria vida. Um blog é uma doação de si . Agente se doa para o mundo, sem esperar nada de volta. Ja fui tão focada nisso, ficava 24 hrs por dia pensando no blog, ate tava largando de mão meu namorado, meus amigos , meus parentes mais próximos. Ja sofri tanta coisa por causa do meu blog tbm , como inveja, desdém, plágio... mais ele está lá, ainda, firme e forte. O que eu posso lhe dizer? Não esqueça de viver! A vida tá passando lá fora...fikdik# E por que não tentar passar para a faculdade denovo? Nunca é tarde! Nós podemos tudo! Hey , saudades de suas visitas! Beijão, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  43. Escuta isso: VOCÊ ESCREVE E SE EXPRESSA MUITO BEM! PARABENS!
    http://pinkpimenta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  44. Bem profundo e real, de tantas coisas que já vi e vivi, vc não mentiu em nada que escreveu, parabéns!!!!!
    Rafa :)
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  45. Me identifico total com o texto.
    Apesar de ser casada e totalmente independente dos meus pais, ainda sou obrigada a ouvir sermões e afins. Mas se antes de casar eu me sentia presa em ter que fazer as vontades dos meus pais, agora eu me sinto presa nas minhas próprias responsabilidades, que aos 27 anos não são poucas.
    Eu sou a pessoa mais pessimista que eu conheço, e tem horas que dá vontade de pegar um avião pro Havaí e sumir por uns tempos, só pra ver se a poeira vai baixar.

    bjos

    ResponderExcluir
  46. Concordei com seu texto inteiro, já tive muitos momentos em que eu poderia ter dado a louca e ter feito algo com que as pessoas pudessem falar: TA VENDO? SABIA QUE ELA ERA TODA ERRADA. Mas não, eu sempre fiz o que achei correto pra mim e foda-se o resto. Acho que é assim que tem que ser e acabou, quem vai pagara língua não sou eu. certo? Nem você. Toca ae õ/

    Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  47. Amoore,todo mundo se sente assim em algum momento da vida...e sobre a história de preferir o blog aos familiares,eu tbm sou obrigada a dizer que prefiro meu blog tbm! Porque tem horas em que postar no blog nos faz mais felizes do que ver gente totalmente 'desnecessária' na nossa vida!
    E lembre-se seempre: nem sempre os melhores amigos estão na família! Essa é a minha filosofia de vida...

    Boa sorte aí na faculdade amoore!
    Continue assim: tentando ao mááximo ser feliz e sorrir da vida, isso vai te fazer sentir melhor!

    Beeijos
    http://blogmymemories.tk

    ResponderExcluir
  48. Olha, Jenni, posso te chamar assim? Então, posso te dizer que sou completamente intensa e amor. Ter um coração assim não é fácil, quando me apaixono... É uma entrega sem volta e muitas vezes podemos nos machucar. Muitas vezes? Às vezes é sempre. Nós, adolescentes, ficamos frustrados por não conseguimos alcançar aquele sonho desde criança: Federal, um amor, um emprego. O que eu posso te dizer é: Não desista. Se não conseguiu hoje, não é sinal que não conseguirá amanhã. Sempre estamos num eterno aprendizado e tudo isso é a vida. Podes não conseguir um amor que a deixe nas alturas, mas podes conhecer alguém e torná-lo um amigo para sempre. A vida é muito relativa. Tem dias que nem saco eu tenho pra ela, mas estou aqui, não é? Vamos vivendo. Posso não ser sua amigona do coração ou uma conhecida para dizer: Oi, passa lá em casa. Mas posso abrir os meus braços e te convidar para um abraço apertado. Dizem que os abraços são um grande remédio. Sinta meu mais forte abraço ai em você e saiba: Tudo vai ficar bem, você almejará seus sonhos se lutar por eles.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  49. Jeniffer, vindo de uma chorona de finais de filme para outra: não achei nada assustador, pelo contrário, achei sincero e verdadeiro.
    Afinal, quem não tem dias ruins? Quem não se sente de saco cheio com o que está passando em casa? Ou de sempre ser culpada do que acontece ao redor? Às vezes, precisamos por para fora aquilo que sentimos e foi justamente o que você fez agora.
    E eu como uma otimista incorrigível tenho de dizer que há momentos para tudo, em breve você estará com o seu notebook, a sua viagem para o Rio arranjada e vivendo um amor recíproco.
    Com relação a família: quem sou eu para julgar? Logo, eu que não falo com mais da metade da minha família de sangue, pois como meu pai sempre diz: família é aquela que você escolhe e não a que te foi imposta. rsrs
    De qualquer forma, fico feliz que você esteja bem e que seja apenas uma inspiração.

    ResponderExcluir
  50. Se você ler textos meus antigos, vai ver que já passei pelo mesmo que vc está passado. Vc se sente um lixo porque não passou no vestibular, sua familia não te dá apoio e fica doida para que vc vá trabalhar, ficar em casa não te ajuda, a gente fica triste e deprimido e desanimado para tentar qualquer coisa, no mesmo tempo que estamos deseperados por qualquer coisa.

    Mewu conselho é, corra atras do que vc quer, vá estudar para o proximo vestibular, emprego não é prioridade, vc ainda pode viver com o auxilio dos seus pais, estude! Muito. Não escute nenhuma palavra negativa, nem mesmo das pessoas que te amam, elas ficam mal com a situação e acabam falando coisas que não sentem de verdade.

    Vc está certa de ão extravasar no mundo, se drograr, mas se o fizer, eles ão irão perder nada. Lembre-se disso, quem perde é voce. Se vc não se droga, beija mlhoes na balada é porque vc se ama e se respeita e deseja coisas construtivas para a sua vida. Foque-se nos seus objetivos!

    Você está na frente de muitas pessoas, é inteligente e tem conhecimento, o mundo está aberto para voc~e, mas não vai cair do céu!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  51. Sei como é isso, e me sinto assim também. Agora estou sem tempo pra pensar nisso, graças a Deus. Acho que uma boa é se ocupar com um monte de coisas e deixar a vida rolar.
    Não quero ser pessimista nem nada, mas não sei se tenho vontade de correr atrás dessas melhorias, estou tendo coisas muito boas em minha vida, mas em paralelo eu me sinto, sei la, cansada.

    ResponderExcluir
  52. AS VEZES TB ME SINTO ASSIM ....
    E ACHO QUE A AMIGA DAÍ DE CIMA DISSE TUDO!


    adorei seu blog e ja virei seguidora !

    Bjus

    Rosachoquemakeup.blogspot.com

    ResponderExcluir
  53. Parabéns pelo texto, querida! Sempre gosto de seus textos, você sabe disso. Esse está muito legal. Muitas vezes somos independentes e tal, mas continuamos a ouvir críticas ruins das pessoas pelas escolhas e coisas que fizemos... Gostei do seu desabafo... Beijos :)

    ResponderExcluir
  54. Eu me sinto muito como você. Muito mesmo. E foi tão bom ler isso e perceber que eu não sou a única que me sinto assim e que é mal interpretada por apenas querer viver sua vida da melhor forma, sabe? A vida ferra com a pessoa, às vezes. Mas eu gosto de pensar que tudo tem um propósito, algo maior, algo que fará sentido ao final das contas. Que bom que você tem seu blog e seus leitores para te ajudar, né? Não que a vida seja ruim, mas às vezes ela pode ser um saco. E isso é verdade. E é pra isso que existem os blogs: para que possamos colocar tudo isso pra fora.
    Me identifico cada vez mais com você, Jeniffer. Verdade.
    Estava com saudade daqui. Esse tempo longe dos blogs me deixou pra baixo, haha. Agora voltei pra ficar. *-*
    Bjo! (e obrigada pelo apoio lá no blog)

    http://miasodre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  55. Que bom q vc está bem! rsrs
    mas o seu texto é ótimo e super verdadeiro. Me identifiquei muito.
    Beijos, bom feriado

    *Passa lá no blog, tem sorteio
    http://dropsparadise.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  56. Oi linda!!! Adorei seu blog e já virei sua seguidora!! Também quero te convidar para conhecer o meu cantinho e participar do sorteio de um sapato no valor de R$ 142,00. Beijão ♥

    www.todacharmosa.com
    @pathyamorinha

    Se tiver um tempinho curte a fan page nova do blog: www.facebook.com/blogtodacharmosa

    ResponderExcluir
  57. Sabe aquela história de que somos seres humanos, racionais e bububu, Jenny? Então, quando chegam estes momentos em nossas vidas, simplesmente somos humanos. Somos passíveis à mágoas, sofrimentos e tudo o mais. Principalmente quando alguém leva a vida que você leva. Mas saiba que você está NO CAMINHO CERTO. E na maioria das vezes, estar no caminho certo significa enfrentar mais obstáculos do que realmente deveria existir. Portanto, tente não se abalar com o que está acontecendo, por mais tortuoso que possa parecer. Você é uma diva das grandes e você tem tudo de maravilhoso te esperando lá na frente! Pode ter certeza!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  58. Acho que todos temos essa fase. Uma ou mais vezes na vida, durante muito ou pouco tempo.
    Eu estou nessa fase...
    Beijos

    ResponderExcluir
  59. Eu sou uma pessoa excentrica, sempre fui e isso sempre me causou problemas, já tive que ouvir tanta coisa aqui na minha casa, principalmente por que estou totalmente enraizada nas ciencias humanas, e meus familiares queriam que eu fizesse engenharia de petroleo e gás, você pode imaginar que eles tiveram que engolir quando eu resolvi fazer serviço social, que nem era o que eu queria mesmo, mais era o curso menos pior que tinha aqui na minha região e o fato de ser publica ajudou bastante, eu queria fazer historia, mais infelizmente não tinha como fazer aqui no fim do mundo que eu moro, fui acusada até de só ter escolhido isso por que era mais facil, o fato de eu detestar mátematica e afins nunca foi levado em conta.
    Outro fato que me causa certo problema é o fato de que eu tenho gostos variados e como eu disse antes excentricos, então você imagina como eu sou indagada sempre por ser diferente. Antes eu ligava, mais hoje eu nem ligo mais por que eu sempre vou escolher o que me convier, mais antes eu me sentia bem mal, por que o apoio era raro.

    Beijos
    sobremimemeumundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  60. Eu sou uma pessoa excentrica, sempre fui e isso sempre me causou problemas, já tive que ouvir tanta coisa aqui na minha casa, principalmente por que estou totalmente enraizada nas ciencias humanas, e meus familiares queriam que eu fizesse engenharia de petroleo e gás, você pode imaginar que eles tiveram que engolir quando eu resolvi fazer serviço social, que nem era o que eu queria mesmo, mais era o curso menos pior que tinha aqui na minha região e o fato de ser publica ajudou bastante, eu queria fazer historia, mais infelizmente não tinha como fazer aqui no fim do mundo que eu moro, fui acusada até de só ter escolhido isso por que era mais facil, o fato de eu detestar mátematica e afins nunca foi levado em conta.
    Outro fato que me causa certo problema é o fato de que eu tenho gostos variados e como eu disse antes excentricos, então você imagina como eu sou indagada sempre por ser diferente. E isso é muito chato.

    Beijos
    sobremimemeumundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  61. Jeniffer ( sempre quero escreveu teu nome com dois "n" , rs ) , sabe, acho que todo mundo, todo mundo mesmo tem essas coisas na cabeça, pode ser menos pode ser mais. Mas, sei lá, eu me vi no teu texto, não no meu momento atual, mas há um ano, sei lá, sabe, eu me via assim. E não me importava, ou fingia não me importar, com nada. E esperava, esperava, ainda espero por algumas coisas, e sei lá. Agora eu até realizei poucas metas na minha vida, mas as indiretas, diretas ou tudo mais da parte da minha família, principalmente da minha mãe, me afetavam antes, mas hj não, porque todos repetem a mesma coisa mil vezes sabe, e eu sei do que sou capaz e do que posso fazer ( Você já leu "Eu sou o mensageiro"? é muito muito bom, e me lembrou ele aqui, enquanto tou comentando...)
    E sei lá, a gente fica bem com o tempo, amadurece, aprende, e ensina tbm.
    A vida acontece. A gente acontece ;]

    ResponderExcluir
  62. Olá Jay! (posso te chamar assim?)

    Eu acho que esse tipo de prisão que você, eu e a maioria das pessoas passam, é algo que nós mesmos criamos para nós. Acho que a própria sociedade impõe caminhos para nós seguirmos e ela fica gritando na nossa cabeça: Você tem que fazer isso, você tem que fazer aquilo!

    Estamos numa cela, mas eu gosto de acreditar que a chave da nossa libertação está nas nossas mãos. A gente que não consegue usar ela direito.

    A gente tem conciência das coisas. Temos que fazer aquilo que queremos fazer, independente se vai dar dinheiro ou não. Vou parar por aqui se não eu vou longe!

    Peace ~

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo