09 dezembro 2011

Verdadeira geração perdida


Alguns dizem que a geração dos dias atuais está perdida por gostarem de Restart, Crepúsculo ou Rebelde brasileiro. Eu discordo. Por quê? Acredito que a verdadeira geração perdida é aquela que vemos em nossas televisões nos jornais, roubando, assassinando, ou aquela que vemos nas ruas consumindo drogas, sem família, sem esperança de uma vida melhor, ou mesmo aquela que está bem perto de nós: A geração fútil das redes sociais, que perde seu tempo querendo mostrar aquilo que não é de verdade e sim aquilo que é conveniente ser, mostrado, fingindo que é ‘cool’ e descolado, falando mal das modinhas, só por que é... modinha.
Sério que as pessoas (tanto jovens quanto pessoas ‘mais velhas’) acham que a geração do século XXI está perdida por ler Harry Potter ao invés de Machado de Assis? Ou por que ouve Cine ao invés de Chico Buarque? Ok, existem coisas que não dá pra discutir, principalmente quando se trata de ‘gostos’. Mas vamos parar para pensar sobre o que estamos considerando ‘geração perdida’. Não retratamos nas redes sociais os jovens que sofrem abuso dos pais, seja físico ou psicológico, nem aqueles que precisam trabalhar nas ruas para sobreviver, nem falamos muito daqueles que cometem crimes por não ver outra saída na sua frente e acabam sendo presos de sua liberdade, de sua doce juventude. Sem falar dos que vivem falando mal das tais modinhas, das tais bandas, filmes, novelas ruins; será que essa geração também não está perdida? Perdida entre futilidades e hipocrisias?! 
Beatles que hoje é considerado um clássico do rock e do ‘gosto bom’, já foi modinha antes; arrisco a dizer que eles eram um ‘Restart’ dos anos 60/70. (Podem me jogar pedras, mas é a minha opinião, e não deixo de gostar da banda e de admitir que seja um clássico que merece ser ouvido de geração em geração). E os nossos gostos de hoje, vão ser criticados pela geração seguinte, e nós iremos criticar essa tal geração, e vai ser assim até o fim dos tempos.
É um ciclo vicioso de críticas mal elaboradas, de conceitos mal compreendidos e de visões distorcidas. Sim, por que ao invés de olharmos a geração literalmente perdida que está nas ruas ou dentro de prisões juvenis, ou até mortos; estamos olhando para a geração, digamos ‘inocente’, que pode estar perdida em gostos duvidosos e mentes com pensamentos fúteis, mas que poderá ter um futuro ótimo, por que tem acesso a informação, tem acesso a quase tudo, esses jovens tem escolhas, basta decidir por qual escolha tomar. 
Essa geração Restart, Crepúsculo, Cine, Rebelde, Lady Gaga, Biliebiers, um dia irá crescer, e tornar-se-ão adultos teoricamente maduros, com outros gostos, com outros pensamentos, com outros conceitos de vida. Mas a geração do crack, do trabalho infantil, a geração das ruas, da prostituição infantil, do roubo, do assassinato, a geração da juventude que não tem o que comer, essa geração não têm um futuro certo, eles nem sempre não têm escolhas.


P.S: Estou um tempo sem internet no computador, por isso não estou postando hoje Lado Extra, mas logo logo voltarei com os post's sobre minhas recomendações >< 

27 comentários:

  1. De certa forma concordo com você. Mas existem coisas, tanto nos tempos atuais quanto nos antigos que não dá para engolir.De verdade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Jen. Menina. Isso foi de uma inteligência incrível pra mim. Algo inexplicável . E concordo imensamente com você. Boa crítica, bom pensamento.
    Serás um ser humano incrível, já és.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Ei, tem vários sorteios lá no blog, você já viu? Corre ainda dá tempo de você participar. http://www.nosnagravata.com/search/label/Sorteio E boa sorte! www.nosnagravata.com

    ResponderExcluir
  4. A verdadeira geração perdida é aquela que perdeu a moral, não pelo que ouve ou lê, mais pelo que faz (rouba, mata), essa é a geração perdida, sem dúvidas. Gostei.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Concordo que é mesmo um clico vicioso que vai se repetir até o fim dos tempos;

    Gosto é uma questão muito pessoal.
    Ouso um pouco mais e digo que, gosto é como c*, cada um tem o seu, e contanto que respeite o próximo, beleza...

    Claro, eu defendo que certas coisas que nós ouvimos e lemos (da chamada "boa geração") têm mais a acrescentar em termos de cultura do que muita coisa atual. Mas também defendo o outro lado, de que certas coisas "da moda" de hoje também ensinam sim.

    Nem tudo está perdido, acredito que é como tu disse, antes ouvir Restart do que estar se prostituindo por crack na rua, falando bem diretamente... rs.

    Belo post, moça.

    Ótima semana e feliz natal adiantado, beijo!

    ResponderExcluir
  6. Acho que "assino embaixo" diz mais do que bem tudo que eu achei das suas palavras. Está na hora de interromper ciclos - em grande parte - desnecessários, de interromper preconceito e discussões sobre gostos pessoais que não levarão a lugar algum. Está na hora de iniciar um novo ciclo, um que realmente contribua com alguma coisa para o mundo.

    ResponderExcluir
  7. Bom, quanto ao gosto pessoal é dificil opinar. Mas partilho do sentimento que muita coisa pode ser mudada em prol da melhoria geral da sociedade e que muito não tem relaçao com gosto musical, cinematografico e etc..

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Pessoas criticam pessoas por julgarem-se melhores... Mas só por fazê-lo, já perdem toda a razão.

    ResponderExcluir
  9. totalmente certa. existe um manto de hipocrisia enorme hoje em dia. volta logo. :*

    ResponderExcluir
  10. Oii,muito bonito seu blog.

    Estou ate seguindo.

    Segue o meu tbm:

    Gaorta Fofah

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Teoricamente concordo com você, acho que querendo ou não acabamos fazendo críticas sobre as coisas que estão ao nosso redor, e isso acaba incluindo o gosto musical também.
    Enfim, um ótimo texto.
    Bjus ;*

    ResponderExcluir
  12. "Perdido" é um adjetivo controverso quando se fala em gostos e cultura mas bem taxativo quando a pauta é falta de estrutura familiar, educação e princípios, néam, flor?

    Um beijo, ótimo texto, parabéns.

    ResponderExcluir
  13. Rs' Chega até a ser uma polêmico.

    Enquanto lia seu texto, e pensava sobre o que comentaria, acabei formulando duas vertentes para o que se pode chamar de "Geração perdida".

    Poderei parecer um tanto quanto acusador e crítico extremista, mas peço que, ao ler as próximas palavras, imagine uma voz branda entrando em seus ouvidos. Prometo que não passará de uma opinião, que está 'perdida' dentre tantas outras opiniões.

    Não posso afirmar com certeza que uma adolescente que assiste Rebeldes, será uma má pessoa em sua juventude e em sua vida adulta. Entre tanto, posso deduzir que em sua fase de amadurecimento, ela vá enfrentar alguns problemas relacionados à auto-aceitação/relacionamento/amadurecimento... Pois ao assistir, idolatrar e absorver tipos de conteúdos, como estes que são abordados em novelas ou seriados como esses, esta adolescente terá uma facildade muito grande de se tornar uma pessoa fútil/infantil e insegura.

    Analise um diálogo entre dois personagens de novelas como essas. A maioria das pessoas não percebe, mas é utilizado um linguajar muito limitado. Sem contar os temas que são abordados; Temas que incitam o relacionamento precoce, o sexo na adolescencia, os amores descartáveis, entre tantos outros.

    -- -- --

    Quanto a outra "Geração Perdida"... Me sinto até cabis-baixo quanto o assunto é esse. Em sua grande maioria, são crianças abandonadas por seus "pais", e acabam conhecendo o mundo das drogas e/ou do crime, pois não têm opções. São seres humanos, com poder de decisão, mas sem muitas chances de escolhas.
    Que Deus possa continuar tendo misericórdia dessas vidas. E que as nossas vidas sirvam de propósito para ajudar almas como essas.

    ...

    Com a graça de Deus, meus filhos terão uma infância/adolescência muito saudável, sem que para tanto, tenham que assistir a seriados e novelas que os façam estagnar na idade mental de 15 anos.

    -- -- --

    Parabéns pelo texto, Jeniffer!
    É notório seu amadurecimento. Permaceça nesse propósito! Os ganhos serão infindáveis!

    Obrigado pela visita e pelo carinho. Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  14. Falou tudo. Sem mais.
    Meus parabéns linda. Beeijão ;*

    ResponderExcluir
  15. Estou passando para desejar um Natal repleto de muita paz, felicidade e união. Obrigada pelo carinho e pelas visitas ao meu blog. Tudo de melhor!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Passando para te desejar um Feliz Natal :)

    ResponderExcluir
  17. Desejo-te um feliz Natal, junto de quem mais amas e estimas. Tudo de bom!
    Beijinhos *

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  19. *clap clap clap*

    Que texto, Jenifer! Adorei!

    Caramba, tudo bem que essas modinhas são horrendas, os gostos desses adolescentes sejam bem duvidosos, têm como ícones uns palermas de marca maior, mas dizer que eles são uma geração perdida no sentido de não terem "futuro" é um pouco demais. Eu posso dizer, sim, que eles estão perdidos em si mesmos, ainda não se encontraram, não formaram o que eles consideram certo e errado, bom ou ruim, etc. Mas isso é normal e compreensível. A maioria dos envolvidos em modinhas como rock colorido e pop de quinta (Bieber) é adolescente. Ou seja, o que esperar de um adolescente, que ainda está se formando, tanto fisicamente quando psicologicamente? Não muito. Cada coisa a seu tempo. Não podemos condenar uma pessoa por seus gostos, até porque somos fadados à mudanças. ? Tudo muda, o tempo todo...?. E como você disse, esses adolescentes vão crescer, vão se encontrar, vão mudar seus conceitos e, quem sabe, rirão muito dessa fase "colorida" de suas vidas.
    Ah, sem falar que a maioria que xinga muito nas redes sociais não o faz porque realmente fica indignada com a tal "geração perdida"; o faz porque até reclamar de modinhas é moda. Enfim... ê, mundo louco!

    Repito: ótimo texto, minha querida!

    Acho que você DETONOU na redação do ENEM, hein?

    Um abraço, minha querida amiga blogueira paraense.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  21. Disse tudo. Geração perdida é essa que tá espancando por preconceito, matando e todas essas coisas. Essa sim precisa rever seus conceitos. Um beijo!

    ResponderExcluir
  22. Concordo com você. Gosto é gosto e ninguém discute. Assim como discutir religião e ciência, o que não dá certo mesmo. Muito inteligente da sua parte falar desse assunto agora. Aproveito que vim aqui pra te convidar pra participar de um concurso que tem lá no blog. O link é esse: http://migre.me/7jZDl É super rápido e fácil de participar. Você ganha um mês de divulgação das suas redes sociais, além dos seus lindos textos, sem contar que ainda tem um mês de banner. :DD Veem. :)

    ResponderExcluir
  23. As pessoas tem que entender que os tempos mudam! Simples asssim, concordo com vc! :)

    Beijão

    ResponderExcluir
  24. Pra você julgar/criticar alguém, você tem que ser melhor que ela. E, até onde eu sei, ninguém é melhor do que ninguém.
    Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  25. Esse é o conceito superficial de geração perdida. Dos gostos, das músicas, do ''estilo''. Eu critico. Mas não considero geração perdida, e não critico porque é um gosto diferente do meu. Eu critico Restart, mas não critico quem gosta de Restart. Acho que as pessoas tem que se por em seus próprios lugares. Tem que entender que podem criticar algo que envolve com seu próprio gosto, o porque de gostar, ou de não gostar. Mas invadir o gosto do outro é extremamente perigoso. Poucos tem coragem de denominar as pessoas perdidas, sem casa e sem perspectiva como geração perdida, porque é uma área que não é engraçada. Não é superficial. É social, e isso precisa de estudo, e não há espaço para ignorantes. É sério, envolve vidas. Que babaca vai trocar o hilário pelo real e perigoso? Infelizmente é assim.
    Seu texto é muito bom para reflexões ^^
    Feliz 2012!

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo