25 julho 2011

Mirror


Te olho no espelho e vejo a confusão nos seus olhos moça. E é um furacão aí dentro que nem você mesma consegue controlar. Eu sei,dá vontade de gritar,de sumir,de ver tudo de fora pra ver se dá pra organizar alguma coisa,ou entender alguma coisa. E as pessoas te confundem mais não é? E parece que só amando alguém que se encontra a felicidade que você tanto deseja... Talvez isso seja verdade,ou talvez seja meia verdade,também não sei lhe dar a resposta certa.
Mas também vejo seus sonhos,seus olhos iluminam-se a cada vez que imaginam um futuro cheio de realizações,cheio de amores correspondidos como nos filmes românticos. Você sabe que não vai ser exatamente assim que irá ser,não é? Dizem que a vida é cheia de obstáculos e sacrifícios,e bom,eles estão certos,dá pra ver que sim.
Também vejo alguns erros cometidos,algumas lições,alguns aprendizados,o clássico que se vê em toda garota que já sofreu alguma decepção um dia. Mas ainda vejo o romantismo em seus olhos,eles transbordam do seu coração como uma cachoeira infinita,que não têm como controlar. Parece que você foi feita para amar,e nada mais.Com tudo isso,ainda há as obrigações do dia-a-dia,as vaidades,e as aparências e todas as responsabilidades que ás vezes te cansa.Eu sei,me cansa também.

E no final do dia você só pensa em tentar viver bem,em tentar ficar bem,mesmo com toda essa confusão,discordância e imperfeição que é a sua vida.

E nada vai desmerecer tudo que ainda somos,toda certeza que supomos.Mas a vida lá fora tá chamando agora.E não demora!Quem dá mais? Na falta que a falta faz...♫ 
Jay Vaquer - A falta que a falta faz.



P.S: Olha a inspiração ai voltando! Bem,ultima semana de férias, pelo que li nos comentários do meu ultimo post,minhas férias foram parecidas com as da maioria dos meus leitores,rs Então,vamos aproveitar essa semana e nos preparar para Agosto com a rotina e obrigações de volta \o/  E FELIZ DIA DO ESCRITORES PARA TODOS NÓS.Até mais.

19 julho 2011

L'appel étrange pour moi



O comum não me atrai o supérfluo não me conquista, e a multidão não me adere. Então me resta querer o desconhecido, o sempre desejado, o que é estranho e o diferente.

"Se arrume e pule pra fora da cama e faça o seu melhor..." - The Strokes - Under Cover Of Darkness

***

P.S: Ok,inspiração mandou lembranças. Eu realmente não consegui escrever um texto inteiro,então vai essa frase que peguei de um texto um pouco antigo meu,ela resume bem como estou agora. Então,férias né,estão quase acabando,e eu tô tentanto aproveitá-las ao máximo e vocês? Contem-me dos seus desconhecidos ;)
P.S: Título by tradutor do google,rs.

08 julho 2011

Apenas a incerteza.


Bateu uma estranha tristeza hoje,vinda não sei daonde,não sei por quê ou por quem. Na verdade,não têm um por quê certo. Talvez seja o medo, talvez seja os sentimentos que ainda sinto,ou talvez seja um mau pressentimento de algo desconhecido.
Na verdade a tristeza não é o sentimento certo para traduzir meus 'status' atual. Indecisão e incerteza,sim. E isso não elimina-se fácilmente de nossas vidas,esses sentimentos 'ruins' apenas vão com o tempo e de acordo com os acontecimentos...Certo?!

P.S: Mais um vez agradecendo a todos os comentários lindos e fofos que recebi em meu ultimo post <3 Amo muito essa blogosfera. Estou de férias galera,mas ainda tendo aulas em alguns dias da semana. Muito estudo ainda,mas vamos ver se consigo me divertir um pouco para não pirar com tanto estudo,haha.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo