02 maio 2011

Quando o medo é maior.


Ela estava de mãos atadas. Confusa como sempre com seus sentimentos. O café na cabeceira da cama,o livro nas mãos,e ela deitada,tentanto se concentrar no romance a sua frente. Tentava ler,parar de pensar nele,e em seus prováveis sentimentos por ele; mas não conseguia.
Ele mecheu com suas certezas,a fez pensar novamente em paixões,ciúmes,e aquela velha sensação de ter alguém gostando de você. E estava confusa,sem saber o que dizer.Mas sabendo sobre o que pensar,vivia pensando,analisando,calculando... Irritava-se com si mesma por ser assim.
Mas ela não tinha jeito,amava-o,mesmo sem querer admitir,mesmo sem ter coragem de falar,mesmo com medo de não sei o quê.
 O café esfriava,o livro já não estava mais na mira de seus olhos. O que houve foram suspiros,algumas risadas lembrando dos momentos com ele,e cada vez mais,a certeza de que estava apaixonada,vindo em sua direção.

E ela irá deixar seu orgulho de lado,sua armadura de defesa,e suas incertezas de garota confusa que ela sempre foi?

Ouvindo: Adele - Chasing Pavements

25 comentários:

  1. A insegurança é a parte do romance que eu menos gosto.
    Quando estou cemeçando a gostar de alguém lá vem ela junto, a insegurança, e eu fico me perguntando quem foi que a chamou? rs
    Tomara que ela consiga se libertar dos medos e da tal da insegurança para que então possa ser feliz com ele.

    ResponderExcluir
  2. Corajosa como ela deve ser, mas é claro que ela consegue e vai ter um amor lindo digno de textos lindos para um blog lindo e etc :}

    ResponderExcluir
  3. Sempre somos inseguras, infelizmente, mas temos que aprender a lidar com isso para ter possiveis finais felizes.

    Adorei o texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. dou os parabéns pra quem consegue escrever o amor assim, que vê o amor no seu lado poetico ;-)

    ResponderExcluir
  5. Insegurança, incerteza, sentimentos que me aflingem por demais. Parece que esse texto foi feito pra mim, em cada palavra, em cada linha. Amei.

    ResponderExcluir
  6. belissimo texto adorei muito
    prbns.

    ResponderExcluir
  7. To seguindo o teu blog.

    Quando puder segue o meu também: www.interessediario.blogspot.com

    Valeu!!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que essa armadura de defesa tem que ser deixada de lado quando se fala de amor. Ele desarma qualquer coisa, qualquer pessoa. Sem contar que ainda dá a certeza que a insegurança tira. Busque as respostas para suas dúvidas dentro de você, pois ninguém te conhece melhor do que você mesma.

    Beijo :* Arrasou!

    ResponderExcluir
  9. Ah, Jeni, esqueci completely! Meme pra você no blog! http://apseudociencia.blogspot.com/2011/05/minha-pequena-estante-de-livros.html

    Beijos, diva! :*

    ResponderExcluir
  10. Oi, estou te seguindo. ^^
    Esse é o meu blog, passa lá! (:
    http://apenasumblogdeumagarota.blogspot.com/

    Beijo :*

    ResponderExcluir
  11. Oi. Tem selo para você no meu blog. Espero que goste. Quando puder, passe lá para buscar.

    http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2011/05/abl-associacao-blogueira-de-letras.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Sim, espero que ela deixe o orgulho de lado.
    A gente geralmente só se arrepende mesmo do que não fez...
    A ela uma boa sorte, eu gostei da história e vou ficando por aqui.
    um abraço pra Jenni
    :*

    ResponderExcluir
  13. É assim mesmo.
    Tudo parece tão claro na nossa mente, mas ainda temos dúvida do que sentimos.
    O amor é algo acima de tudo. As vezes nem restam respostas. Basta sentir.
    Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  14. ee tomara qe ela deixe seu orgulho de lado, sua armadura de defesa e suas incertezas para viver um lindo amor.

    Seguindo. Segue láh? http://duplasolidao.blogspot.com

    Beijãaao

    ResponderExcluir
  15. oi jeny jenny

    isso as vezes acontece comigo, ficar com o livro no colo e o pensamento sei lá onde. voce tambem faz isso?

    eu nunca me declaro, tenho vergonha. a maioria das meninas tem, é até um pouco instintivo.

    um beijo (:

    ResponderExcluir
  16. Olha, eu não sei. Mas o amor pisa nas nossas defesas e destrói as nossas armaduras. Quem sabe, né.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Realmente lindo o texto...
    Sinceramente, meu modo de pensar é exatamente o seguinte. - Se permitir sempre !
    Se permitir amar, apaixonar-se, se entregar sem pensar muito nas consequências dessa entrega. Se der certo, muito bom ! E se não der, ganhamos amadurecimento e saberemos o que fazer quando situações parecidas pintarem em nossa frente de novo.
    São com essas coisas, decisões, erros e acertos que aprendemos a viver, é assim que adquirimos experiência !
    Bjo grande.. sempre amo seus textos floor ^^

    ResponderExcluir
  18. Nossa me senti em suas palavras, já me vi assim, exatamente assim, como vc escreveu...pois é...amor é uma incerteza constante...Passa lá Jeniffer no meu Blog tem tira nova, vc vai gostar...bjs
    http://artesdosanjos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Iria fazer um comentário sobre a postagem, mas mudei de idéia, não sei se já comentei sobre seu layout .. Em todo caso é o mais diferente que já vi, diferente para o lado do bonito e simples é claro.
    Lindo, mesmo!

    ResponderExcluir
  20. É impressionante como nós sempre deixamos o medo nos dominar né? Acho que só dá pra superar isso quando pudermos entender que o medo SEMPRE vai estar ali, só não podemos deixar que ele seja maior do que a vontade de ser feliz. Temos que acreditar!

    ResponderExcluir
  21. Às vezes é preciso olhar mais a fundo.

    ResponderExcluir
  22. A nossa carapaça pode ser nossa inimiga às vezes...

    ResponderExcluir
  23. Como a insegurança nos domina né? Eu que o diga, vivo insegura pra tudo, e te digo que não me orgulho nada nada disso tudo.
    Mas o amor quando vem, é bom dar uma segunda chance. Quem sabe é essa a certa?
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. As vezes a gente deixa passar as melhores oportunidades por causa do medo, mas faz parte da vida deixar o medo de lado e se arriscar as vezes. :*

    ResponderExcluir
  25. "Mas ela não tinha jeito,amava-o,mesmo sem querer admitir,mesmo sem ter coragem de falar,mesmo com medo de não sei o quê." Tão eu...
    Amei *-*

    ResponderExcluir

Opine,reclame,exclame,comente.Mas uma dica: palavras sinceras são sempre bem-vindas.

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo