31 março 2012

Clipes da madrugada

Numa madrugada depois de meus afazeres e não ter ninguém interessante no msn para conversar, nem meu sono também pra atrapalhar, tirei um tempo pra ver um clipe que me foi recomendado e de um, vi vários, sempre indo na lista de relacionados, então eis que me surge a ideia de compartilhar alguns vídeos legais aqui no blog, espero que gostem ><

 Cage The Elephant - Shake Me Down

28 março 2012

Livro + Filme: Os três mosqueteiros

Faz muito tempo que não venho com um post de Livro + Filme, eu sei que tem muitos livros que viraram filmes, mas acho que a maioria é conhecida por todos, então não acho legal publicar algo que TODO MUNDO já viu ou conhece né? O primeiro post nessa tag foi do Livro/Filme Anjos e demônios aqui. Dessa vez, volto com o livro/filme de Os três mosqueteiros. Queria muito ler esse livro do Alexandre Dumas depois de ver o filme e vários outros relacionados á eles e até que num belo dia numa ida a biblioteca eis que esse livro que faz parte da coleção de adaptações da editora Larousse chega às minhas mãos.

Livro:

Editora: Larousse
Autor(a): Alexandre Dumas
Sinopse: Um por todos, todos por um... rumo à aventura! D´Artagnan é um rapaz ingênuo que chega a Paris durante o reinado de Luís XIII disposto a se tornar mosqueteiro do rei. Montado em um cavalo magro e franzino, tendo como bem mais precioso uma carta de recomendação de seu pai, ele somente está à procura de um lugar ao sol. No entanto, para testar de fato sua honra e dignidade, o jovem cadete terá que participar de uma série de acontecimentos surpreendentes ao lado de três companheiros que logo virarão seus melhores amigos: Athos, Porthos e Aramis.

Como é explicado no próprio livro, Os três moqueteiros é do gênero de folhetim, os dois temas básicos do folhetim são o amor e a justiça, o enredo é cheio de surpresas, mistérios, não muito romance, mas lições de moral e justiça. Achei o livro bem simples, já tinha lido um outro livro do Alexandre, O conde de Monte Cristo, e vi que a forma como o Alexandre escreve é simples, mas traz uma sensação prazerosa enquanto se lê o livro. Com finais felizes, lições de justiça e moral, como já dito antes.
E em Os três mosqueteiros é assim, começa com a vinda de D'Artagnan, depois de um incidente com um misterioso homem de Meung e outros incidentes com os três mosqueteiros: Athos, Porthos e Aramis, ele teoricamente irá enfrentar os três num duelo, mas na hora marcada, acabam indo os três juntos e descobrem que o gascão tinha marcado duelo com os três só que em horários diferentes. Mas uma patrulha dos guardas do cardeal impediu o duelo, fazendo os quatro duelarem contra os homens da patrulha e assim, a amizade entre os quatro começa.
Além desses personagens centrais, existe a vilã de toda a história, Milady. Ex-mulher de Athos, astuta, que trabalha para o cardeal contra a rainha Ana da Áustria e que ao longo da história Milady, cultiva também uma inimizade contra D'Artagnan. Em meio a alguns mistérios, D'Artagnan é o que mais aparece nesse livro, ao invés dos três mosqueteiros, ele que nos traz lições de moral e justiça com seus feitos, muito mais que Aramis, Porthos e Athos, que inclusive ao longo da história são ajudados pelo gascão. Outro ponto a destacar do livro é a relação com os criados, todos os quatro tem o seu criado fiél e leal, e mesmo sendo maltratados por seus 'donos', não são infiéis e fazem o que lhe mandam. É até estranho o modo como os quatro personagens agem com seus criados, mas você se acostuma depois.
No mais, o livro é bem pequeno, tem só 110 páginas (pelo menos esse que li) e as letras não são pequenas, então você acaba de ler em um dia ou dois no máximo. É um clássico folhetim, e a segunda obra que leio do Alexandre Dumas, posso dizer que gosto muito desse autor.
Quem quiser saber mais sobre o autor e suas obras, leia o especial do Alexandre Dumas no blog Algo a mais pra ti ler da Ana Seering.

25 março 2012

O conto da garota estranha


Ela sempre fora uma estranha; na escola, na rua e em sua própria casa sentia-se diferente. 
Todos, inclusive ela mesma, questionavam-se de suas diferenças e certas estranhezas que cultivava desde pequena. Nunca se sentiu completamente encaixada e fazendo parte de algum lugar. Sempre encontrava dúvidas e fatos que a incomodavam e a deixavam um pouco 'fora de contexto'.
Em sua mente sonhadora e criativa já inventou milhões de situações e pessoas para fazerem parte de sua vida real. Talvez por isso sempre se decepcionou com algumas pessoas ou algumas situações que não correspondiam ao que tinha planejado em sua mente.
Cheia de dúvidas e incertezas, a menina quase mulher ainda quer saber o que será de sua vida no futuro. Quando pequena tinha mais convicções do que dúvidas, hoje, a única convicção que tem é a de estar cheia de dúvidas.
Alguns princípios ainda estão presentes em seu caráter, mas a vida já lhe surpreendeu tanto que os outros que mantinha guardados já não existem mais, não para ela.
E suas prioridades? São outras coisas que mudaram drasticamente.
Antes, odiava ser diferente e se sentir excluída. Hoje, luta para essa diferença não desaparecer dela mesma, por mais difícil que seja não ser compreendida algumas vezes. Por que fora o medo da solidão e da falta que irá ter com a morte de pessoas amadas, ela tem um grande medo de ser normal, de não fazer a diferença e fazer parte da multidão superficial que a rodeia.
Essa menina hoje pode até se sentir solitária algumas vezes, mas alivia-se por não estar mais envolvida com pessoas que a enganaram e a traíram. Por que além de tudo, a menina é amante de alguns clichês e o 'mas antes sozinha do que mal acompanhada' lhe acompanha sempre.
Seu mundo já não é mais o mesmo, seus pensamentos continuam confusos, mas seu coração continua palpitando forte com a esperança da vinda de dias melhores, com o resquício de bondade que ficou, com as lágrimas que lhe fazem se sentir viva ás vezes e com o amor pela vida que quase nunca enfraquece em todo esse tempo.

Duas lindas notícias: Ganhei o destaque do mês no blog da Iasmin, Refúgio das Palavras. Só tenho que agradecer a todos que votaram, cada voto foi importante pra mim, obrigada! A outra notícia é uma entrevista que fiz ao blog da Amanda, Doce Diário, confiram aqui. As perguntas foram ótimas e amei ter recebido o convite dela >< E espero que gostem do 'conto', não se trata de uma história fictícia!

24 março 2012

Meme: Conheça o blogueiro

Volto aqui com mais um meme. O meme foi criado pela Bruna, que no dia do blogueiro (20 de março) o criou para conhecer mais o blogueiro, como o próprio nome do meme diz, então vamos á ele:

1. Quando surgiu a ideia de criar seu blog?
Em 2009, quando ter os blogs estavam em auge, principalmente com os famosos. Eu via matérias sobre blogs na MTV e me interessei muito em criar um, como meu diário virtual e como escrevo desde que me entendo por gente, criar um blog era perfeito pra mim.

2. Origem do nome do blog
O blog teve dois nomes já, o Simplesmente Jeniffer, que não é muito criativo né, mas como o blog era um diário virtual, eu achei o nome perfeito. Mudei ele não faz muito tempo, acho que ano passado, como tudo em mim muda constantemente, achei o Simplesmente Jeniffer muito simples e não queria meu nome mais no nome do blog, então coloquei Meu outro lado, que achei mais abrangente e melhor ao blog.

3. Você tem/teve outros blogs além desse?
Por incrível que pareça não. Já pensei em deixar esse de lado e criar outro, logo quando veio a ideia do Lado Extra, iria criar um blog só com os temas do Lado Extra: Séries, filmes, livros,etc. Mas desisti, não consigo deixar esse de lado, e não consegui excluir ele também há um tempo atrás.

4. Já pensou em desistir alguma vez do seu blog?
Como disse anteriormente, já. Foi em duas épocas que não mexia muito com ele e tinha outras coisas em mente, mas não conseguir excluir ou desistir dele (ainda bem).

5. Mande uma mensagem para seus seguidores:
Não só aos meus seguidores, mas aos leitores do Meu outro lado, em geral, aos visitantes: Obrigada. Eu sei que eu teria esse blog mesmo sem nenhum seguidor ou leitor, mas a companhia de vocês, os comentários, os elogios, as críticas; tudo isso é importante pra mim. Esse blog me fez crescer, me trouxe amigos, descobertas, e vocês fazem parte disso tudo, Meu outro lado não é composto só por mim, também é feito por vocês, então obrigada :}

22 março 2012

Grimm


Faz tempo que não venho aqui na tag Séries falar sobre alguma série que gosto não?!
Enfim, a recomendação e o post de hoje é sobre a série Grimm. E sim, tem tudo a ver com as histórias dos irmãos Grimm. Confesso que comecei a ver a série justamente por causa do nome e por que eu sabia que tinha algo a ver com os irmãos Grimm. Ainda não li os contos originais deles, só vi o filme com o Heath Ledger *saudades :/*, mas me interesso pelo assunto; e a série tem muito assunto pra falar relacionado á esses contos.

"Esse drama policial incorpora as histórias dos contos de fadas dos irmãos Grimm. Um policial chamado Nick (interpretado por David Giuntoli) começa a ver humanos como animais e quer proteger a sociedade deles. Russell Hornsby interpreta o parceiro de Nick, e Bitsie Tulloch, seu interesse romântico."

David Giuntoli está no papel de Nick Burkhardt, o sagaz detetive de Portland que acaba de descobrir seu fardo como uma criatura-Grimm. 
Nick é o policial que depois da morte de sua tia (Uma Grimm veterana) descobre quem é de verdade e seu dever como Grimm de caçar as criaturas más.
O ator é lindo não?! *O* rs

Silas Weir Mitchell é Monroe, uma criatura-Grimm, que relutantemente ajuda Nick como um informante.
Monroe, depois de Nick, claro, é meu personagem preferido, ele é uma criatura-Grimm, mas mudou seu modo de vida e além de ajudar o detetive com seus casos envolvendo as criaturas, ele se torna seu amigo. Monroe é um Blutbad (criatura-Grimm) engraçado diferente, ele dá um ar de comicidade á série.


Russell Hornsby é Hank Griffin, o parceiro de Nick, que não consegue perceber os novos poderes de seu companheiro no mundo Grimm.
Eu não sei como, mas Hank não descobre e nem desconfia do que seja Nick, por mais estranhas situações que aconteçam com os dois. O bom é que os dois juntos combatem muito bem as criaturas, mesmo Hank não sabendo que são criaturas.


Ainda temos o amor de Nick, Juliete (Bitsie Tulloch).








E o Capitão Renard (Sasha Roiz) que de inocente na série não tem nada. Ele conhece sobre as criaturas e até manda em algumas, mas ainda não sabemos se ele é do bem ou do mal.





Algumas criaturas-Grimm da série:


Grimm é uma série policial envolvendo os contos originais dos irmãos Grimm. Pode ter algumas cenas de suspense e que te deixam apreensivos *como Supernatural*, mas vale a pena ver para quem gosta de ação, suspense, drama e criaturas 'sobrenaturais'. Muitas pessoas reclamam dos efeitos e mal viram o piloto e já deixaram de acompanhar (sei disso pelo Orangotag), mas gosto da série por ser diferente, ela não faz tanto sucesso como Once Upon a Time, mas ás vezes eu até prefiro Grimm a OUAT, mesmo amando as duas séries.

Fontes: Séries Tvix - Fã site oficial brasileiro: Grimm BR | E um outro fã site: Grimm Brasil
Download dos episódios
Ver a série on-line

E por hoje é só. Quem aí já assistiu a série?! E quem não assistiu, se interessou?!

Ah, nova página no blog: Extras. Lá tem vários links que considero úteis a um blog, sites de layoust free, backgrounds, artigos sobre blogs, enfim, criei a página para blogueiros(as) que queiram dar um up em seus blogs, e a cada vez que descobrir um novo site útil, postarei por lá.


20 março 2012

Resenha - Se houver amanhã

Nome: Se houver amanhã
Original: If Tomorrow Comes
Autor(a): Sidney Sheldon
Editora: Best-Bolso
Onde comprar: Saraiva
Sinopse: Crimes perfeitos, como o roubo de um quadro de Goya do Museu do prado, são um desafio para Tracy Whitney. Mas ela não é uma ladra qualquer: para vingar-se dos homens que a colocaram injustamente na prisão, Tracy torna-se uma especialista em aplicar golpes em empresários inescrupulosos. De Nova Orleans a Londres, passando por Paris, Biarritz, Madri e Amsterdam, ela desafia a Interpol com uma série de ações ousadas, tendo como rival apenas Jeff Stevens, um irresistível trambiqueiro.

Esse é o primeiro livro que leio do Sidney Sheldon, graças ao Tiêgo Alencar, meu amigo querido que me deu de presente, preciso agradecer a ele por esse presente e ter tido a chance de ler um livro maravilhoso. Mas vamos a resenha.

Se houver amanhã conta a história de Tracy Whitney, que no começo se encontra em uma vida perfeita. Grávida e prestes a casar-se com o que considera o amor de sua vida e trabalhando num emprego que gosta, Tracy não desconfia do futuro que a aguarda. Sua mãe logo depois de uma ligação sem propósito a princípio a Tracy, comete suicídio. 
Depois de conhecer os pais de seu noivo Charles Stanhope III, herdeiro de uma família rica e que não era exatamente de acordo com o casamento de seu filho; Tracy soube da morte de sua mãe através de um telefonema. Sem acreditar e não entendo o por quê da morte repentina de sua mãe, ainda mais quando soube que foi suicídio, Tracy conhece toda a história por trás da morte de Doris através de Otto, um antigo funcionário da companhia de seu pai, companhia essa que sua mãe administrava depois da morte do pai.
A morte de Doris foi causada por um golpe de Joe Romano, prometendo comprar a companhia por um alto preço e depois de demitir funcionários e não pagar os fornecedores, Joe desisti da transição da venda e devolve a companhia já falida à Doris. Sem conseguir reerguer a empresa e cheia de dívidas, com ameaça de ser presa, Doris comete o suicídio. 
Assim Tracy planeja uma vingança a Joe Romano, indo a casa dele e o ameaçando com uma arma. O que Tracy não sabia, era que Joe era mais vigarista do que pensava, e acabou tramando um golpe para ela ser presa, com ajuda de um advogado e juíz que trabalhavam para seu protetor, Anthony Orssati. Na prisão, Tracy vive seus piores e mais dolorosos dias depois de perder o bebê e sem apoio mais de seu ex-noivo; mas depois de um tempo na solitária acaba mudando sua forma de agir e pensar e conseguindo apoio de uma companheira de cela, planeja uma fuga dali. 
Sem precisar fugir da prisão, Tracy acaba sendo solta depois de salvar a filha do diretor de um afogamento (sendo que nem ela sabia nadar) e começa a sua verdadeira vingança contra aqueles responsáveis pela destruição de sua mãe e dela mesma. Agora Tracy está mais preparada, mais fria, mais calculista e menos ingênua.
Mas depois de sua vingança feita, ela se vê sem emprego e sem perspectiva de estabilizar-se em um, já que é uma ex-condenada e famosa por isso, já que Joe Romano era um empresário famoso e pupíla de Anthony Orssati que praticamente comandava Nova Orleans.
E a partir daí Tracy se vê com uma oportunidade de mudar de vida novamente, ou continua a vida miserável que acaba tendo fora da prisão, ou aceita um roubo de jóias podendo ganhar um bom dinheiro. E Tracy aceita o roubo; depois de quase ser presa e quase ser enganada por outros vigaristas, ela consegue o dinheiro prometido após o roubo e se vê a partir daí envolvida em vários planos e armações, sendo perseguida por policiais de vários países e com um outro vigarista de 'inimigo', o charmoso e encantador Jeff Stevens.

O livro é esplêndido, logo no começo pensei que seria só mais uma história de injustiças, vinganças e superações, mas não. Envolve uma reviravolta na vida de Tracy e as partes mais interessantes e angustiantes do livro são os roubos, feitos em lugares inusitados. Quando pensamos que tudo irá dar errado e Tracy será presa novamente, o autor nos coloca uma solução simples mas inesperada para o problema em questão.
Se houver amanhã é antes de tudo surpreendente. Contém palavrões (o que eu não gosto muito em um livro) e algumas cenas 'picantes', mas nada que desmereça o livro e toda a história. 
Por fim, a edição que eu li foi a da Best-Bolso, vira-vira, então as letras são pequenas e o livro parece ser um pouquinho grosso em relação ao do outro lado, mas não afetou muito minha leitura.
Para quem ainda não leu Sidney Sheldon, também recomendo começar a ler em primeiro Se houver amanhã, tenho certeza que irá se surpreender e gostar muito.

Preciso agradecer aos comentários do post anterior, alguns me deram conselhos outros se identificaram, enfim, todos foram de uma importância tremenda. Já tenho soluções para o meu 'problema' e já estou praticando essas soluções >< Ah, FELIZ DIA DO BLOGUEIRO a todos nós <3

17 março 2012

Fracassos e decepções


Não estou bem, eu sei. Mas já tentei de quase tudo para essa tristeza sair daqui de dentro. Não adianta.
Me sinto vulnerável ás minhas decepções. Digo que segui em frente, mas começo a duvidar disso. Começo a duvidar da minha espontaneidade, da minha 'frieza', do meu conforto em passar dias e dias sozinha.
Por que eu não estou bem não é?! Me sinto uma inútil, sem perspectivas boas. Tive dias em que acordar e levantar da cama foi um sacrifício; isso por que nada acontece. 
Não são feridas feitas por outras pessoas, não são decepções amorosas nem desentendimentos familiares que me fazem assim, são minhas próprias decepções, meus próprios passos que não me levam a lugar algum que me fazem estar assim, para baixo, bem abaixo. Até chego a me sentir fútil por transparecer um certo conforto e canalizar minha atenção em livros ou hobbies, mas no fundo, bem lá no fundo, me sinto uma perdedora. Talvez por minha própria causa, mas de vez em quando ainda acho que o destino não foi muito favorável comigo. É como se a vida tivesse me dado um arrastão me fazendo cair no chão e estivesse me mobilizando ali, sem deixar eu me levantar, e em toda minha tentativa de me erguer, eu fracasso. Por quê disso eu não sei, dizem que pode ser a tal maré de azar, outros podem dizer que é falta de atitude da minha parte; mas não consigo me mexer, não consigo sair do lugar onde estou. 
Um lugar onde pareço estar imersa em meus fracassos pessoais e que todo fio de esperança para algo mudar se esvai junto com a promessa de dias melhores. 
Perceba, não é um texto sobre decepções alheias, se trata de um texto sobre decepções pessoais, bem pessoais, sem explicações para tais.

"So for once in my life 
Let me get what I want 
Lord knows, it would be the first time 
Lord knows, it would be the first time 
 Então, pela primeira vez na minha vida 
Deixe-me ter o que eu quero 
Senhor sabe, que seria a primeira vez 
Senhor sabe, que seria a primeira vez" ♫
Please, please, please,let me get what I want - The Smiths

***

Estava eu atualizando a página do blog, quando visualizei um texto de 2009 e nele estava essa frase: "Escrevo para me libertar das tais feridas que ainda estão em mim." - Então, depois de me negar a escrever sobre textos tristes e meio depreciativos, eu escrevi esse aí. Não estou no fundo do poço, normalmente faço drama demais com o que acontece(ou não) comigo, então não se preocupem, não entrarei em depressão. rs Mas precisava expressar o que se passa aqui dentro, afinal, eu criei esse blog para isso, para quando ninguém me entender ou quiser me ouvir, eu vir aqui e escrever, mesmo ninguém lendo, só para desabafar.
E aqui em baixo, mais uma novidade no blog *____* Espero que gostem!

Parceria - Martin Claret

Cá estou novamente postando sobre a nova parceria do blog! Sim,mais uma para rechear o blog com resenhas e lançamentos de ótimos livros e a editora é a Martin Claret!
Um pouco sobre a história da editora:

A Editora Martin Claret foi fundada em São Paulo, no início da década de 1970, pelo empresário, editor e jornalista gaúcho Martin Claret, para publicar, em um primeiro momento, as obras do filósofo e educador brasileiro Huberto Rohden, autor mundialmente conhecido de mais de 65 obras sobre filosofia, religião, ciência e educação. Hoje, a Editora possui aproximadamente 500 títulos em catálogo, de obras-primas da literatura universal, de filosofia, direito, política, sociologia e religião. É uma empresa editorial altamente diferenciada, operando em nichos criados pela própria empresa. Em 1982, o fundador da Editora lançou na indústria editorial brasileira o livro-clipping (o livro montado, de vários autores), voltado para o crescimento espiritual e humano do leitor. Nesse segmento, possui atualmente 6 coleções, com mais de 150 títulos. Outra inovação da Editora foi o livro-pocket com alta qualidade gráfica, a preços acessíveis, com a coleção A Obra-Prima de Cada Autor, cuja proposta é de 500 títulos, dos quais a editora já publicou 300 volumes. Grande parte desses títulos são recomendados ou adotados em escolas, faculdades e vestibulares.

Alguns livros destaques da editora:

Saiba mais: Site Oficial - Blog - Twitter - FanPage

15 março 2012

Filmes - Super heróis

Como já está chegando o final de semana, e eu sei que alguns não saem muito de casa e amam uma sessão cinema caseira (como eu), nada melhor do que postar sobre isso aqui, mas o tema da lista de filmes que irei recomendar é sobre Super heróis! Acho que não tem alguém que não goste de super heróis não?! Seja com poderes ou não (Batman ♥), mas vamos aos filmes:

Hancock (2008)
"Hancock (Will Smith) é um super-herói que perdeu a popularidade que tinha, devido às suas tentativas de resgate pouco convencionais. Após salvar Ray Embrey (Jason Bateman), um agente de relações públicas, ele se oferece para ajudá-lo a melhorar sua imagem. A idéia não é bem aceita por Mary (Charlize Theron), a esposa de Ray, que mostra ao marido que Hancock teve uma ordem de prisão contra si lançada. Ray então sugere que Hancock se entregue, mesmo podendo escapar da prisão na hora que quisesse, para dar o exemplo e iniciar a mudança de sua imagem junto ao público. Ray acredita que, com Hancock preso, a criminalidade irá disparar e, com isso, a população chamará de volta seu herói."

Além de ser com Will Smith, que eu considero um ótimo ator, é um filme não tão visto por aí, divertido e que claro, sempre traz algum aprendizado com as ações do super herói.

"Watchmen é situado em uma América alternativa de 1985, na qual super-heróis fantasiados são parte da estrutura comum da sociedade, e o "Relógio do Juízo Final" que marca a tensão entre os Estados Unidos e a União Soviética é permanentemente acertado em cinco minutos para a meia-noite. Quando um de seus antigos colegas é assassinado, o abatido, mas não menos determinado, vigilante mascarado Rorschach decide investigar um plano para matar e desacreditar todos os super-heróis do passado e do presente. À medida que ele se re-conecta com sua antiga legião de combate ao crime um grupo desorganizado de super-heróis aposentados, dentre os quais somente um possui verdadeiros poderes Rorschach vislumbra uma ampla e perturbadora conspiração que está ligada ao passado deles e a catastróficas conseqüências para o futuro. A missão deles é vigiar a humanidade, mas quem vigia os vigilantes?"

Acho que muita gente não viu esse filme, até um tempo atrás não sabia que ele existia, mas meu amigo um dia me emprestou, vi e gostei muito, o filme traz um lado da história dos super-heróis interessante, aonde os antigos jovens super heróis já estão aposentados e não sabem se voltar a ativa é uma boa ideia já que eles mesmos não estão seguros.

O besouro verde (2011)
"Britt Reid (Seth Rogen) é o filho do magnata da mídia mais importante e respeitado de Los Angeles, vivendo uma vida perfeitamente feliz e irresponsável de farras -- até que seu pai (Tom Wilkinson) morre misteriosamente, deixando seu vasto império de mídia para Britt. Estabelecendo uma improvável amizade com um dos funcionários mais dedicados e geniais de seu pai, Kato (Jay Chou), eles veem a chance de fazer algo significativo pela primeira vez em suas vidas: combater o crime. Mas para fazer isso, decidem se tornar foras da lei -- eles zelam pela lei infringindo-a, e Britt se transforma no vigilante Besouro Verde, patrulheiro das ruas, ao lado de Kato."

Esse filme não é um dos melhores filmes de super-heróis, mas gostei de vê-lo, é divertido e as cenas de Britt aprendendo sobre como ser um combatente do crime são bem legais.



Batman - O retorno (1992)
"Com o objetivo de manipular Gotham City, um milionário (Christopher Walken) tenta transformar o Pinguim (Danny DeVito), um ser deformado que tinha sido abandonado ainda bebê nos esgotos, em prefeito da cidade. Como se isto não bastasse, surge a Mulher-Gato (Michelle Pfeiffer) que, apesar de ser linda e sedutora, também tem dupla personalidade, em razão de problemas no passado. Ambos se tornam verdadeiros pesadelos para Batman no presente."

Não sei como eu encontrei esse filme já que ele é meio antigo, e nem sabia da existência dele também, mas como se trata de Batman, eu tinha que ver. E não me arrependi, tem a atuação de Michelle Pfeiffer que é perfeita, e Danny DeVito de Pinguim me causa arrepios. Além de ser dirigido por Tim Burton ♥ Então não percam a oportunidade de vê-lo!
Claro que tem vários e vários outros filmes do Batman que são super recomendados por mim, como Batman Begins e Batman: O cavaleiro das trevas com Heath Ledger ♥.

Kick Ass (2010)


'Kick Ass - Quebrando Tudo' acompanha um estudante nerd chamado Dave Lizewski que decide virar super-herói, apesar de não ter a menor capacidade atlética ou coordenação motora. Quando uma imagem sua, defendendo alguém contra bandidos, cai na internet, logo vem a fama e novos personagens se juntam a ele nesta verdadeira aventura violenta e de vinganças pessoais. As coisas mudam quando ele encara vilões reais com armas de verdade.

Esse filme além de ter nerds (amo), é divertido e traz atores incríveis, como Evan Peters de American Horror Story e Nicolas Cage ♥.





Existem mais inúmeros filmes de super-heróis para essa lista,mas iria ficar enorme né? Teria que dividir por partes também, mas escolhi talvez os menos conhecidos deles e que vi e gostei. Espero que tenham gostado e me digam se já viram os filmes da lista, ou quais filmes me recomendam para ver?!

Fonte das sinopses: Filmow.
Fonte das imagens: Google.

Um pequeno agradecimento a todos os comentários do post anterior, vejo que são inúmeros blogueiros e blogueiras que pensam como eu e isso é muito bom saber, vamos juntos fazer uma blogosfera melhor, sem comentários fúteis e anti-ética com nossos leitores!
E avisando que eu estou agora fazendo parte da equipe do blog Senhorita Liberdade, estarei postando por lá sobre Moda (não sou uma expert nisso,mas tentarei fazer meu melhor) e quem quiser, poderá me acompanhar por lá aos sábados. 


14 março 2012

Etiqueta pra blogueiro

A uns dois dias atrás, quando estava respondendo comentários num post daqui, vi dois comentários daquele típico 'seguindo,me segue?' e não gostei. Fui lá nos blogs e chamei a atenção disso no meu comentário dizendo que não é legal e que desestimula a retribuição do comentário. E isso não é novidade por aqui né? Em pleno 2012, ainda vemos blogueiras e blogueiros comentando em outros blogs o tal 'seguindo,me segue?' ou 'amei aqui,seguindo,retribui?' ou 'flor, que lindo! Seguindo' e SÓ isso. Você faz um post super seu, onde coloca pra fora seus sentimentos e suas angústias e em palavras bonitas e coerentes, ou faz um post super dedicado recomendando alguma coisa(filme,série,música,etc), faz pesquisa pra não passar informação errada ou falsa e a pessoa nem se dá o trabalho de ler/ver/ouvir o que você postou e comenta futilidades pensando que pode ganhar seguidores pro seu blog. 
Então depois de movimentos como o Volta mundo blogueiro e vários posts em blogs por aí reclamando da antiga blogosfera, eu não escreverei sobre isso, sobre como em tal época era boa e agora já não é mais. Não sou contra blogs que postam look do dia, resenhas de produtos de beleza ou trechos de poemas de autores famosos, sou contra a anti-ética que algumas blogueiras(os) exercem e vim listar algumas coisas que NÃO se deve ter ou fazer em um blog ou simplesmente coisas importantes que devemos ficar atentos. Vamos á elas:

13 março 2012

Blog - Ser inconstante...Faz parte.

Faz muito tempo que não venho aqui indicar um blog ou site na tag Sites&Blogs, a ultima vez foi o blog do meu querido amigo Tiêgo Alencar, A pseudociência. Então, cá estou eu de volta, recomendando um blog que conheço faz tempos, acho que anos, e que sempre gosto de visitar, sabe aquele blog que é agradável e dá prazer sempre em ler os posts por que você sabe que não vai se decepcionar? Então, esse é o blog da Thamy, Ser inconstante...Faz parte.

Uma pequena descrição sobre o blog e sobre a Thamy: 


O Jaquetaesaia foi criado por uma adolescente em 2006, de 14 anos que mal sabia mexer num computador, escrevia feito criança porque era de fato muito imatura para idade dela (ainda é). Thamires Marinho é o nome da garota, que prestava vestibular seriado para a Universidade de Brasília, escrevia sobre livros e outras coisas mais em posts confusos, foi descobrindo cada dia mais jeitos de melhorar e se desenvolver na escrita. Talvez ela tenha futuro nisso, quem sabe. O objetivo era apenas escrever, como num diário. Tudo isso por que tem péssima memória, costuma se esquecer do que falou e do que fez, não sabe o número do celular dos pais, mas por incrível que pareça costuma lembrar de dados aleatórios e fisionomias para sempre. Não pensava em fazer amigos, ganhar dinheiro ou ficar famosa. 


Eu particularmente acho a Thamy super criativa e divertida em seus posts, ela faz parte do projeto que participo Os livros viajantes, lembram dele?! Então, na sua estante ela nos apresentou livros lindos que nos deixam babando, confiram os posts aqui.

Além dos post de Friday Five, onde ela posta os seus preferidos da semana, vídeos, imagem,música,filme, livros...

E também post de Moda *-*

Mas não sou eu que vou tentar definir o blog pra vocês, vejam por si mesmo, visitem o blog e façam suas avaliações.
Siga a Thamires: Twitter - Facebook - Blog.

12 março 2012

Resenha - Fallen


Nome: Fallen
Original: Fallen
Autor(a): Lauren Kate
Editora: Galera Record
Sinopse: Algo parece estranhamente familiar em relação a Daniel Grigori. Solitário e enigmático, ele chama a atenção de Luce logo no seu primeiro dia de aula no reformatório. A mudança de escola foi difícil para a jovem, mas encontrar Daniel parece aliviar o peso das sombras que atormentam seu passado: um incêndio misterioso - que provocou a morte de seu namorado - levou Luce até ali. Irremediavelmente atraída por Daniel, ela quer descobrir qual é o segredo que ele precisa tanto esconder - uma verdade que poderia matá-la. Algo que, em suas vidas passadas, Daniel não conseguiu evitar. Excitante, sombrio e romântico Fallen é, ao mesmo tempo, um thriller vigoroso e uma inesquecível história de amor.

Finalmente, depois de ver críticas boas e ruins sobre esse livro, eu o li, e eis a resenha:

O livro começa com uma cena de dejá-vu mas logo depois começa a história, com Luce se despedindo de sua antiga vida, sua antiga rotina e estando em sua nova escola, a Sword & Cross, isso depois de um acidente/incidente onde seu ‘namorado’ Trevor morreu em um misterioso incêndio com Luce lá dentro, onde só ela sobreviveu. Indo a psiquiatras, e tendo que tomar remédios controlados por desde criança ver sombras que apareciam e a atormentavam e que só ela via fazendo seus pais pensarem que havia problemas com sua filha, Luce agora precisa passar seu ultimo ano de colégio no reformatório, onde esse abriga jovens como ela, jovens que se envolveram em algum tipo de acidente ou crime, Luce se vê perto de jovens considerados perigosos, no mínimo, e onde funcionários e professores não são nada agradáveis, assim como o tal reformatório que abriga uma antiga igreja com uma piscina dentro, e dentro das instalações também existe um cemitério, que abriga os mortos da Guerra Civil. Além das  aulas intermináveis e a regra de só poder usar preto na escola, Luce se vê em um ambiente totalmente diferente do que estava acostumada.
Logo ela conhece Ariane, de personalidade e estilo marcantes, que a apresenta ao novo colégio. E em seu primeiro dia também conhece Daniel, que logo à primeira vista a fascina e a faz pensar que o conhece de algum lugar, mas não sabe de onde.

“Ele usava um cachecol muito vermelho em volta do pescoço. O clima não estava nem um pouco frio, mas o garoto usava uma jaqueta de motoqueiro de couro preto por cima do suéter preto também. Talvez por ser o único ponto de cor no grupo, Luce não conseguia tirar os olhos dele. Na verdade, tudo o mais em volta empalideceu de tal forma que, por um longo momento, Luce se esqueceu de onde estava”

10 março 2012

Check-Up

Descrição: s.m. (pal. ingl.) Aeronáutica. Série de questões que permitem verificar o funcionamento e a regulagem de todos os órgãos e dispositivos de um avião antes de decolar. / Medicina. Série de exames destinados a verificar o estado de saúde do organismo.



E de vez em quando é preciso fazer um check-up em mim. Saber como estou, como sou. Parar pra pensar no que estou fazendo, no que quero fazer, no que quero ser; por que tem vezes que a gente só vive e não pára nem pra pensar no que tá vivendo. 
Eu precisava desse tempo, desse onde a gente respira fundo e começa a se olhar, mas não falo sobre se olhar no espelho e se admirar(ou depreciar), falo de olhar aqui dentro, olhar para meus próprios pensamentos, saber identificar minhas reais vontades no meio de algumas futilidades e desejos ilusórios, pra saber do que realmente necessito agora. Pra me entender melhor, por que tem vezes que não consigo explicar quem eu sou, o que eu quero ou deixei de gostar. 
Eu preciso de um check-up pra conferir como está tudo aqui, dentro de mim. Pra saber se tá tudo certo, se alguma ferida já cicatrizou, se apareceu outra que eu nem percebi, se eu tenho chance de me recuperar e ainda poder cultivar as coisas boas que eu fui a um tempo atrás. Preciso saber como vai minha essência, aquela que definiu meus princípios e características minhas que nunca irão desaparecer. Preciso ver o que está me incomodando e saber o que fazer com isso, por que antes de tudo, eu preciso seguir em frente, mas pra isso, eu também preciso saber para onde seguir em frente.

É, eu mudei o visual do blog (again), gostaram? Deu trabalho viu, mas eu gostei muito, estava querendo mudar faz um tempo (como sempre,rs). Mas enfim, espero que tenham gostado e aguardem que poderá ter mais novidades no blog em breve :} Ah, confiram entrevista minha no blog Viajando na Imaginação o/

08 março 2012

[Filme] Amor e inocência

Título: Amor e inocência
Título original: Becoming Jane
Lançamento: 2007
Direção: Julian Jarrold
Atores: Anne Hathaway, James McAvoy, James Cromwell, Julie Walters, Maggie Smith.
Gênero: Biografia/ Drama/ Romance






Um filme para conhecer mais sobre Jane Austen 

Um filme baseado na vida da escritora Jane Austen, escritora de Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Mansfield Park e tantas outras obras. 
Na sociedade inglesa de 1705 o que importava era o dinheiro, não colocando importância no casamento por amor. O senhor e a Sr. Austen planejam um casamento da jovem Jane com um rico da região, mas Jane enxerga muito além de riquezas e posição social, estando mais atenta a seus textos e suas leituras, ela deseja casar por amor. 
É nesse contexto que conhece o jovem estudante de direito, Tom Lefroy, bonito, inteligente e pobre. Parece destino, mas o casal se cruza várias vezes e depois de algumas intrigas e discordâncias, se apaixonam. Sem a aprovação da família, planejam fugir juntos, mas isso seria uma vergonha para suas famílias, e existem responsabilidades aos dois. 
O filme é um drama, mas têm muito romance, cenas engraçadas e como é baseado em fatos reais se torna ainda mais interessante, principalmente por se tratar de Jane Austen autora de clássicos da literatura que devem ser lidos (até por mim que por acaso ainda não li sua obra por falta de oportunidade). 
Além de conhecer um pouco mais de Jane Austen, o filme traz um elenco maravilhoso com a ótima atuação da Anne Hathaway e do James McAvoy(lindo). 
Confesso que depois do filme fiquei muito interessada em Jane Austen, pesquisei mais sobre sua vida, suas obras, e estou louca para obter os livros dela, espero que quem não a conhece ainda veja o filme e também se interesse mais pela Jane, vale á pena. 

Fonte | Fonte das imagens: Google.

07 março 2012

Lançamentos #1

Como todo blog literário que se preze, venho trazer alguns lançamentos/novidades da Editora que o blog é parceiro, vou pensar em trazer lançamentos de outras editoras também, mesmo não tendo parceria, assim vocês ficam por dentro das novidades no mundo literário por aqui e fazem suas escolhas de quais livros querem ler, ou não.
Então vamos aos lançamentos:

Nunca diga adeus - Doug Magee
Com apenas 9 anos, Sarah está prestes a viver uma grande aventura: vai viajar sem os pais pela primeira vez na vida. A viagem tinha tudo para ser feliz e inesquecível, mas logo se transforma num terrível pesadelo. Sem o marido para ajudá-la, Lena, mãe de Sarah, confere e assina os documentos autorizando a ida da filha. David saiu de casa cedo dizendo que recebera uma ligação do trabalho. Mais uma desculpa esfarrapada que ela não engoliu. O casamento está em crise, mas ela acredita que os dois vão conseguir se acertar no período em que a menina estiver fora. Já pensando nos momentos a sós com o marido, Lena entra em pânico quando uma segunda van chega para buscar Sarah. Pouco depois, ela descobre que o primeiro motorista não faz parte da equipe do acampamento e que sua filha e outras três crianças foram sequestradas. Após algumas horas, os criminosos enviam um e-mal exigindo 1 milhão de dólares para libertar as vítimas. Mas as condições para a entrega do dinheiro lançam suspeitas sobre alguns dos pais, e os casais começam a se voltar uns contra os outros, expondo seus segredos e relacionamentos já desgastados. Neste suspense de tirar o fôlego, o desespero e a ganância levam algumas pessoas a tomar decisões impensáveis. Mas a fé e a intuição sempre podem superar as dificuldades.

Data de lançamento: 7/03

Dias de chuva e tempestade - Nancy Pickard
   A professora Jody Linder acaba de receber uma terrível notícia: o homem condenado pelo assassinato de seu pai está sendo solto e voltará para a cidade. Há 23 anos um crime abalou a pacata Rose, uma cidadezinha no interior do Kansas. Hugh-Jay Linder, filho de um rico fazendeiro, foi encontrado morto em casa e sua esposa, Laurie, desapareceu, levantando a suspeita de que ela também teria sido assassinada. Ex-empregado da família, o vaqueiro Billy Crosby foi imediatamente detido e logo condenado: um vestido sujo com o sangue de Laurie estava dentro da sua picape e o chapéu dele foi encontrado na cena do crime. Agora o jovem advogado Collin Crosby quer provar que o pai é inocente e que as evidências foram manipuladas por influência da família Linder. Enquanto Collin espera um novo julgamento para fazer justiça ao pai, Jody precisa confrontar seus tios e avós para descobrir o que realmente aconteceu naquela terrível noite. Para isso, ela será obrigada a remexer em velhos segredos de família e a lidar com consequências imprevisíveis. Um suspense com pinceladas de poesia e lirismo, Dias de chuva e tempestade captura a essência das pequenas cidades americanas e demonstra a habilidade de Nancy Pickard em criar personagens incrivelmente reais e profundos.

Data de lançamento: 7/03

Saiba mais no site da editora Arqueiro.

Gostaram das novidades da editora? São dois livros de suspense e para mim, que descobriu amar suspense é um prato cheio de bons livros!
E ah, pra quem gostou das músicas da Playlist de The Secret Circle, esqueci de colocar a fonte e os links para baixar, então acessem o site oficial de fãs do Brasil: The Secret Circle. Download das músicas aqui.

06 março 2012

Playlist: The Secret Circle


Pra quem ainda não sabe, The Secret Circle é a minha segunda série favorita, a primeira, claro é The Vampire Diaries, e também é uma série baseada em uma obra da L. J. Smith, lembram da resenha do livro Círculo Secreto que fiz aqui?! Então, como toda série que se preze, The Secret Circle tem sua trilha sonora, e uma ótima trilha sonora, assim como TVD. Então apresento a vocês a trilha sonora:


A música do The Kills - DNA, é a cara da Faye no primeiro episódio andando para fazer sua primeira 'bruxaria' grande.

The Naked and Famous - Young Blood toca logo no início do Piloto da série, quando Cassie está no carro voltando pra casa e é nesse episódio que ela sabe de quase tudo sobre sua vida de bruxa.

Own essa cena é tão linda *O*

Sires - The Pack A.D toca também no início mas do episódio 1x03 onde as nossas bruxas arrasam numa festa:
<3

Não vou detalhar as músicas e as cenas em que elas tocam, aproveitem as músicas, ouçam pelo menos duas da lista aí em cima, são muito boas e algumas bem dançantes.

Mudei a forma de colocar as músicas da playlist, por que colocar vídeos do You tube é mais trabalhoso do que usar o Grooveshak, encontrei ele nas playlists do blog Design Of Monsters , visitem o blog, é muito bom >< Então gostaram da playlist? Já viram a série ou ouviram alguma música da lista?

04 março 2012

Resenha - Quando ela se foi

Nome: Quando ela se foi
Original: Long Lost
Autor(a): Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Onde Comprar: Submarino - Saraiva - Cultura
Sinopse: Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã. Depois disso, os dois se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho e então foi embora, sem deixar vestígios. Agora, no meio da madrugada, ela telefona - 'Venha para Paris'. Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse na capital francesa. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita. Porém algo ainda mais atordoante é revelado - perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes. Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre.

Esse foi o primeiro livro que li de Harlan Coben, e que como falei no post Na minha estante #2, comprei por ter lido uma resenha dele no blog Cultivando leitura e por ter lido vários elogios ao autor pela dona do blog, Yasmin.
E não me arrependo, a recomendação do livro é ótima, a leitura do livro além de ser fácil, é rápida e ainda te traz surpresas que te prendem até ao final do enredo, onde tudo é revelado.

Parceria - Arqueiro/Sextante

O blog fechou parceria com as editoras Sextante e Arqueiro, duas ótimas editoras, e nesse post, vamos saber mais sobre elas:

Arqueiro
Em 1976, fundou a Editora Salamandra com o propósito de formar uma nova geração de leitores e acabou criando um dos catálogos infantis mais premiados do Brasil. Em 1992, fugindo de sua linha editorial, lançou Muitas vidas, muitos mestres, de Brian Weiss, livro que deu origem à Editora Sextante. Fã de histórias de suspense, Geraldo descobriu O Código Da Vinci antes mesmo de ele ser lançado nos Estados Unidos. A aposta em ficção, que não era o foco da Sextante, foi certeira: o título se transformou em um dos maiores fenômenos editoriais de todos os tempos. Mas não foi só aos livros que se dedicou. Com seu desejo de ajudar o próximo, Geraldo desenvolveu diversos projetos sociais que se tornaram sua grande paixão. Com a missão de publicar histórias empolgantes, tornar os livros cada vez mais acessíveis e despertar o amor pela leitura, a Editora Arqueiro é uma homenagem a esta figura extraordinária, capaz de enxergar mais além, mirar nas coisas verdadeiramente importantes e não perder o idealismo e a esperança diante dos desafios e contratempos da vida.

02 março 2012

Na minha estante #2

Então, como prometido, venho com a segunda parte da minha estante >< 

O Pequeno Príncipe foi o primeiro livro que li na adolescência 'destinado a crianças', coloquei entre aspas, por que acho que o livro deveria ser lido por todos de todas as idades, a leitura é leve, fofa, mas traz mensagens lindas.


01 março 2012

Ilusão de óptica


Ela o amava, de verdade. Sentia todos os sintomas do amor quando o via, ou quando simplesmente ouvia seu nome. Coração batendo forte, mãos tremendo e suando frio, pernas bambas e as palavras embaraçadas saindo da boca quando falava com ele. Era amor, tinha que ser. Ela o admirava, o respeitava, queria fazer parte da sua vida, conhecer melhor sua família e andar de mãos dadas com ele por aí.

O que ela não sabia era que nem sempre o que as pessoas dizem são realmente o que elas pensam. E aquele rapaz que admirava por suas atitudes tão puritanas, aquele amor que dizia sentir e pensava em ser retribuído, foi uma simples e dolorosa ilusão.... Ilusão de óptica.

"Ilusão de óptica são imagens que enganam nosso cérebro deixando nosso inconsciente confuso por alguns instantes fazendo com que este capte idéias falsas e preencha espaços vazios. Podem ser fisiológicas quando surgem naturalmente ou cognitivas quando se cria com artifícios visuais. Há muito tempo que se sabe que a percepção imediata não é a realidade física." 
Eu sempre paro ás vezes pra pensar em situações passadas minhas, não sei se para esclarecer sobre o que aconteceu e sobre o que eu não entendi, não sei se para relembrar de algumas dores e erros para não cometê-los mais, o caso é que relembrando cheguei a esse texto, e a esse título. E eu odeio matérias exatas, mas esse termo da física caiu como título perfeito para esse texto! Me desculpem ele ser pequeno demais, foi só um devaneio que queria compartilhar. Amei vocês gostando da minha *humilde* estante, próximo post é a continuação, aguardem! Conheçam a estante da Thamy no Ser inconstante...Faz parte.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo