09 dezembro 2011

Verdadeira geração perdida


Alguns dizem que a geração dos dias atuais está perdida por gostarem de Restart, Crepúsculo ou Rebelde brasileiro. Eu discordo. Por quê? Acredito que a verdadeira geração perdida é aquela que vemos em nossas televisões nos jornais, roubando, assassinando, ou aquela que vemos nas ruas consumindo drogas, sem família, sem esperança de uma vida melhor, ou mesmo aquela que está bem perto de nós: A geração fútil das redes sociais, que perde seu tempo querendo mostrar aquilo que não é de verdade e sim aquilo que é conveniente ser, mostrado, fingindo que é ‘cool’ e descolado, falando mal das modinhas, só por que é... modinha.
Sério que as pessoas (tanto jovens quanto pessoas ‘mais velhas’) acham que a geração do século XXI está perdida por ler Harry Potter ao invés de Machado de Assis? Ou por que ouve Cine ao invés de Chico Buarque? Ok, existem coisas que não dá pra discutir, principalmente quando se trata de ‘gostos’. Mas vamos parar para pensar sobre o que estamos considerando ‘geração perdida’. Não retratamos nas redes sociais os jovens que sofrem abuso dos pais, seja físico ou psicológico, nem aqueles que precisam trabalhar nas ruas para sobreviver, nem falamos muito daqueles que cometem crimes por não ver outra saída na sua frente e acabam sendo presos de sua liberdade, de sua doce juventude. Sem falar dos que vivem falando mal das tais modinhas, das tais bandas, filmes, novelas ruins; será que essa geração também não está perdida? Perdida entre futilidades e hipocrisias?! 
Beatles que hoje é considerado um clássico do rock e do ‘gosto bom’, já foi modinha antes; arrisco a dizer que eles eram um ‘Restart’ dos anos 60/70. (Podem me jogar pedras, mas é a minha opinião, e não deixo de gostar da banda e de admitir que seja um clássico que merece ser ouvido de geração em geração). E os nossos gostos de hoje, vão ser criticados pela geração seguinte, e nós iremos criticar essa tal geração, e vai ser assim até o fim dos tempos.
É um ciclo vicioso de críticas mal elaboradas, de conceitos mal compreendidos e de visões distorcidas. Sim, por que ao invés de olharmos a geração literalmente perdida que está nas ruas ou dentro de prisões juvenis, ou até mortos; estamos olhando para a geração, digamos ‘inocente’, que pode estar perdida em gostos duvidosos e mentes com pensamentos fúteis, mas que poderá ter um futuro ótimo, por que tem acesso a informação, tem acesso a quase tudo, esses jovens tem escolhas, basta decidir por qual escolha tomar. 
Essa geração Restart, Crepúsculo, Cine, Rebelde, Lady Gaga, Biliebiers, um dia irá crescer, e tornar-se-ão adultos teoricamente maduros, com outros gostos, com outros pensamentos, com outros conceitos de vida. Mas a geração do crack, do trabalho infantil, a geração das ruas, da prostituição infantil, do roubo, do assassinato, a geração da juventude que não tem o que comer, essa geração não têm um futuro certo, eles nem sempre não têm escolhas.


P.S: Estou um tempo sem internet no computador, por isso não estou postando hoje Lado Extra, mas logo logo voltarei com os post's sobre minhas recomendações >< 

04 dezembro 2011

Estreando Lado Extra com: Once Upon a Time

Dentre as categorias do Lado Extra, existe o Filmes&Séries onde postarei sobre filmes e séries(dã) que vejo, ou já vi e que recomendo vocês conhecerem. O post dessa vez é sobre a série Once Upon a Time, uma série cheias de contos, maldições e mistérios.


Sinopse: Um drama sobre uma mulher ( Jennifer Morrison de ‘House’ e ‘How I Met Your Mother’) que se muda para uma cidade aonde contos de fadas são reais. Ginnifer Goodwin (Big Love) interpreta Branca de Neve. 
Na história, a Rainha Má da Branca de Neve coloca um feitiço nos habitantes da cidade Storybrook, no interior do Maine, o que faz com que eles se esqueçam que são personagens de contos de fadas. Entre eles, Branca de Neve e seu Príncipe Encantado que, tentando livrar Emma, sua única filha, do poder da Rainha, entregou a menina para adoção.
 Agora, a Rainha Má é a prefeita de Storybrook, conhecida pelo nome de Regina (Lana Parrilla, “Miami Medical” e “Swingtown”). Seu principal objetivo é destruir a Irmã Mary Margaret (Ginnifer Goodwin, de “Big Love”), na verdade Branca de Neve, que não sabe ser casada com John Doe, seu Príncipe Encantado (Josh Dallas). Decidida a se defender de Regina, Margaret pede ajuda ao senhor Gold, na verdade Rumplestiltskin (Robert Carlyle, de “Stargate Universe”), um especialista em magia negra.
Enquanto isso,  Henry (Jared Gilmore, de “Mad Men”), filho adotivo de Regina, tenta localizar Emma Swan, sua mãe biológica, para que juntos possam anular o feitiço que a Prefeita lançou sobre os habitantes de Storybrook.


Interessante não?! Então, a série é fofa, mas não clichê, os contos que nós conhecemos desde pequenos são diferentes nela; vale á pena assistir ou baixar os episódios que só são 5 até agora, pra quem gosta de contos, rainhas más e príncipes encantados.

Download de Once Upon a Time em Séries Tvix.
Trailer da série aqui.
Gostaram?!

01 dezembro 2011

Uma quase volta.


Cá estou eu, na (talvez, por que talvez tenha mais uma prova dia 18) ultima semana antes da ultima prova de vestibular que irei fazer, e quando voltar de vez ao blog, venho com novidades, algumas já prontas, outras ainda vou colocar aqui. Então vamos á elas:

Primeira: Página "Sobre o blog" renovada, com imagens dos layouts antigos.
Segunda: Uma pequena renovada no layout do blog, espero que gostem.
Terceira: Estou estreando uma coluna no blog: Lado Extra. Consiste em post's sobre filmes, séries, música, moda, livros, etc, recomendados por mim, de acordo com o que vejo, ouço ou leio no momento.

Que fique claro que não vou tornar o blog coletivo, com colaboradores, etc. Simplesmente vou colocar meus gostos mais em evidência em relação ás categorias que o Lado Extra têm. A ideia de escrever post's sobre tais assuntos veio,quando tinha que postar no blog O Quanto Quiser, onde colaboro fazendo parte da equipe, e praticamente não tinha o que escrever em relação á mim, então resolvi fazer um post de dicas de séries(para ver o post, clique aqui) que vejo ou vi, e o resultado foi bom, então trouxe essa ideia pra cá, mas de um modo mais abrangente. 
O blog ainda irá continuar como meu diário virtual, ainda vou continuar escrevendo meus textos subjetivos e sem muito sentido, mas agora além disso, vocês também poderão conhecer mais sobre certas preferências minhas. Espero que gostem. E até a minha volta definitiva no blog! Me desejem boa prova ><
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo