04 agosto 2011

Mais uma vez



Por que amar é se arriscar e se permitir...

Meu estúpido coração bateu mais forte quando te viu,e eu me odiei por isso. Você certamente ainda deve estar com ela,com certeza já não lembra-se mais do que vivemos,e nossa história é passado. Acredite,para mim ainda é passado;foi só o estúpido do meu coração que resolveu bater mais forte quando te viu.
E me vi escutando aquela música,que me lembra de você,e me questionaram sobre tal atitude e eu realmente não achei que fosse nada demais. Hoje percebi que pensei em você a tarde e a noite inteira,e não sei o que declarar sobre isso. Não sei se percebeu,mas eu tô tentando não levar isso a sério. É,talvez eu já tenha me permitido demais e com isso me decepcionado demais. Eu sei,sou nova,existem mil coisas que ainda irão acontecer comigo,mas me permitir novamente e decepcionar-me novamente não faz mais parte dos meus planos. Eu também sei que isso é inevitável; é só que.... Se eu sentir de novo,promete que vai pelo menos tentar não me decepcionar?


Porque somos eu e você e todas as pessoas,
com nada a fazer, 
nada a provar.
E somos eu e você, e todas as pessoas 
e eu não sei porque não consigo tirar meus olhos de você ♪
Lifehouse - You and me.


P.S: Parece que não consigo deixar de escrever sobre amor por muito tempo.Me sinto idiota por escrever quase sempre sobre isso;além de ser um sentimento confuso e contraditório,é algo que você simplesmente não consegue deixar de lado,pelo menos comigo é assim que acontece. Enfim,espero que gostem. E a foto de corujas é por que amo coisinhas que envolvam corujas ♥

25 comentários:

  1. Idiota nada, o amor não decepciona, as paixões talvez. Sou romantica nata, devo admitir (como se precisasse)E você não deve privar o mundo de suas doces palavras garota talentosa (: Não esqueça. Mesmo que se levantar seja dificil sempre é válido tentar.

    ResponderExcluir
  2. Oi flor!
    Adorei a foto das corujas. Lindas *-*

    Bom, é fugindo dessa coisa contraditória, boa e dolorida chamada "amor" que eu escrevi aquele meu post.

    Nossos primeiros amores então, ah... deixam marcas. Disparam corações depois de um tempo separados e custam a ser esquecidos.

    Amor é complicado sim. Mas até eu admito que valhe à pena ser vivido... rsrs.

    Obrigada pela visitinha e ótima sexta-feira para ti!

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Nada idiota, acho lindo quem consegue na alegria se inspirar, so me inspiro na tristeza porem continuo tentando escrever algo, na verdade jpa faz algum tempo que nao fico triste. Lindo o olhar de gente apaixonada

    ResponderExcluir
  4. Oii, adorei o texto!
    Não se sinta idiota por falar de amor, é lindo e mostra que você tem sentimentos e devia ficar feliz por escrever tão bem e saber expor eles, não é pra qualquer um..
    Adorei as corujinhas!

    Obrigada pela visita no meu Blog, to te seguindo aquii..
    http://doblushaosalto.blogspot.com/

    bjks ♥

    ResponderExcluir
  5. obrigada pelas palavras no meu blog $:
    texto com sentimento , adorei mesmo :)

    ResponderExcluir
  6. Realmente, muitas coisas ainda irão acontecer em sua vida. Sabe aquela frase, "o que tiver que ser será"? Essa frase faz todo sentido.

    Obrigada pela visitinha. :)

    Beijoss.

    ResponderExcluir
  7. É culpa do coração escrever tanto sobre o amor. Parece que ele não nos entende... a gente diz CUIDADO e lá vai ele se jogar e se dar para uma pessoa sem nem se perguntar se vão feri-lo. Dizem que passa.

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto, muito lindo. E essa imagem que você usou? perfeita *-* amo corujas.
    bjus ;*

    ResponderExcluir
  9. Passando pra deixar um oi, e dizer que gostei mt do blog. Visita o meu... www.rebellionlie.blogspot.com
    bjos.

    ResponderExcluir
  10. Seu texto (e a imagem) fizeram eu lembrar de uma coisa que meu amigo me disse: "vocês foram dois passarinhos, que se bicaram sem querer, na hora de se abraçar e de se amar". Beijos

    ResponderExcluir
  11. Te entendo, só consigo escrever sobre o amor também, é complicado tentar falar de outra coisa sendo que o amor vive martelando aqui dentro... O texto ficou ótimo, me vi aí, já fiz isso tantas vezes. E por mais que sejamos novas ainda, tem sempre aquele medo de não dar certo nunca, né? Beijos!

    ResponderExcluir
  12. mas é...a gente tenta nao levar a serio pra ver se nao doi, e é ai que doi mais.

    ResponderExcluir
  13. Kkkk curti muito as corujas "se amando" =D
    Ah! eu acho uma das melhores coisas para se falar é sobre amor, curti o post.
    e não conheço essa musica AINDA.

    ResponderExcluir
  14. O coração sempre prega peças na gente, bate mais forte por quem talvez não valha a pena, quem nos fez sofrer.
    Mas com o tempo ele desiste.


    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá! :D

    Sim, estou de volta! LOL Lá consegui sobreviver ao V.O.A. :p mas diverti-me imenso, obrigada!

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  16. Ahhh não se sinta assim, falar de amor não parece assim, tão contraditório... rsrsrsrs... e se expressar é a melhor forma de se livrar de um sentimento, então fale, escreva, esbraveja, grite... Boa semana pra vc e boas inspirações tbm...♥

    ResponderExcluir
  17. O coração é assim mesmo, escolhe sempre a hora errada para se apaixonar pela pessoa errada. Mas fazer o quê? Melhor sofrer do que nunca ter amado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Acho que se encaixou no meu momento, honey. Sério, é algo do tipo, amamos, deixamos de amar, vemos o outro com alguém, nos conformamos, aceitamos, distância, então apenas uma visita "rápida", ou um encontro qualquer, deixa o coração assim, confuso.
    Lindo.


    P.s. Sobre a pergunta que vc havia feito, de qual filme era é "Amor & outras drogas" Lindo filme viu . bjs

    ResponderExcluir
  19. amar e jogar de paaraquedas na vida, sem saber se vai encontrar agua la embaixo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Amei seu blog (me identifiquei muito) Acabei de começar um, se quiser passa lá http://enquantoeutiverperguntas.blogspot.com/

    até mais

    ResponderExcluir
  21. Eu não consigo parar de falar em sofrimentos e tu em amor, talvez seja porque o ponto central da nossa vida sejão estes. Beijo

    ResponderExcluir
  22. Lindo demais o texto *-*
    Tbm tenho surtos de amor, por mais revoltada que eu seja, ele nunca sai da minha vida e tbm não faço esforço algum para tirá-lo rsrs

    ResponderExcluir
  23. Só que infelizmente isso não é sobre o que você espera ou sobre até onde você está disposta a ir...
    Eu lembrando de histórias antigas minhas lendo esse seu texto,fico boba o quanto eu fiz por um olhar... Sei lá, e depois que passa você pensa que naão valeu, e se fica mal resolvido você não esquece, não tem nada que tire isso de sua mente, podem passar anos... E sempre que eu vejo, o coração bate do mesmo jeito, como se fosse o primeiro encontro! Eu poderia ter mil relações em um mês, mas aquelas sombrancelhas ainda assim seriam as únicas que eu queria ver ao acordar. Eu queria não apanhar, não bater, mas infelizmente não é sobre mim ou sobre como eu quero que as coisas sejam... É sobre o amor e o encantamento, e dessas coisas a gente só decide quem entra na nossa vida, depois que permitimos a entrada não temos como saber o bem e o estrago que a pessoa vai deixar, mas sempre deixa uma coisa de ambos, nada acaba tão bem quanto começa, e isso da um bom texto apesar de a gente não mandaar nisso.

    Abraço!
    @juhhouse

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo