07 fevereiro 2011

Desespero parao (não) viver


Mal começa um mês, e eu já quero que ele acabe logo. Meu desespero para não viver é que me deixa assim.
É,meu desespero para não viver, infelizmente essas são as palavras que definem o que sinto no agora, no hoje. Não sinta pena de mim, não pense que estou passando por momentos tão horríveis e que por isso estou assim; é que quase sempre faço dramas em minha vida. Não é uma catástrofe, nem uma tragédia. É só a vida. São só as dificuldades da vida, e o quão difícil é não ter o que se quer, e do jeito que se quer as coisas. Aquela famosa frase: nascer, viver e morrer, concerteza me parece mais fácil na escrita, do que na prática. Nascer e morrer até podem ser fáceis, mas viver, viver nesse mundo que eu vivo pelo menos, não é nada fácil, e eu sei, caro leitor, que você também deve pensar algo parecido, todos sabemos o quanto é difícil viver e sobreviver nessa terra que mais me parece imunda, do que sagrada.
Então, que os dias passem rápidos, que as manhãs ensolaradas e as noites deprimentes em meu quarto passem muito rápidas, que as batalhas sejam logo vencidas, que as guerras acabem logo, que as ilusões e os sonhos se dispersem logo, e que minhas vontades sejam logo atendidas.

P.S: Desculpem-me minha total ausência nos blogs de vocês e minha demora para postar aqui novamente. Estou sem internet em casa e não tenho data prevista para ela voltar, e bom, é difícil pelo menos para mim, me atualizar no blog quando estou sem internet em casa, então espero que entendam minha ausência aqui até ela voltar.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo