30 julho 2010

Faced with boredom.



Brinco com a caneta agora,enquanto a página da internet carrega; e meus pensamentos não vão para outro lugar se não o objetivo disso.É, o objetivo d’eu estar aqui,sentada em frente ao computador,quando poderia estar com os amigos, ou na casa de algum familiar,ou mesmo estar lendo um livro.
Daí tenho logo as respostas das tais perguntas rapidamente: Os amigos moram longe e agora devem estar ocupados com seus trabalhos ou devem estar viajando para algum lugar.
A família também está longe,e se eu fosse mesmo visitá-los,seria uma surpresa tão grande que iriam desconfiar de alguma coisa e iriam me encher de perguntas que na verdade não os interessam,só as fariam por pura educação.
E sobre os livros,bom, eles estão em grande número no criado-mudo ao lado da cama,esperando serem lidos.
Então, decido; desligo o computador e começo á ler, tentando compensar um pouco o ócio e o tédio que ás vezes é ficar na frente do computador o dia inteiro.

***
Fiz esse texto numa noite qualquer, nem tava com tédio, mas me lembrei de dias que fiquei frente ao PC, sem um objetivo maior se não estar ali, conectada á internet; e percebi que muitos também fazem o mesmo que eu fazia antes, claro que existem as exceções. Algumas pessoas estão deixando de viver uma vida real,para uma virtual,e isso nem sempre é bom.
Bom, por hoje é só. Só tenho á agradecer á todos que vêm aqui,novos e antigos seguidores.
Beijos.

24 julho 2010

Breve realidade.



Ele estava acariciando meus cabelos, minha cabeça estava em seu colo,e eu,feito boba,não paráva de suspirar,enquanto ele conversava sobre seus planos futuros, sobre a alegria de nós dóis estarmos finalmente juntos.
Depois de tantos desentendimentos, finalmente estávamos juntos, e nos amando, contando como tudo aquilo começou; sim, nos amávamos, como dois eternos adolescentes em seu primeiro amor. Estávamos mais felizes que nunca, nossos olhos brilhavam olhando um para outro,quando....




...Quando o despertador toca,é hora de acordar.




P.S: Gente,eu sei,ficou meio triste ou sei lá,final triste demais,rs Mas é isso o que sinto agora.
Essa não era a narração que tinha escrito para postar aqui,mas esse texto veio do nada e tive que postá-lo.
Beijos.

21 julho 2010

Influenciáveis.

É inegável que o ser humano seja um ser influenciado e influenciável. Como disse o filósofo Karl Max o homem é produto do meio, ou seja, ele é, o que o influencia,ele forma seu caráter através de bases ideológicas,sociais e religiosas.A mudança que nós vivemos sempre irá existir,tal qual seja ela,sempre vamos mudar por algo ou alguma coisa.O que é questionável,são as tais influências que sofremos.Por exemplo,mudarmos por algo que nos disseram sobre nosso estilo de vida ou sobre nossos gostos,não é algo que acredito que seja certo. Não generalizando, mas existem pessoas que formaram suas personalidades através do que ouviu quando criança, e do que viveu em épocas passadas, e dependendo do que viu, do que aprendeu, e de como reagiu á tudo isso, essa pessoa pode ser uma pessoa com personalidade própria, de caráter bom e matura, ou pode ser totalmente o contrário. Vejamos o exemplo de adolescentes que são influenciados por ‘modinhas’,e aqueles que se rotulam,formando tribos urbanas: São seres influenciados por estilos musicais, por ideologias de comportamento,por amigos ou até namorados(as) etc, e ás vezes acabam mudando de novo e de novo,por passarem por várias fases da vida,onde a ideologia em que viveu antes já não é para ele tão importante quanto uma nova que ele acaba descobrindo através de novas músicas,novos amigos... Não têm nada de errado em mudar,mudar por alguém,as mudanças através de algumas influências são boas sim.
Portanto, mudar por algo ou alguém não é o problema em questão, o tal 'alguém' que vêm á influenciar a tal mudança que deve ser questionado, tanto em crianças, adolescentes e adultos de hoje, pois essa influência traz tanto mudanças boas quanto más.

Post para o Tudo de Blog do A Pseudociência : Será que vale á pena mudar por alguém?

P.S: Homenagem ao dia do amigo(atrasado):

“Eu preciso amar, só um pouco, o amor é verdadeiro
Eu preciso todo fim de semana sair com você
Meus amigos porque eles são tão lindos

Sim meus amigos, eles são tão lindos

Eu preciso amar, só um pouco, porque o amor é verdadeiro

Eu preciso todo fim de semana sair com você

E meus amigos porque eles são tão lindos

Sim meus amigos, eles são tão lindos


Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.

Eles são meus amigos.
... ”

Friends – Band of Skulls

Por hoje é só,na próxima trago uma das narrações que escrevi.

Xoxo.

16 julho 2010

Produto do meio.


Todos têm suas razões para serem o que são.Cada um com sua ideologia,pensamento e opiniões.Portanto,a regra é para todos,respeite o seu próximo, respeite o meio em que vive e os que vivem nele,sejam animais,seres humanos,ou seres autótrofos.
O homem é o produto do meio,ou seja,ele é sobre o que o influencia ,ou influenciou no caráter,na personalidade,nos pensamentos e principalmente nas ideologias. E cada um é diferente do outro,então cada um têm o direito do respeito,e das outras leis que regem ao ser humano.
Então, antes de falar sobre algo, conheça o por quê daquilo, as causas do acontecimento, e tenha um argumento sólido para seu protesto/reclamação/crítica.

------------------------------------------ x-----------------------------------------------------
Ah que coisa,tô sem inspiração,e não queria falar mais uma vez de amor e sentimentos,ou devaneios meus. No próximo post talvez traga uma narração,mas como não sou muito boa,vou demorar um pouco para escrever,rs.
Bom,por hoje é só. Espero que entendam a mensagem.
Xoxo.

10 julho 2010

Antiquada.

Acordei hoje com esse pensamento,e precisava vir aqui desabafar um pouco sobre isso.
Sobre: Amor
Questão inicial: O companheiro certo, será que ele virá,será que existe?
Problema: Se ele vier, quando e como? Como irei saber que é o certo,e que há amor e verdadeiro?

Bom, esse problema concerteza pode ser resolvido, os que já amam podem me garantir que quando o amor verdadeiro vêm ele não avisa,ele apenas chega e apenas ficamos sabendo que ele chegou,por que sentimos ele,e vivemos ele,daí temos a certeza de que aquela pessoa é a certa.
A verdadeira questão é eu pensar nisso, e ter aquele pensamento(que para alguns pode ser antiquado)de ter um amor quando adolescente e viver com ele anos e anos até a morte de meu amado. É, eu acredito nisso, o que me faz não expressar isso, todos sabem. O ser humano hoje está insensível, os homens estão cada vez mais infiéis e as mulheres fúteis e com aquele pensamento de ser independente e não precisar de um companheiro para viver bem. Além das tragédias que nosso mundo vive, as corrupções e maldades do ser humano que me fazem meio que deixar de lado esse meu pensamento romântico da vida.
É, pensamento romântico, por que do que falo não se trata apenas de ter um companheiro vivendo um amor verdadeiro por anos e anos, se trata do amor por uma pessoa, por várias pessoas, já que num relacionamento irá existir os filhos, netos e bisnetos e se esses filhos/netos/bisnetos irão ter um lugar bom para viver, e se irão ter um pensamento bom sobre a vida.
Estou sendo muito adiantada não é?!
Mas resumindo, espero que o ser humano reavalie seus atos e pensamentos sobre a vida e o que devem fazer com ela, se continuarem do jeito que estão, terei mesmo que afundar meus pensamentos românticos e desistir deles e isso concerteza não é o que desejo.

Estou mais presente no blog e nos blogs que sigo(não sei se perceberam,rs). Estou de férias e tendo mais tempo para meus afazeres virtuais. A inspiração do texto veio de meus pensamentos matinais e também do post no blog do Will: Quase perfeito, vale á pena ir lá ler. ;)
Xoxo.

05 julho 2010

Diferente.

Hoje acordei com uma sensação estranha. Sonhei com pessoas que só conheço por ter visto uma vez ou por ler seus twitter's. Não acho normal sonhar,muito menos com pessoas desconhecidas fazendo parte da minha vida.
Não sei,estou sendo estranha agora, até infantil talvez, mas alguns sonhos me deixam desnorteada e estranha no resto do dia, por ser tão real enquanto estou dormindo, fico assim. Ás vezes sou estranha mesmo, um dia estou querendo atenção dos amigos e família,querendo dar e retribuir amor e carinho; n'outro estou querendo me afastar das pessoas, e quando elas chegam perto, acabo afastando-as o mais rápido que posso, por que logo fico irritada.
Sou assim,tenho meus altos e baixos,vou vivendo, esperando ás vezes o rapaz certo chegar, ou correndo atrás de meus objetivos profissionais. Numa hora uma garota romântica e gentil,n'outra fria e irritante; podem até me chamar de duas caras ou dizer que tenho dupla personalidade, mas é assim que sou. Diferente de tudo que já viu, ou ouviu.
Um dia irei me encontrar, até agora estou confiante de mim, e demonstro isso para as pessoas, por que demonstrar indecisão e dúvida nem sempre é bom (Aprendi isso com a vida); mas sei que um dia estarei em meu lugar, sendo realmente tudo o que posso ser, estando com as pessoas que irão fazer com que isso aconteça.

"Inspiração em Eclipse."
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo